Apostando em crimes da vida real, Netflix transforma Amanda Knox em documentário

Primeira Fila segunda-feira, 03 de outubro de 2016 – 0 comentários

Esse texto era pra falar do Festival do Rio, mas vou ficar devendo mais essa pra vocês. Por um bom motivo. Ontem me deparei com o perturbador documentário Amanda Knox, que saiu fresquinho do forno da Netflix diretamente para minha TV, e não consigo pensar em outra coisa. Para quem não lembra sabe da história, a jovem americana, então com 20 anos, foi acusada, em 2007, junto ao namorado Raffaele Sollecito, de ter assassinado a britânica Meredith Kercher, com quem dividia uma casa na belíssima Via della Pergola, Perugia, onde ambas faziam intercâmbio. Seus modos foram o primeiro passo para a presunção de sua culpa, que demonstrava – de acordo com as autoridades – frieza em relação ao caso. Após análises de DNA, encontraram três perfis em peças-chave: O de Amanda, de seu namorado e de Rudy Guede, imigrante com histórico de invasão domiciliar e assassino confesso da estudante. Foram quatro anos de prisão até a revisão da sentença. O caso se estendeu por oito anos, até que a Suprema Corte Italiana inocentou de uma vez Knox e Sollecito. Mas o estrago já estava feito na vida pessoal dos envolvidos. Ainda está. continue lendo »

The Mask You Live In e a América falsamente masculinizada

Primeira Fila segunda-feira, 05 de setembro de 2016 – 0 comentários

Quando Simone de Beauvoir disse a (Recentemente) polêmica frase: “Não se nasce mulher, torna-se”, não precisa ser muito inteligente para entender que ela não fala do aspecto biológico. Tampouco sobre identidade de gênero. Mas sim sobre os papeis que devemos performar uma vez que o médico dá aquela batida nas costas para chorarmos e anuncia: É uma menina. Desde cedo, somos consideradas emocionalmente frágeis, fisicamente fracas, histéricas, dramáticas. Mas prendadas. Belas, recatadas e do lar. Para casar. Alvos fáceis, cujas vozes não merecem ser ouvidas sequer pelo maior esquerdomacho feministo do rolê. Nascemos para ser mães, esposas. Uma compulsoriedade de papeis que o mundo faz crer que nos pertencem, até que os desejamos, mas que apenas servem para nos despersonalizar enquanto indivíduos. Ser mulher é um mundo cão. Não há contestação quanto a isso. continue lendo »

A Rainha de Versalhes (The Queen of Versailles)

Cinema quarta-feira, 15 de maio de 2013 – 0 comentários

 Os bilionários Jackie e David decidem construir a maior casa dos Estados Unidos, um castelo de 90.000 m², inspirado no Palácio de Versalhes, na França. Mas nos dois anos que se seguem, durante a construção, a situação financeira de ambos se degrada rapidamente. Este documentário acompanha as mudanças na vida de do casal, quando a casa é confiscada e suas vidas mudam bruscamente.

Sim, outro documentário. Ou melhor, outro documentário que virou o que virou “por acaso”. O que aconteceu foi o seguinte: A diretora Lauren Greenfield tava registrando a construção da maior casa dos Estados Unidos, enquanto o proprietário David Siegel era dono da maior empresa de timeshare do mundo e tinha bilhões e bilhões de dólares. Só que nesse meio tempo *PÁ*, estoura a crise de 2008 e David perde tudo. E o filme passa a documentar a nova realidade da família, nessa clássica história de superação às avessas. Que levou o prêmio de melhor direção em Sundance hein, prefeito pra vocês se exibirem pra os amiguinhos hipsters. continue lendo »

Catfish

Cinema terça-feira, 30 de abril de 2013 – 2 comentários

 Documentário que conta a história de Nev, um fotógrafo de Nova Iorque de 24 anos que acaba conhecendo a artista Megan e iniciando um romance online. Ao descobrirem revelações surpreendentes sobre a moça, Nev e seus amigos embarcam em uma viagem em busca da verdade.

Ultimamente eu ando nessa vibe de assistir documentários, então aí vai uma recomendaçãozinha procêis. Quer dizer, na verdade eu devo ter visto uns dois. Mas se comparado com as outras zero coisas que eu vi nos últimos tempos, dá pra dizer que essa é a vibe sim. continue lendo »

Anderson Silva – Como Água (Like Water)

Cinema quinta-feira, 15 de março de 2012 – 0 comentários

 Anderson Silva é o homem mais mortal do planeta, o “reinado” mais longo do UFC, e o lutador mais temido do MMA. Como Água oferece uma perspectiva única da lenda viva enquanto ele treina com seus amigos lutadores Lyotto “The Dragon” Machida, Junior dos Santos e Antonio “Minotauro” Nogueira, em preparação para a defesa de título definitiva de sua carreira contra o desafiante, e arqui-inimigo, Chael Sonnen. Sonnen, um ex-campeão de luta livre, é quem muitos preveem ser o lutador que possui as habilidades necessárias para derrotar Silva. Homem de poucas palavras, Anderson Silva caminha sobre a linha tênue entre arrogância e confiança. Filósofo em espírito e homem dedicado à família, a personalidade de Silva contradiz a de Sonnen, que usa insultos e intimidação para minar psicologicamente seus adversarios. Balanceando família e luta; respeito pelo esporte e ódio pelo seu oponente; a mente e o corpo de Silva serão postos à prova, quando são retiradas as camadas de pele de um lutador e revelado o coração de um campeão.

Pra ser sincero, eu não sou muito fã de UFC. Afinal, esportes são muito mais legais de serem praticados do que assistidos. Mas porra, o filme começa com um vídeo do Bruce Lee, falando que a água se adapta à qualquer ambiente, já que é moldável, torna qualquer experiência mais agradável. E acho que você já sabe de onde veio o nome do filme. continue lendo »

A vida em um Dia (Life in a Day)

Cinema segunda-feira, 28 de novembro de 2011 – 4 comentários

Life in a Day é um documentário colaborativo, com parceria do YouTube, dirigido por Kevin Macdonald e produzido por Ridley Scott. A principio a palavra “documentário” pode afastar alguns, afinal, para muitas pessoas documentários lembram as monótonas palavras “olhe o leão na savana a espera de sua presa” com uma câmera parada esperando algum ataque mortal, mas longe disso. Life in a Day documenta a vida das pessoas, ou sendo mais específico, ele documenta o dia 24 de julho das pessoas, mas quem documenta isso são as próprias pessoas, com suas câmeras digitais, celulares ou qualquer coisa que consiga filmar o que você está fez no dia 24, e é ai que está o ponto forte do documentário.

continue lendo »

Justin Bieber – Never Say Never

Cinema quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011 – 13 comentários

 O documentário acompanha os dias que antecedem a grande apresentação de Justin Bieber no lendário Madison Square Garden, enquanto conta como foi a infância do prodígio cantor em uma pequena cidade no Canadá e como ele sempre mostrou ter o dom para a música, até que foi descoberto pelo produtor Scooter Braun após os vídeos do garoto conseguirem grande sucesso no YouTube. Momentos cruciais que o fizeram seguir o rumo artístico são mostrados durante o longa, que conta com diversas entrevistas de artistas que ajudaram Justin Bieber e diversas pessoas ligadas ao astro teen.

Primeiro: É caça-níquel? Claro que é. É dispensável um documentário desse? Sim, é. O filme é horrível? Não, não é. Pelo contrário, é um bom documentário. Claro, como eu disse, totalmente dispensável, afinal, quem, além das (Muitas, muitas, muitas) fãs mais fervorosas quer saber da vida do garoto que nasceu em 94? Mas é, também, um meio de fazer Justin ser respeitado pelo talentoso artista que ele é. continue lendo »

Trabalho Interno (Inside Job)

Cinema quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011 – 0 comentários

 Narrado por Matt Damon, o documentário revela verdades incômodas da crise econômica mundial de 2008. A quebradeira geral, cujo custo é estimado em US$ 20 trilhões, resultou na perda do emprego e moradia para milhões de pessoas. Com pesquisa e entrevistas, o filme revela as corrosivas relações de políticos, agentes reguladores e a Academia.

Cês devem lembrar daquela crise de 2008, certo? Que não chegou a afetar tanto a gente aqui embaixo [Por incrível que pareça], mas que devastou a economia norte-americana. Pois é, esse filme fala sobre ela. Sobre como ela foi construida, desenvolvida e encerrada. Encerrada entre aspas, mas tudo bem.

O que, você não acredita que uma crise possa ser construida? Que mané, vai lá assistir a bagaça e depois volta aqui. continue lendo »

A Todo Volume (It Might Get Loud)

Cinema quinta-feira, 05 de novembro de 2009 – 2 comentários

 É raro que um filme consiga penetrar na superfície glamorosa das figuras lendárias do rock’n’roll. A Todo Volume mostra as histórias pessoais, contadas por eles próprios, de três gerações de virtuosos da guitarra – The Edge (U2), Jimmy Page (Led Zeppelin) e Jack White (The White Stripes). O filme revela como cada um deles desenvolveu o som e estilo excepcionais de tocar os seus instrumentos favoritos, as guitarras. Voltado para a rebelião musical do artista, viajando com ele a situações influentes, provocando conversas raras sobre como e por que ele escreve e toca, este filme permite que o público testemunhe momentos íntimos e ouça músicas novas de cada um dos artistas. O filme se passa no dia em que Jimmy Page, Jack White e The Edge se encontram pela primeira vez, para compartilhar suas histórias, ensinar e tocar.

Já viu alguém construir uma guitarra com uns tocos de madeira, um cabo de aço e uma garrafa de vidro? continue lendo »

Kurt Cobain – Retrato de uma ausência (Kurt Cobain About a Son)

Cinema quinta-feira, 30 de julho de 2009 – 7 comentários

 Baseado no livro Come As You Are: The Story of Nirvana, do jornalista Michael Azerrad, o filme revela publicamente conversas gravadas em mais de 25 horas de fitas, nas quais Kurt Cobain rememora sua própria vida, falando da infância, da descoberta musical e da sua relação com a fama.

A trilha sonora contém músicas de David Bowie, Iggy Pop, R.E.M. e Queen, entre outros cantores e bandas que influenciaram o estilo musical de Kurt Cobain. continue lendo »

busca

confira

quem?

baconfrito