Coringa (Joker)

Cinema quinta-feira, 03 de outubro de 2019 – 0 comentários

 Para sempre sozinho no meio da multidão, Arthur Fleck busca conexão. No entanto, enquanto caminha pelas ruas de Gotham City e percorre os trilhos grafitados do transporte público de uma cidade hostil repleta de divisão e insatisfação, Arthur usa duas máscaras. Seu dia de trabalho como palhaço, e uma outra que ele nunca pode remover; é o disfarce que ele projeta em uma tentativa fútil de sentir que faz parte do mundo ao seu redor, e não o homem incompreendido que a vida está repetidamente derrotando. Sem pai e com uma mãe frágil, indiscutivelmente sua melhor amiga, que o apelidou de Happy, um apelido que dá a Arthur um sorriso que esconde a dor do seu coração. Mas quando é intimidado por adolescentes nas ruas, insultado no metrô ou simplesmente provocado por palhaços colegas de trabalho, esse desvio social só fica ainda mais fora de sincronia com todos ao seu redor.

Eu devo ser muito chato mesmo, pra não ter achado o filme tudo isso que tão falando. Não me leve à mal, a atuação do Joaquin Phoenix é bem foda mesmo, mas fica por ae. A história, se não fosse um filme do Coringa, faria muito sentido: Uma pessoa com sérios disturbios psicológicos que sai tocando o terror pela cidade. Onde eu já vi isso mesmo? Ah, é: Taxi Driver. continue lendo »

Pokémon: Detetive Pikachu (Pokémon Detective Pikachu)

Cinema terça-feira, 13 de agosto de 2019 – 0 comentários

Ligeiramente baseado no jogo para Nintendo DS de mesmo nome, Detetive Pikachu segue a história de Tim (Justice Smith), ao saber que seu pai foi morto num acidente. Quando Tim percebe que o antigo parceiro de seu pai, um Pikachu com amnésia, pode falar normalmente com ele, ambos juntam suas forças para percorrer Ryme City e descobrir exatamente como o pai de Tim morreu.

Tá, eu sei que o filme saiu faz tempo, mas primeiro: Eu só assisti agora. Segundo: Eu não deveria ter feito isso. Terceiro: Quem liga?

Então caso você queira uma resolução simples sobre assistir ou não o bagulho, ou ainda apenas uma versão reduzida do que eu vou passar parágrafos falando, aqui vai: Foge. Se você gosta de Pokémon, foge. Se você gosta de filme, foge. Porra cara, se você gosta de café foge também. Aliás, faz algo mais produtivo na tua vida e vai arranjar um emprego… Não que tenha emprego sobrando mas né… O trabalho dignifica o homem… Ou qualquer coisa que o valha. continue lendo »

Terra à Deriva (Liú làng dì qiú)

Cinema quarta-feira, 17 de julho de 2019 – 0 comentários

 No futuro não muito distante, quando a expansão do Sol ameaça a tudo e todos no planeta Terra, governos se unem para colocar em prática um plano ambicioso: construir milhares de motores gigantes na superfície do planeta, levando-o para fora do perigo no nosso sistema solar. 17 anos mais tarde, o plano corre perigo de falhar catastróficamente quando a Terra passa por Júpiter. Um jovem rapaz, Liu Qi, sua irmã e seu avô são envolvidos sem querer nos esforços para impedir que, em 37 horas, Terra e Júpiter se choquem.

Confesso que fiquei um bom tempo sem assistir um filme do início ao fim por conta de um misto de pura preguiça mental e falta de tempo. Acompanhar séries é mais fácil, com a narrativa convenientemente diluída em episódios de 20, 30, 40 minutos. Com a vergonha pesando na consciência decidi um tempo atrás recomeçar minha carreira com a megaprodução chinesa que entrou sem alarde no catálogo da Netflix no início desse ano: Terra à Deriva. continue lendo »

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald (Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald)

Cinema quinta-feira, 15 de novembro de 2018 – 0 comentários

 Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald é a segunda de cinco novas aventuras no Mundo Bruxo de J.K. Rowling. No final do primeiro filme, o poderoso bruxo das trevas Gerardo Grindelwald (Johnny Depp) foi capturado pela MACUSA (Congresso Mágico dos Estados Unidos da América) com a ajuda de Newt Scamander (Eddie Redmayne). Mas, cumprindo sua ameaça, Grindelwald escapou da custódia e começou a reunir seguidores, a maioria desavisada de sua verdadeira intenção: criar magos de sangue puro para dominar todos os seres não-mágicos. Em um esforço para frustrar os planos de Grindelwald, Alvo Dumbledore (Jude Law) recruta seu ex-aluno Newt Scamander, que concorda em ajudar, desconhecendo os perigos que estão por vir. As linhas são desenhadas à medida que o amor e a lealdade são testados, mesmo entre os mais verdadeiros amigos e familiares, em um mundo bruxo cada vez mais dividido.

Eu vou te falar, esperava mais dissae. Não sei se foi o primeiro filme que não era tão descaradamente uma continuação esperando pra acontecer, ou o fato de que esse aqui nem entregou o que o título prometia: Quais foram os crimes de Gindelwald? Porra, mostra o cara arrancando umas cabeças, sei lá. continue lendo »

Homem-Formiga e a Vespa (Ant Man and the Wasp)

Cinema quinta-feira, 05 de julho de 2018 – 0 comentários

 Depois dos acontecimentos de ‘Capitão América: Guerra Civil’, Scott Lang (Paul Rudd) enfrenta as consequências de suas escolhas tanto como super-herói quanto como pai. A medida que ele luta para equilibrar sua vida em casa com suas responsabilidades de Homem-Formiga, ele é convocado por Hope van Dyne (Evangeline Lilly) e Dr. Hank Pym (Michael Douglas) para uma nova e urgente missão. Scott precisa mais uma vez vestir seu uniforme e aprender a lutar ao lado da Vespa a medida que o time trabalha junto para descobrir segredos de seu passado.

Se você notou que não teve Homem-Formiga em Guerra Infinita [Nem Gavião Arqueiro], esse filme é pra você. Basicamente, a história é que ele tá igual um adolescente de castigo, que não pode sair de casa sob pena de ir pra uma cadeia de verdade. O que, a sua adolescência não foi assim? Que sorte a sua! E, como todo adolescente, ele vai tentar dibrar o castigo das formas mais ridículas possíveis. Ou cê tá pensando que o filme todo se passa na casa do Scott Lang? Isso aqui não é a Fox, não, pra ficar regulando orçamento. continue lendo »

Deadpool 2

Cinema quinta-feira, 17 de maio de 2018 – 0 comentários

 O bocudo mercenário da Marvel está de volta! Maior, melhor e, ocasionalmente, mais pelado do que nunca. Quando um super soldado chega em uma missão assassina, Deadpool é forçado a pensar em amizade, família e o que realmente significa ser um herói – tudo isso, enquanto chuta 50 tons de bundas. Porque, às vezes, para fazer a coisa certa, você precisa lutar sujo.

Eu não sei nem por onde começar. É difícil falar desse filme sem meter spoilers na sua cara, já que não é bem o que parece ser. Quer dizer, é. Mas tem toda uma questão de não estragar a experiência alheia. Ou seja, pode ser que existam spoilers nesse texto, não posso afirmar veementemente nem negar enfaticamente, já que hoje em dia eu nem sei mais o que pode ser considerado ou não spoiler. Talvez seja o caso de você, que se preocupa com isso, voltar aqui só depois de assistir o filme. Ah, quem eu quero enganar? Ninguém lê isso aqui. Talvez eu devesse fazer algo produtivo com o meu tempo, como jogar videogames, ou estudar. Mas quem disse que estudar é legal? Bom mesmo é sentar numa cadeira e ficar duas horas vendo imagens estáticas sequênciais que dão ilusão de movimento, com áudio sincronizado de forma a parecer ser emitido pela mesma fonte das imagens e… Ok, acho que eu fui longe demais. Vamos voltar para a casinha. continue lendo »

Vingadores: Guerra Infinita (Avengers: Infinity War)

Cinema quinta-feira, 26 de abril de 2018 – 0 comentários

 Uma jornada cinematográfica sem precedentes de dez anos de realização e abrangendo todo o universo cinematográfico da Marvel, ‘Vingadores: Guerra Infinita‘ traz para as telonas o confronto final e mais mortal de todos os tempos. Os Vingadores e seus super-heróis aliados devem estar dispostos a sacrificar tudo em uma tentativa de derrotar o poderoso Thanos antes de sua explosiva devastação e a ruína que põe fim ao universo.

Se você não morou debaixo de uma pedra sem acesso à internet nos últimos 10 [dez] anos, possivelmente deve estar sabendo que a Marvel anda fazendo sucesso com uns filmes ae. O que você não sabe é que a galera resolveu meter um Senhor dos Anéis: Tem esse filme aqui, mas daqui a um ano tem mais, não morram até lá. E meu amigo, você vai querer estar vivo pra saber o que acontece. Ao contrário de CERTAS PERSONAGENS. Mas a verdade é: Esse filme é pra quem acompanhou o rolê até aqui, mas sempre tem um perdido.

Depois dessa lenga-lenga toda, eu me sinto na responsabilidade de deixar bem claro: SPOILERS PERMEARÃO ESSE TEXTO. Mas dessa vez com um toque de frescor: Alguns são verdadeiros, alguns são falsos. Como você vai saber qual é qual? Melhor não arriscar. continue lendo »

Liga da Justiça (Justice League)

Cinema quinta-feira, 16 de novembro de 2017 – 0 comentários

 Alimentado por sua fé restaurada na humanidade e inspirado pelo ato de altruísmo de Superman, Bruce Wayne busca a ajuda de sua nova aliada, Diana Prince, para encarar um inimigo ainda maior. Juntos, Batman e Mulher-Maravilha trabalham rapidamente para encontrar e recrutar um time de meta-humanos para encarar essa ameaça recém-desperta. Mas apesar da formação dessa liga sem precedentes de heróis – Batman, Mulher-Maravilha, Aquaman, Ciborgue e Flash – talvez seja tarde demais para salvar o planeta de um ataque de proporções catastróficas.

Eu te juro que não criei expectativas. E, com isso em mente, eu posso dizer que Liga da Justiça é um filme bacana, divertido, bom pra levar as quiança numa matinê [Alguém ainda fala matinê?]. Eu até poderia dizer que a DC resolveu aprender com a Marvel e transformou aquela coisa metida a sombria em algo mais palatável pra todo mundo: Uma história em quadrinhos filmada. Mas o meu problema é que, a despeito disso tudo, esse filme da Liga ainda não me convenceu. Não foi igual Mulher Maravilha, que eu sai do cinema querendo esfregar o filme na cara de todo mundo [E grande parte da “culpa” disso é da Gal Gadot e seu carisma]. Mas foi uma evolução e tanto, se comparado com Batman vs Superman. Não que isso seja difícil. continue lendo »

Dunkirk

Cinema quinta-feira, 27 de julho de 2017 – 0 comentários

 Na Operação Dínamo, mais conhecida como a Evacuação de Dunquerque, soldados aliados da Bélgica, do Império Britânico e da França são rodeados pelo exército alemão e devem ser resgatados durante uma feroz batalha no início da Segunda Guerra Mundial. A história acompanha três momentos distintos: uma hora de confronto no céu, onde o piloto Farrier (Tom Hardy) precisa destruir um avião inimigo, um dia inteiro em alto mar, onde o civil britânico Dawson (Mark Rylance) leva seu barco de passeio para ajudar a resgatar o exército de seu país, e uma semana na praia, onde o jovem soldado Tommy (Fionn Whitehead) busca escapar a qualquer preço.

Sabe, eu gosto de filmes de guerra. Filmes de guerra antigões, onde as pessoas se matavam com tiros de fuzil, daquele que cê tem de fazer um puta malabarismo pra engatilhar. A violência era utilizada pra resolver conflitos da mesma forma, mas havia uma certa graça, quiçá um charme em tal resolução violenta de conflitos. Ainda é violência, mas rebuscada. Dunkirk, entretanto, não é um filme de guerra comum. Não existem cenas de tiroteios homéricos, tanques de guerra avançando pra cima dos protagonistas [Salvo engano, tanques nem aparecem], e mesmo os bombardeios não são um Deus ex machina pra salvar um pelotão já no fim da linha [Estou olhando pra você, O Resgate do Soldado Ryan], mas formas do inimigo sufocar a esperança já diminuida. É mais que um filme de guerra, com ação e heroísmo: É um drama de guerra, com sobrevivência e resiliência. continue lendo »

Mulher-Maravilha (Wonder Woman)

Cinema quinta-feira, 01 de junho de 2017 – 0 comentários

 Antes de se tornar Mulher-Maravilha, ela era Diana, princesa das Amazonas, treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível. Criada em uma paradisíaca ilha afastada de tudo, Diana descobre por um piloto americano acidentado que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e, certa de que pode parar o conflito, decide deixar seu lar pela primeira vez. Travando uma guerra para acabar com todas guerras, Diana toma ciência do alcance de seus poderes e de sua verdadeira missão.

Quando eu era um moleque catarrento, eu não gostava da DC, ou pelo menos do que eu conhecia da DC: Batman e Superman. O Morcegão era um riquinho mimado, e o Supinho era um escoteiro do caralho [Escoteiros, nunca confie em um]. Agora, a Mulher-Maravilha, do alto da minha sapiência de quarta série, era coisa de menina. Felizmente, o mundo evoluiu [Não tanto quanto deveria, em alguns aspectos], eu evolui e aprendi que “coisa de menina” é o que a menina quiser. Ah, e que a Mulher-Maravilha, quando bem utilizada, é uma personagem foda pra caralho. continue lendo »

confira

quem?

baconfrito