E o Oscar de 2010 vai para…

Clássico é Clássico segunda-feira, 08 de março de 2010

Nota do editor: Leia a lista de cima para baixo, já que foi essa a ordem de premiação. Mais ou menos.

Melhor Filme

Avatar
Um Sonho Possível
Distrito 9
Educação
Guerra ao Terror
Bastardos Inglórios
Preciosa – Uma História de Esperança
Um Homem Sério
Up! – Altas Aventuras
Amor Sem Escalas

Não foi o melhor filme do ano (Né não, Taranta?), mas como é bom, para um aspirante a diretor, ver um filme de 11 milhões superar um gigante que custou mais de 400 milhões de dólares.

Melhor Diretor

James Cameron – Avatar
Kathryn Bigelow – Guerra ao Terror
Quentin Tarantino – Bastardos Inglórios
Lee Daniels – Preciosa – Uma História de Esperança
Jason Reitman – Amor Sem Escalas

Alguém duvidava que o Oscar faria política e daria o Oscar para uma mulher depois de 82 anos? Mas é bom ver alguém superando a arrogância de James Cameron. Ainda mais sendo a ex dele. Mas que já tá na hora de Tarantino e Reitman levarem um Oscar, tá.

Melhor Roteiro Adaptado

Distrito 9
Educação
In The Loop
Preciosa – Uma História de Esperança
Amor Sem Escalas

Surpresa. Não que não merecesse, mas ficaria mais feliz se Educação ou Distrito 9 fossem as zebras dessa categoria. Será que George Clooney pinta como surpresa e leva um (merecido) Oscar para Amor sem Escalas?

Melhor Roteiro Original

Guerra ao Terror
Bastardos Inglórios
O Mensageiro
Um Homem Sério
Up! – Altas Aventuras

O que é o Oscar sem a academia fazendo merda? Sério. Temos Bastardos Inglórios com um dos melhores roteiros dos últimos anos, uma bela obra de humor negro dos Coen, um primor de roteiro do filme da Pixar e um drama original como O Mensageiro, e eles me premiam Guerra ao Terror? Sendo o quarto prêmio da noite, pode ser a garantia de que Bigelow vai levar o Oscar de melhor diretora.

Melhor Ator

Jeff Bridges – Louco Coração
George Clooney – Amor Sem Escalas
Colin Firth – Direito de Amar
Morgan Freeman – Invictus
Jeremy Renner – Guerra ao Terror

Deu a lógica. O Oscar que Mickey Rourke não ganhou ano passado, Jeff ganhou nesse – com um papel estranhamente semelhante. Mas sejamos justos: merecidíssimo.

Ator Coadjuvante

Matt Damon – Invictus
Woody Harrelson – O Mensageiro
Christopher Plummer – The Last Station
Stanley Tucci – Um Olhar do Paraíso
Christoph Waltz – Bastardos Inglórios

Prêmio mais garantido da noite. E não tinha como ser diferente, já que Cristopher Waltz interpretou o melhor vilão que o cinema já viu em décadas. Ouso dizer que rivaliza com Hannibal Lecter de Anthony Hopkins e o Harry Powell de Robert Mitchum.

Melhor Atriz

Sandra Bullock – Um Sonho Possível
Helen Mirren – The Last Station
Carey Mulligan – Educação
Gabourey Sidibe – Preciosa – Uma História de Esperança
Meryl Streep – Julie e Julia

O Framboesa de Ouro foi merecido. O Oscar não. Nuff’ said.

Melhor Atriz Coadjuvante

Penélope Cruz – Nine
Vera Farmiga – Amor Sem Escalas
Maggie Gyllenhaal – Louco Coração
Anna Kendrick – Amor Sem Escalas
Mo’Nique – Preciosa

Sem surpresas e merecido. O único papel forte dentre as 5 indicadas. E muito forte diga-se de passagem. Fora que é “BFF” da Oprah, o que já garante uma bela quantidade de votos.

Melhor Animação

Coraline e o Mundo Secret
O Fantástico Sr. Raposo
A Princesa e o Sapo
The Secret of Kells
Up! – Altas Aventuras

Esquece o que eu falei sobre “melhor ator coadjuvante”. Se o filme está concorrendo a melhor filme, não é meio óbvio que vai levar melhor animação? A Vida é Bela feelings.

Melhor Direção de Arte

Avatar
O Mundo Imaginário do Doutor Parnassus
Nine
Sherlock Holmes
A Jovem Victoria

Dããã… Mas deixo aqui o meu protesto por ter torcido incessantemente por Sherlock Holmes nessa categoria.

Melhor Fotografia

Avatar
Harry Potter e o Enigma do Príncipe
Guerra ao Terror
Bastardos Inglórios
A Fita Branca

Parabéns por desvirtuarem o conceito de melhor fotografia, seus cornos.

Melhor Figurino

Brilho de Uma Paixão
Coco Antes de Chanel
O Mundo Imaginário do Doutor Parnassus
Nine
A Jovem Victoria

Mais um filme de época padrão sobre uma rainha levando a categoria. Sem surpresas. Por mais que seja estranho não ver Coco antes de Chanel levando.

Melhor Montagem

Avatar
Distrito 9
Guerra ao Terror
Bastardos Inglórios
Preciosa – Uma História de Esperança

Filme de guerra levando prêmio de montagem? Surpresa, hein?

Melhor Filme Estrangeiro

Ajami
El Secreto de Sus Ojos
A Teta Assustada
Un Prophète
A Fita Branca

Zebra interessante… quem diria que o favoritíssimo A Fita Branca perderia? Como eu sei que nenhum de vocês vai assistir nenhum desses mesmo, nem vou me preocupar em escrever muito.

Melhor Trilha Sonora Original

Avatar
O Fantástico Sr. Raposo
Guerra ao Terror
Sherlock Holmes
Up! – Altas Aventuras

Que boa surpresa. Apesar de estar torcendo para Hans Zimmer e seu Sherlock Holmes, a trilha de Up é apaixonante. E um belo, apesar de curto, discurso de Michael Giacchino.

Melhor Canção Original

“Almost There” – A Princesa e o Sapo
“Down in New Orleans” – A Princesa e o Sapo
“Loin De Paname” – Paris 36
“Take it All” – Nine
“The Weary Kind” – Louco Coração

Merecido. Por mais que eu simpatize com Randy Newman e os filmes 2D da Disney. Mas cadê Cinema Italiano do Nine?

Melhor Edição de Som

Avatar
Guerra ao Terror
Bastardos Inglórios
Star Trek
Up! – Altas Aventuras

Filme de guerra levando prêmio de edição de som? Surpresa, hein?

Melhor Mixagem de Som

Avatar
Guerra ao Terror
Bastardos Inglórios
Star Trek
Transformers: A Vingança dos Derrotados

Filme de guerra levando prêmio de mixagem de som? Surpresa, hein?

Melhores Efeitos Especiais

Avatar
Distrito 9
Star Trek

Como diria José Wilker (E eu não acredito que estou citando ele): em um filme que é mais para ver do que para pensar, levar essa categoria é obrigatório.

Melhor Maquiagem

Il Divo
Star Trek
A Jovem Victoria

Merecidíssimo. Nerds Fãs do Dr. Spock e CIA. podem dormir felizes.

Melhor Documentário

Burma Vj
The Cove
Food Inc.
The Most Dangerous Man In America: Daniel Ellsberg and the Pentagon Papers
Which Way Home

Cota verde do ano (Já não bastasse o EcoBlue de Avatar) para esse documentário sobre a matança de golfinhos no Japão.

Melhor Documentário Curta-Metragem

Province
The Last Campaign of Governos Booth Gardner
The Last Truck: Closing of a GM Plant
Music by Prudence
Rabbit à la Berlin

Ok. Next.

Melhor Animação Curta-Metragem

French Roast
Granny O´Grimn´s Sleeping Beauty
The Lady and the Reaper (La Dama e la Muerte)
Logorama
A Matter of Loaf and Death

Apesar de estar torcendo para The Lady and the Reaper, Logorama, assim como todos os outros curtas, são muito bem produzidos. E é bom ver Wallace and Gromit não levando, para variar.

Melhor Curta-Metragem

The Door
Instead of Abracadabra
Kavi
Miracle Fish
The New Tenants

Único filme dos indicados que eu vi. E fiquei bem feliz com a vitória. Inspirador, digamos assim.

Conclusões Finais: Os dois maiores (E favoritos) vencedores do ano foram filmes extremamente overrateds – Avatar e Guerra ao Terror. O primeiro é um filme impecável tecnicamente, mas que seria uma pilha de lixo se não fosse por isso, e o segundo, um filme que seria esquecido (Como foi no começo do ano) mas que teve um crescimento assombroso nos últimos meses e que desencadeou com a vitória do Oscar. Embora tenha sido um ano com filmes mais originais como Bastardos Inglórios, Up, Amor sem Escalas e Educação. Mas isso é Oscar.

Ps. Apesar de todos os (Muitos) escorregões do Oscar (Para variar), a homenagem a John Hughes com Ferris Bueller fazendo aquela citação clássica foi inesperada.
Ps2. Só eu, ou você também viu Almodóvar e Tarantino juntos, Uiara?

Leia mais em:

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Ruryk

    Entre os filmes que eu vi que estavam concorrendo nos prêmios principais (e foram a maioria), senti que o ‘Bastardos Inglórios’ não foi premiado como merecia. E, embora não tenha visto o ‘Louco Coração’, torci para Morgan Freeman ganhar no papel de Mandela.

    Uma coisa que não entendi ainda é como um filme como o ‘Amor Sem Escalas’ conseguiu tantas indicações e o ‘Sherlock Holmes’ levou apenas duas.

  • Jade Zamarchi

    Olha, é DIFÍCIL quando a academia não caga no maiô (com o perdão da palavra). Eu estava torcendo muitoo pro Tarantino e seu “Bastardos Inglórios”, que ao menos foi representado pelo merecidíssimo Oscar ao Cristopher Waltz (esse cara me deixou tensa em todas as cenas que apareceu). E claro, “UP” que era mais do que esperado, ganhou com louvor.
    E se o Oscar não fosse uma premiação séria (há) eu poderia jurar que foi acerto de contas entre James Cameron e a ex-mulher. E nada mais.

  • Jorge Delamare

    Vendo assim, até que foi bem dentro dos padrões de imprevisibilidade dos Oscar. Achei digno “Guerra ao Terror” ter dado “uma lavada” em Avatar.
    Também penso que Bastardos Inglórios merecia mais, e Tarantino merecia “melhor diretor”, maaaas, como Oscar também é política, vai ficar pra próxima….

  • Uiara

    Que eu vi os dois juntos cê já sabe. A novidade é que eu quase quebro o pé correndo pro msn.

  • Guten

    Eu nunca me conformarei com o fato de que Bastardos não levou Melhor Filme, Diretor e Roteiro Original. Avatar, bom todo mundo sabia que ia levar pelo menos um bom naco dos prêmios técnicos, especialmente os visuais.
    Não tinha lá grandes esperanças para Sherlock Holmes. O filme é agradável, e só.
    E, eu sei que sou fanboy do Neil Gaiman, mas Coraline deveria ter levado o careca pelado de melhor animação.

  • André
  • André

    Oscar*.

    E não acho que Avatar merecia ganhar muita coisa diferente não, mas Guerra Ao Terror ganhar tanto prêmio foi extremamente ridículo… O filme é pura panfletagem do exército americano, lol.

    (mas de fato a cara do cameron quando perdeu o de diretor foi tensa, eauheauhea)

  • Uiara

    @André

    Acho pouco provável que isso tenha influenciado os membros. Primeiro porque é uma caralhada de gente. Segundo que cada um já tem seu próprio peixe pra defender.

    E a cara perdedora do Cameron me fez tão feliz que até esqueci que a Sandra Bullock ganhou o Oscar de melhor atriz. q

  • Nênia

    Não entendi patavinas do Avatar ganhar o oscar de melhor fotografia sendo basicamente (pra não dizer totalmene) computadorizado e de quebra ganhar o de melhores efeitos especiais, aí sim, tudo a ver. Mas vai discutir com a academia? Acho que eles confundiram lá na hora da votação.
    E o de melhor atriz pra Bulock? Só pode ter sido por consideração, homenagem do dia internacional da mulher e/ou por que ela havia ganhado o prêmio de pior atriz antes. Ou sei lá, não que eu não goste dela, pelo contrário, mas Meryl Streep e Helen Mirren estavam no páreo por atuações incríveis em filmes igualmente ótimos. Vai enender, quando se acha que o conservadorismo da academia sempre acaba tomando a decisão certa, uma coisa assim acontece… Mas parabéns aos ganhadores, tirando isso, até as surpreendentes premiações por Preciosa foram muito bem escolhidos e merecidos.

  • @Uiara e Nênia
    Pior que eu vi hoje o “Um sonho possível” [Também conhecido como “The Blind Side”] e acho que, mesmo ela tendo ganho o Framboesa no passado, nesse filme ela se superou. Melhor que a Meryl Streep no “Julie & Julia”, na minha opinião, mesmo porque foi um papel meio caricato.

  • Marina

    Parabéns por desvirtuarem o conceito de melhor fotografia, seus cornos. [2]

  • vassourada

    @Pizurk
    Se você me disser UMA cena (pode ser até o pedaço de uma cena) em que a Sandra Bulock tenha feito uma atuação digna de INDICAÇÃO a uma Oscar, eu juro que deleto tudo que eu falei sobre ela.

  • @vassourada
    Tá bom, Rubens.

busca

confira

quem?

baconfrito