Tem coisas que nunca mudam, e GTA é uma delas

Games sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Você deve saber que Grand Theft Auto é uma das maiores franquias da história dos videogames, e deve saber também que desde que foi lançada, é uma briga do caralho em cima desses jogos: Nenhum deles jamais deixou de assustar exemplares donas de casa e bons paroquianos do mundo inteiro… Bem, GTA V fez a mesma coisa, de novo. Dessa vez por causa do bom e velho sexo.

GTA V foi lançado no fim do ano passado para a geração passada, só chegando à atual geração ontem terça, dia 18 de novembro, e com ele veio mais uma novidade: Pela primeira vez na série você pode jogar em primeira pessoa. Algo um tanto quanto óbvio na real, afinal, uma boa parte dos maiores títulos de todos os tempos são em primeira pessoa, mas GTA é um mundo à parte, como não poderia deixar de ser.

Acontece que esse mundo de GTA é um mundo que só tem gente doente, tanto na Rockstar quanto aqui fora:

Cara, que bagulho sensacional! Não a primeira pessoa, mas o jogo em si: É o mesmo jogo que eu jogava há duas gerações. Eu sei que GTA V é muito maior, tem muito mais coisas para se fazer, tem três personagens jogáveis, tem dinâmicas e jogabilidade diferente e tudo mais, para não falar nas mais recentes melhorias gráficas e de animação deste relançamento, mas porra, tem coisa mais GTA que pegar as putas, comer, e matar pra conseguir o dinheiro de volta?

Claro que a visão em primeira pessoa muda as coisas. Esse troço aí é infinitamente mais escancarado que o carro balançando do San Andreas, enquanto que os dois passageiros ficavam parados. O jogo continua sem nenhuma cena explícita, aliás nem mesmo há nudez, mas todos sabemos como é a parada… O que pega nem é a parte visual, é a sonora: Digno de pornozão batido mesmo, com direito à conversa de puta não que eu saiba como é e elogios magnânimos para uma bimbada de três minutos, além dos devidos efeitos sonoros (Ela engole!). E notaram que ela fala normalmente mesmo de boca cheia? E com uma voz diferente enquanto trepa e quando fala normal? Profissa mesmo.

Mas ainda assim é a mesma coisa: Buzinar, esperar entrar no carro, acelerar pra caralho e não parar tempo o suficiente para ela descer, achar um lugar escondido e ser feliz… Pra depois de terminado o serviço, fazer o que todo cidadão de bem faria e ensinar a vagabunda a não se prostituir. Aliás, uma baita putaria não recuperar todo o dinheiro que você acabou de pagar. Porra, ela fez o que com o resto? Enfiar no cu não foi, porque você acabou de garantir que nada vai passar próximo do brioco dela tão cedo assim… Mereceu a atropelada final, pra encerrar com chave de ouro.

Como sempre, é claro que tem uma galera enchendo o saco sobre a putaria em primeira pessoa… Como se fosse diferente da em terceira pessoa. GTA sempre causou polêmica, seja pelo sexo, seja pelos roubos, assassinatos, atropelamentos, explosões, gangues, máfia e toda e qualquer outra forma de violência, e dessa vez não é diferente: Vai ter o barulho, o jogo vai ser proibido em algum lugar no mundo e nada disso vai mudar nada. GTA é uma das séries mais vendidas, mais aclamadas e mais legais de todos os tempos, e diferentemente de tantas outras (Incluindo suas cópias) consegue, jogo após jogo, provar que ainda é uma das melhores coisas no mundo dos jogos. O boquete, a cavalgada, a morte e a direção perigosa vão continuar lá, e isso é incrível.

Faz quase dez anos que joguei GTA pela última vez, sendo que esse período só foi quebrado por curtos rompantes assassinos com um jato militar, e mesmo agora, tanto tempo depois, ver que as pessoas continuam fazendo o que eu sempre fiz (E o que fizeram antes de mim) é muito foda. E o melhor disso é que ninguém nunca precisou ter visto antes, ter recebido a dica ou a demonstração: As pessoas jogam desse jeito naturalmente, simplesmente porque é o mais legal a se fazer, simplesmente porque, sendo como somos, agimos de forma similar. GTA faz as pessoas serem quem são, mesmo que só um pouco, há dezessete anos. Mal posso esperar essa série se tornar dimaior.

Leia mais em: , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito