Clarice e a Cama

Contos segunda-feira, 22 de julho de 2019 – 0 comentários

Qual a história mais ridícula que vocês já contaram em 45 43 minutos? continue lendo »

Amor custa mais caro

Contos quarta-feira, 03 de julho de 2019 – 0 comentários

Não tinha muito que eu havia me mudado pra cidade: Mudanças na empresa que eu trabalhava acabaram levando à uma demissão em massa – uma “reestruturação” como eles chamaram – e acabei desempregado. Mandei currículo pra várias outras companhias, desde as start-ups até multinacionais, mas meus antigos colegas de trabalho ou chegaram primeiro ou tinham melhores indicações. Fiquei feliz por eles… Ao menos pela maioria. Só que isso me levou à tentar vagas bem mais distantes, e a primeira que me chamou eu fui: Quatro malas bastaram pra pôr tudo que eu tinha dentro e me mudar pra cá. continue lendo »

Lei do Silêncio

Contos terça-feira, 12 de fevereiro de 2019 – 0 comentários

Ariovaldo passou pela sala à caminho da cozinha. Ainda com sono botou a cafeteira para funcionar. Bocejou, voltou para a sala e foi aí que viu, por baixo da porta, o envelope branco com o carimbo do condomínio, colocado alí e não na caixa de correio no térreo de propósito. Não se surpreendeu nem um pouco.

Desde que comprara o apartamento, há seis anos atrás, estranhara o preço abaixo da média para a região. Segundo a corretora deixara escapar, outros oito candidatos haviam se interessado pelo imóvel mas desistido da compra pouco antes de fechar negócio. Ela deu-lhe um beijo quando ele finalmente assinou a papelada da venda. Dois dias depois de concluída a mudança, Ariovaldo descobriu o motivo de tanta desistência: O apartamento era assombrado. continue lendo »

A Fruta do Diabo

Contos sexta-feira, 13 de abril de 2018 – 0 comentários

Caro Sr. Pacheco,

Acredite-me: Não há nada mais que eu gostaria de fazer que atender à vosso pedido e comparecer, à Quinze de Abril, à vossa reunião. Entretanto e infelizmente tenho compromissos há muito agendados e irrevogavelmente inadiáveis à atender. Ainda que tais engajamentos sejam de natureza particular e pessoal, sinto que vossa pessoa é de confiança e que tua integridade seja à prova de ressalvas. Veja bem Sr. Pacheco, nos últimos tempos – nos últimos oito meses de fato – tenho sofrido terríveis crises nervosas: Em um mero instante passo de um membro de nossa sociedade, civil e (Com o perdão da arrogância) bem educado, para uma demonstração temerosa da mais baixa estirpe de nosso país. Torno-me, ouso dizer, um bárbaro, sem ética e respeito algum aos meus semelhantes. Sr. Pacheco, é com grande pesar que coloco a realidade no papel: continue lendo »

O ladrão que roubava troco

Contos sexta-feira, 20 de outubro de 2017 – 0 comentários

Tudo aconteceu na década de 80, mas poderia bem ser nos dias atuais. O Rio de Janeiro acordava de manhã e descobria mais um crime: O arrombamento e furto da Quitanda Dona Margarida, no então recente bairro de Padre Miguel. Seria outro crime comum, não fosse o que o ladrão levou: Apenas as moedas, e notas baixas de Cruzeiro.

 Deus do céu, eu sou um gênio pós-moderno.

continue lendo »

VENDE-SE, Único Dono

Contos quarta-feira, 22 de março de 2017 – 0 comentários

Oswaldo estava aproveitando seu horário de almoço para fazer um favor à esposa: Passar no shopping e retirar uma encomenda feita há algumas semanas. Oswaldo não sabia o que era, só sabia que era importante. Ele, analista financeiro e ela publicitária, eram casados há 12 anos, mas não tinham filhos, e viviam uma vida confortável, preferindo viajar à ter móveis caros e carros do ano. Oswaldo tinha um Corolla 1999. continue lendo »

Alcides Viaja (Pereira Neves)

Contos quarta-feira, 21 de dezembro de 2016 – 0 comentários

Semana passada falei da morte do Pereira Neves, um dos muitos autores pós-modernos que ganharam certa fama, e que pra mim foi particularmente importante. Aproveitando então a morte do cara resolvi reler a que provavelmente é sua obra mais famosa, Alcides Viaja.

 Não sei quem é, só sei que já sou fã.

continue lendo »

Salve, Salve, jovem Mestre

Contos quarta-feira, 14 de dezembro de 2016 – 0 comentários

Era noite dum dia chuvoso na capital paulista quando, do apartamento no quinto andar ouvi-se um som diferente no andar de cima. Apenas três dias depois seria encontrado o corpo de Genivaldo Antunes Magalhães, fulminado por um derrame cerebral extenso. Mesmo que os moradores do andar abaixo houvessem chamado por uma ambulância não haveria chances de um resgate: Pereira Neves estava morto.

 continue lendo »

Não.

Contos quarta-feira, 30 de novembro de 2016 – 0 comentários

Esta é uma história sobre lobisomens e aranhas gigantes. E aí entra um dragão.

 Contrata-se loiros e loiras porque tá foda.

continue lendo »

A Terapia da Perda

Contos quarta-feira, 12 de outubro de 2016 – 0 comentários

É a primeira vez em muito tempo que uso isto aqui, e é por isso que as coisas saem escritas erradas. É falta de costume, mas acertá-las é apenas uma questão de prática e memória. E reconfigurar as travas da máquina. Isto é, se eu lembrar como se faz isso. E parece que deu certo. continue lendo »

busca

confira

quem?

baconfrito