Unorthodox Jukebox (Bruno Mars)

Música terça-feira, 30 de julho de 2013 – 0 comentários

Que a música eletrônica e o hip-hop mandam no pop da cena musical atual todos já devem saber. Mas essa transformação está cada vez mais saindo de moda na música atualmente. Bruno Mars, no seu novo disco, Unorthodox Jukebox, mostram que os discos com a temática vintage de outras décadas estão com tudo. Veja aqui uma breve crítica deste novo disco. continue lendo »

Millenium (Backstreet Boys)

Música segunda-feira, 03 de junho de 2013 – 1 comentário

Sim, essa é uma resenha séria! Eu juro, não to de sacanagem. Millenium foi o álbum que eu mais ouvi na pré adolescência, de longe. E fazia tempo que não ouvia, provavelmente uns 11 ou 12 anos. Mas agora que comecei a dançar para perder o peso extra que tenho desde que nasci adquiri nesse fim de faculdade, relembrei com muito carinho das músicas dos rapazes. Ouvir novamente os hits me fez bem, me trouxe um sentimento muito gostoso. Apesar do reminder de como estou ficando velha rápido, fui buscar nas minhas tralhas e achei o CD praticamente intacto, com encarte e tudo. Queria ter envelhecido tão bem quanto ele. Provavelmente os Backstreet Boys, que já estão na faixa dos 40 anos e não são mais boys já faz um tempo, também. Se você deu aquela embarangada na última década, como eu e eles, aperta o play e vem viajar nesse balão: continue lendo »

E a inspiração, negada?

New Emo sexta-feira, 30 de novembro de 2012 – 1 comentário

Pra fazer qualquer coisa na vida, precisa-se de motivação. De um porquê, de uma razão pra seguir adiante num projeto. Precisa-se de um ponto de partida e aquela coisa toda que eu – Redundantemente – já falei. Com a arte não é diferente. E, sabe, pode parecer clichê falar de música pop. Mas a bem da verdade, o estilo tem dado, ao menos a mim, preguiça.

 continue lendo »

Vamos deixar as crianças em paz (Ou: Hater de cu é rola)

New Emo sexta-feira, 23 de novembro de 2012 – 1 comentário

Pessoas gostam de se afirmar perante os outros. Não só gostam, como têm necessidade. Bater no peito e gritar pro mundo como é orgulhoso de ser quem é, de ter personalidade forte e resistir a modinhas, críticas e outros pormenores, cês sabem. Longe de criticar, acho super válido que vocês se amem e se valorizem e se achem lindos, feia mesmo é a sociedade, mas tem uma coisinha que anda me irritando pacas nesse tantão de amor próprio: A mania de grandeza. A onda de eu sou bom, o resto é ruim hahaha.

E o Facebook só piora isso. Antigamente, a galera pensava e falava, hoje em dia, nego pensa e posta, sem tempo de filtrar a informação pra ver se falou merda.

 MANO, como cês são espertos! PS.: Só pra constar, a resposta é 74.

continue lendo »

Como fazer “o single do verão”

Música segunda-feira, 15 de outubro de 2012 – 19 comentários

Aposto que vocês tavam sentindo falta dos tutoriais de como ser famoso que a tia Aline fazia, não tavam? Pois bem, deixem o chororô de lado por que, depois de ensinar como compor, se portar, cuidar de seus instrumentos e até mesmo um pouco de história da música, vou falar sobre um assunto deveras importante: O seu primeiro hit!

Pois é, caro leitor pateta… Vamos falar sobre aquela música que vai te deixar na boca do povo, e, de quebra, levar a programas de TV e até mesmo ajudar na hora de comer ar cocota tudo! Uau! continue lendo »

Disney: A fábrica de pesadelos

Música terça-feira, 14 de agosto de 2012 – 2 comentários

Eis que uma notícia bombástica para o mundo da música no final do domingo, dia 12 de agosto: Miley Cyrus, a Hannah Montana da Disney, aquela menina doce e meiga, protagonista de seriado juvenil e filmes angelicais, cortou e pintou o cabelo. Gente, PARA O MUNDO que a guria pintou o cabelo e isso pode e vai com certeza mudar o mundo da música e… NÃO.

Alguém sabe um hit de sucesso que a guria emplacou agora nos últimos tempos? Não, né? Mas a cor de cabelo e o corte doido dela, com certeza, tu viu. Não viu? Mas gente, volta pra Terra ou sai desse buraco onde tu te enfiou e olha aqui: continue lendo »

Billboard e eu

Música terça-feira, 07 de fevereiro de 2012 – 4 comentários

Se você já participou da edição de alguma publicação informativa, como um site de variedades, jornal, revista, etc, então você sabe que nós, colunistas, invariavelmente precisamos de uma pauta. Aliás, mesmo que não tenha participado, se você já assistiu algum filme ou série e viu um jornalista procurando uma história, você vai entender o que estou falando. continue lendo »

MGMT

Música quinta-feira, 15 de setembro de 2011 – 1 comentário

Algumas bandas surgem por acidente, ou como as pessoas dizem: “Era o destino”. O MGMT (Abreviação do antigo nome, The Management) foi formado em 2005 por Ben Goldwasser e Andrew VanWyngarden, dois amigos que dividiam um apê no bairro do Brooklyn em Nova York. Pelo que eles mesmos contam, os dois não estavam tentando montar uma banda, estavam apenas curtindo um som e tentando mostrar um ao outro como deveriam ser as músicas tocadas na época. Eles gravaram o primeiro disco por causa dos apelos de amigos, que escutavam as composições dos dois e imploravam para ter em mãos um disco. Logo surgiu o EP Time to Pretend, e eles sairam em turnê como banda de abertura da banda indie Of Montreal (Que apesar do nome não é canadense).

continue lendo »

Love Of Lesbian

Música terça-feira, 27 de julho de 2010 – 0 comentários

Não mudei de seção, até mesmo porque não tenho muita competência para escrever sobre música. Afinal, meu gosto musical não é dos melhores. Mas, devido a minha constante paixão por essa banda, e de te tanto encher a paciência do Pizurk, num certo dia, ele me lança a frase: “Porque você não para de falar e escreve um texto sobre Love of Lesbian logo?” Ai, pensei, estou de férias, sem nada de muito útil para fazer, porque não? E antes que alguém faça aquela piadinha, não, não são lésbicas que tocam, ok? continue lendo »

Indie, Pop e Grunge – “Rótulos” usados de maneira incorreta

New Emo quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008 – 27 comentários

Não sei dizer se poucos ou muitos se importam por rótulos musicais. Eu os considero algo “normal”, até, não costumo dar PITI quando uma banda de Reggae é chamada de “banda de Rock”, por exemplo. E você? Enfim, vou comentar três rótulos. Começando pelo pior.

INDIE

Cara, todo mundo sabe que “Indie” é a definição para “Banda Independente”. Indie não é um estilo musical. Porém, agora todo mundo acha que Indie é Rock Alternativo; então, quem sou eu pra discordar? Eu quero que esses caras se matem, mesmo. Mas enfim, isso é bem óbvio, mas as pessoas interpretam a palavra “Indie” de outra forma. Talvez cada um interprete de uma forma. Eu interpreto como um insulto, por exemplo. Mas é apenas a definição (ou, na pior das hipóteses, uma GÍRIA) de “independente”. Hoje em dia é definição de mau gosto, mas quem liga? Enfim, isso existe desde 1980, por isso eu digo “hoje em dia”. Astronautas é uma banda Indie, cara. E os caras são sensacionais.

Não é estilo musical. Se fosse, essa banda do CARÍI seria tão ruim quanto… isso:

POP

Taí outra coisa óbvia: Pop vem de “Popular”. Uma vez eu tive que ouvir que Pop vem de “explosão”. “POP!”, manja? Vão explodir no inferno. Enfim, pop não é (só) isso:

[imagine aqui um vídeo do Back Street Boys]

Mas é isso também:

O Pop é o oposto do Indie, tendo em vista que o Indie é… underground. Compare Astronautas com Foo Fighters, em termos de fãs espalhados pelo mundo. 1 a cada 500 fãs de Foo Fighters, por exemplo, vai saber quem DIABOS é Astronautas. E todos os fãs de Astronautas sabem quem é Foo Fighters.

Essas explicações são tão óbvias que eu fico até com vergonha de publicar essa coluna. Então, vamos complicar as coisas.

GRUNGE

Grunge nunca foi e nunca será um estilo musical, assim como os dois citados acima. O Grunge, em tese, é um aglomerado de bandas de Punk, Hardcore, Stoner e Metal Alternativo. O Grunge e o Indie caminhavam lado a lado, mas o Grunge se tornou bem sucedido comercialmente. Você vê muitas bandas undergrounds nesse gênero, mas também vê bandas que explodiram. Pearl Jam (Rock Alternativo) e Nirvana (Metal Alternativo) são exemplos disso. E, matando a pau: Se Grunge é um estilo musical, como pode ter duas bandas tão distintas assim?

É claro que o Grunge marca um “padrão”: Música crua e, muitas vezes, gritada. Letras depressivas. Isso define o Grunge, e até mesmo a maneira de se vestir (o lado superficial, pelo menos pra mim). Grunge é um movimento que carrega diversos gêneros musicais; ao contrário do Punk, que carrega bandas… Punk. Simples. É certo você falar “banda Grunge”, mas é errado falar “bandas que tocam Grunge”.

Inclusive, vocês deviam ouvir mais bandas Grunge. Alice in Chains (Metal Alternativo), Would:

Noobs.

Ofertas: CD’s da banda Alice in Chains, CD’s da banda Nirvana, CD’s da banda Pearl Jam

confira

quem?

baconfrito