Os Sete “Clássicos” Capitais

Clássico é Clássico segunda-feira, 29 de março de 2010 – 3 comentários

I’d rather laugh with the sinners than cry with the saints, sinners are much more fun. – Billy Joel

Para finalizar minha parte do acordo com Satã, tenho como objetivo corromper a alma de vocês. Farei isso, recomendando o que existe de mais belo sujo na sétima arte. Cada um dos clássicos (Antigos ou recentes) de hoje, remete a um dos chamados “pecados capitais”, que, com certeza, vocês já cometeram – em maior ou menor grau. Identifique-se com o seu favorito e vá correndo para a locadora. A não ser que tenha escolhido a preguiça… continue lendo »

O Cinema em 2009

Clássico é Clássico segunda-feira, 22 de março de 2010 – 5 comentários

2009 passou.
Um ano com tantos filmes aparecendo, que me gastaria um ano para discutí-lo de forma aprofundada. Porém, ao contrário de vocês, eu tenho mais o que fazer. Ainda assim, topei o desafio de resumir o ano em uma coluna. continue lendo »

Porque os futuros clássicos agradecem a derrota de Avatar?

Clássico é Clássico segunda-feira, 15 de março de 2010 – 15 comentários

Como vocês já devem ter visto aqui, a cerimônia mais injusta famosa do cinema, surpreendeu a todos dando o prêmio de melhor filme a Guerra ao Terror, um filme que custou cerca de 50x menos do que o favorito Avatar. E vocês não sabem como isso foi bom para mim o cinema.

Primeiro, Guerra ao Terror mereceu o Oscar?

NÃO.

continue lendo »

E o Oscar de 2010 vai para…

Clássico é Clássico segunda-feira, 08 de março de 2010 – 13 comentários

Nota do editor: Leia a lista de cima para baixo, já que foi essa a ordem de premiação. Mais ou menos.

Melhor Filme

Avatar
Um Sonho Possível
Distrito 9
Educação
Guerra ao Terror
Bastardos Inglórios
Preciosa – Uma História de Esperança
Um Homem Sério
Up! – Altas Aventuras
Amor Sem Escalas continue lendo »

Recomendações de Férias – Parte III

Clássico é Clássico segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010 – 1 comentário

Estão gostando das férias? Bem, eu provavelmente estou. Ou não. Talvez eu nem esteja vivo. Caso eu morra, meus DVDs (só os o do Tarantino) e computador vão para a Uiara, mãe! Mas faz ela pagar o custo de envio.

(nota da revisora/Isaura/Uiara: fidaputa.)

Uma comédia tipicamente britânica

Um Peixe Chamado Wanda

(Charles Crichton, 1988)

Sinopse: Londres. George Francis Thomason (Tom Georgeson) planeja um roubo de jóias no valor de 13 milhões de libras. Sua namorada, Wanda Gerschwitz (Jamie Lee Curtis), apresenta Otto (Kevin Kline) para George e Ken (Michael Palin), outro integrante da quadrilha. Wanda diz que Otto é seu irmão, mas na verdade ela tem um envolvimento com ele, que morre de ciúmes dela. O roubo é um sucesso e então Wanda e Otto, através de um telefonema, denunciam George e vão pegar as jóias num cofre onde supostamente foram guardadas. Wanda também pretendia trair Otto, mas ao abrirem o cofre nada acham. Assim precisam refazer seus planos, o que faz com que Wanda visite George na prisão. Ela espera saber onde as jóias estão, mas nada consegue dele. Então se envolve com Archie Leach (John Cleese), o advogado de George, já que ele disse que revelaria onde estão as jóias e o nome dos cúmplices para fazer um acordo e reduzir sua pena. Porém a única coisa que Wanda obteve foi uma chave que estava num aquário, mas o que abria era impossível de se dizer.

Porque você deve assistir? Porque é um filme light, inteligente e com um humor que faz rir. continue lendo »

Recomendações de Férias – Parte II

Clássico é Clássico segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010 – 1 comentário

Continuando a programação de férias…

Um faroeste dos bons

Meu Ódio Será Sua Herança

(Sam Peckinpah, 1969)
Sinopse: Eles já formavam os mais perigosos “fora da lei” da fronteira, seguindo seus próprios códigos de honra e lealdade. Realizaram diversos assaltos pelas planícies do oeste, sempre colocando suas cabeças a prêmio. Mas os tempos mudaram. O lucro estava cada vez menos e o risco cada vez maior. Era hora de parar, mas a ganância falou mais alto. Dez mil dólares para roubar o carregamento de armas de um trem para um poderoso bandoleiro mexicano. Nada poderia detê-los, a não ser a morte. William Holden (Inferno na Torre), Ernest Borgnine (Os Doze Condenados) e grande elenco atuam na versão original do diretor Sam Peckinpah.

Porque você deve assistir? Faroeste da nata. Com todos os elementos que fizeram o gênero famoso. continue lendo »

Recomendações de Férias – Parte I

Clássico é Clássico segunda-feira, 08 de fevereiro de 2010 – 0 comentários

Bem. Provavelmente, enquanto você está lendo isso, eu estou curtindo as férias na África do Sul. Mas como eu sou generoso, preparei para o mês de fevereiro 3 colunas com recomendações de filmes (que ficaram fora de nosso Top 100) para você se divertir nas férias. Sempre com 4 filmes de diferentes gêneros para agradar (ou não) a todos. Em março voltamos à programação normal.
Divirtam-se. continue lendo »

Top 10 Trilhas Sonoras – Hans Zimmer

Clássico é Clássico segunda-feira, 23 de novembro de 2009 – 7 comentários

Bem vindos ao último Clássico é Clássico do ano. Calma… isso não quer dizer que eu não vou continuar postando até o final de dezembro, mas estarei presente em uma coluna diferente… ou melhor, especial. Mais informações (Muito) em breve. Para encerrar essa sequência de Top10 então, escolhi um pedido feito por uma leitora em meu Top do Enio Morricone. Hoje o compositor da vez é o marcante Hans Zimmer.

continue lendo »

Top 10 – Cenas Esportivas

Clássico é Clássico segunda-feira, 16 de novembro de 2009 – 3 comentários

O Top 10 de hoje vai abordar um tema inusitado: as melhores cenas esportivas do cinema. E olha que reunir um material bom foi um sacrifício, uma vez que “esportes” são de longe os detentores dos piores filmes da indústria (Só perdendo para bebês, animais e animais esportistas). Mas mesmo em um cesto de maçãs podres, é possível achar alguma que ainda não estragou. Ou não. Vocês que decidem. continue lendo »

Top 10 – Trilogias

Clássico é Clássico segunda-feira, 09 de novembro de 2009 – 16 comentários

Reza a lenda que, a cada solstício de inverno consagrado por Capricórnio com ascendente em Sagitário, os deuses do cinema permitem que seja realizada uma boa trilogia. Tudo bem que algumas vezes elas se escondem atrás de uma temática em comum, sendo muito mais um tema que o diretor esteja trabalhando em três diferentes filmes do que uma trilogia de fato. Ainda sim, isso vale muito mais do que obra primas e suas continuações desnecessárias (Tubarão e Psicose logo me vêm a mente). Mas deixemos de enrolação e vamos ao Top10. continue lendo »

busca

confira

quem?

baconfrito