Fist of Jesus e a heresia nossa de cada dia

Cinema, Games segunda-feira, 17 de novembro de 2014 – 0 comentários

Sabe a melhor forma de irritar qualquer fandom? Cê faz uma fanfic zoneando o barato, e vai ter nego soltando fogo pelo rabo. E qual base de devotos é melhor pra aloprar do que a maior do planeta: Os cristãos.

Ah, qualé. Cê vai me dizer que a Bíblia não é ficção? Tá de zoeira comigo.

Antes de mais nada, assista esse vídeo de Fist of Jesus em espanhol com legendas em inglês, porque foda-se você que não manja dos paranauê: continue lendo »

First World Problems: Games (Ou “Sai desse jogo que você é muleque”)

Games quarta-feira, 06 de agosto de 2014 – 10 comentários

Título em inglês pra ficar ainda mais babaca: Tem já umas semanas desde que a summer sale do Steam acabou, e comprei vários jogos, Noir Syndrome foi um deles, e um dos cinco que joguei desde então: SpaceChem, Vector, Super Amazing Wagon Adventure e Dishonored… E nenhum deles me deu vontade de jogar.

 continue lendo »

Você devia jogar Noir Syndrome

Games segunda-feira, 30 de junho de 2014 – 2 comentários

Como tenho certeza que vocês sabem, a summer sale do Steam (Tem pra PC, Mac, Linux e Android) foi essa semana que passou, e acabou segunda-feira neste exato segundo faltam 1:55 minutos pra acabar, e, claro, é aquela bagunça que todos também já conhecemos. Entre as “grandes” compras, pra completar um valor redondo, há aqueles pequenos jogos, que você não dá a mínima, mas às vezes deveria.

 continue lendo »

Flappy Bird, Leite e Pera

Games segunda-feira, 03 de fevereiro de 2014 – 1 comentário

Se você já está na internet há algum tempo com certeza sabe que, de vez em quando, surge algo que ninguém esperava, vira febre e une pirralhos sebentos de 9 anos e marmanjos barbados de 35. Candy Box foi assim, e foi incrível. A mais recente namoradinha da américa internet é Flappy Bird… Só tem moleque nessa merda.

 Sim, só isso.

continue lendo »

Eu, eu mesmo e Skyrim

Games quinta-feira, 30 de janeiro de 2014 – 5 comentários

Um segredo pra vocês: Eu nunca gostei muito de produções de fantasia que se passam em alguma pseudo-idade média. Filmes, séries, livros, jogos, nenhum deles com esse tipo de tema jamais me atraiu o suficiente pra ser fã, pra gostar mesmo. Falo de coisas como os filmes e livros de Senhor dos Anéis, os livros e a série de Game of Thrones, jogos de RPG, enfim. Mas não me entendam mal, eu não chego a odiar essas coisas. Eu só não gosto muito – o que parece ser suficiente pra alguns tipos de fãs, que acham um absurdo se alguém não reverencia a mesma coisa que eles. Enfim, vem comigo, antes que essa introdução fique muito grande. continue lendo »

Meu problema com os portáteis

Publicidade segunda-feira, 20 de janeiro de 2014 – 11 comentários

Provavelmente o juno já falou alguma coisa parecida com o que eu vou falar, mas como ele não tá ae na atividade desde 2009, eu acho que posso dar meu pitaco sobre, ainda mais porque foi só agora, no fim de 2013, que eu adentrei nesse mundo. continue lendo »

Cheats – a polêmica

Games sexta-feira, 20 de dezembro de 2013 – 4 comentários

Cheat, substantivo, do inglês: Trapaça, enganação, fraude; como verbo: Trapacear, trair, enganar. Usado muitas vezes com a preposição on, quando é cometido contra alguém ou algo. She cheated on her fiancé: Ela traiu seu noivo. They cheated on the test: Eles trapacearam na prova. He used a cheat code on the new GTA: Ele usou uma trapaça no novo GTA.

Mas espera, ninguém fala como na tradução do último exemplo, a não ser em Portugal. No Brasil, nós geralmente diríamos que o cidadão fez um cheat mesmo, afinal, foi através dos jogos que essa palavra normal da língua inglesa virou parte do nosso vocabulário. E sim, os cheats nos jogos são nosso assunto de hoje. Vem comigo. continue lendo »

Controles culpados não tem mais dualshock

Games terça-feira, 12 de novembro de 2013 – 2 comentários

Desde The Walking Dead nada foi o mesmo. Tem mais de um ano desde que o jogo saiu e a segunda temporada já está à venda, mas a questão não são os zumbis, nem as relações interpessoais, nem os contos eróticos com Lauren Cohan e nem necrofilia. São as escolhas. Porra cara, isso fodeu minha vida joguística.

 Como, não como, engravido ou largo pros zumbis?

continue lendo »

Porque caguei pra GTA V

Games quarta-feira, 02 de outubro de 2013 – 2 comentários

Conheci GTA há vários anos, no fatídico Vice City. Era uma época em que pouca gente que eu conhecia tinha um PS2, mas a fama do jogo já era familiar para todos nós. Era um dia comum, eu tinha ido na casa de um amigo, provavelmente pra fazer algum trabalho de escola, mas o primo dele estava lá, e tinha um console. Lembro que eram poucos jogos, originais, creio, mas eis que ele pega um jogo, liga o videogame e nos mostra a caixa.

 continue lendo »

A mão dos campeões

Games segunda-feira, 02 de setembro de 2013 – 19 comentários

Não sei jogar gamão. Nem cacheta, buraco e canastra. Gosto mais de xadrez, mas mando muito melhor em damas. E sim, Magic, Yu-Gi-Oh! e Pokémon figuram na minha lista de “coisas que eu sei jogar e tenho vários decks”. E pra completar a lista, digo que sou absurdamente suicida tanto no truco quanto no pôquer, e querem saber? Foda-se.

 Taí um quadro muito foda.

continue lendo »

busca

confira

quem?

baconfrito