Maus, a Internet e o Acúmulo Compulsivo

HQs quarta-feira, 28 de junho de 2017 – 0 comentários

Acabo de me dar conta: Eu trato conteúdo digital do mesmo jeito que um judeu que escapou dos campos de concentração tratam comida, roupas e outros recursos; a necessidade constante de estar preparado caso, na próxima curva, tudo dê errado. É o pensamento que te força a se “precaver” de uma realidade que, até onde tudo indica, jamais vai acontecer… Mas não adianta argumentar.

 continue lendo »

Bacon Frito entrevista Ines Brasil

Música quinta-feira, 29 de agosto de 2013 – 3 comentários

ALÔ, ALÔ, VOCÊ SABE QUEM EU SOU? Claro que você sabe, simplesmente porque todo mundo sabe -ou ao menos ouviu alguém falar frases como “Me chama que eu vou”, “Você já me conhece pelo meu CD“, ou “Eu adoro, eu me amarro“. Ines Brasil é a brasileira que fez um vídeo para tentar participar do Big Brother Brasil e ficou famosa na internet. Ela não entrou na casa mais vigiada do Brasil, mas é evidente que entrou em várias outras casas -ou gadgets, já que ela rapidinho viralizou e virou meme em tudo que é canto. E, obviamente, como praticamente tudo que viraliza e cai nas graças da web, a moça ficou famosa por causa de sua apresentação um tanto quanto inusitada e não convencional. O vídeo arrancou um monte de risadas e comentários e, inevitavelmente, entrou pra categoria do humor sem nem pestanejar. continue lendo »

Catfish

Cinema terça-feira, 30 de abril de 2013 – 2 comentários

 Documentário que conta a história de Nev, um fotógrafo de Nova Iorque de 24 anos que acaba conhecendo a artista Megan e iniciando um romance online. Ao descobrirem revelações surpreendentes sobre a moça, Nev e seus amigos embarcam em uma viagem em busca da verdade.

Ultimamente eu ando nessa vibe de assistir documentários, então aí vai uma recomendaçãozinha procêis. Quer dizer, na verdade eu devo ter visto uns dois. Mas se comparado com as outras zero coisas que eu vi nos últimos tempos, dá pra dizer que essa é a vibe sim. continue lendo »

Eu não escolhi ser hétero, Malafaia.

Televisão sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 – 5 comentários

Mais uma vez, a televisão vazou completamente pra internet e o conteúdo exposto ganhou muito mais importância, relevância, repercussão e ódio do que sua própria exibição. To falando de Silas Malafaia no programa da Marília Gabriela, sabe? Todo mundo sabe. O pastor protestante pentecostal brasileiro é líder da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo e fez um baita discurso no programa De Frente com Gabi, do SBT, mostrando que é claramente contra uniões homossexuais e completamente preconceituoso. Após ele fazer inúmeras afirmações descabidas e total sem noção, a galera da internet obviamente se revoltou e começou a xingar muito no Twitter, no Facebook, provavelmente até no Orkut, mas foi no YouTube que uma voz falou mais alto (E por muita gente), calando a boca de muito cidadão que acha coerente a fala de Malafaia e seu pensamento arcaico. Foi o geneticista Eli Vieira, biólogo, mestre e doutorando em genética em Cambridge, no Reino Unido, que sentou na frente de uma câmera e começou a apontar estudos com embasamento e propriedade para bater de frente com o que o pastor tão cegamente afirmava, e derrubar sua teoria furada. Tenho certeza que essa história aí foi bem mais polêmica que ~mamilos (Desculpa a piada, desculpa).

 continue lendo »

Bem-vindos à Skynet 0.1

Livros segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 2 comentários

Façamos de conta, por um momento, que estamos alguns anos no futuro, algo como 2015, 2018, e que a tecnologia recém apresentada nas feiras do setor seja a do reconhecimento de voz. Sim, eu sei que isso já existe, mas não é algo perfeito, então imaginemos que finalmente conseguimos produzir tal tecnologia de forma plenamente satisfatória, e que ela pode ser “embutida” em tudo, de celulares à televisores. Além dos aparelhos “clássicos”, surge um novo utensílio (Ou aplicativo): Um que escreve absolutamente tudo que você fala, preenchendo “cadernos” e mais cadernos.

 continue lendo »

Humor relativo

Televisão segunda-feira, 02 de abril de 2012 – 1 comentário

E aí eu estava na agência ~trabalhando~ e vi uma arroba por aí, e rachei o bico. Era um humor corriqueiro, que eu to super acostumada a ver. E rir, claro. Mas é aquela coisa, né? Eu to constantemente online e habituada ao humor baseado no meme, no tosco, no nonsense. Mas ok. Eu tava lá rachando o bico, como eu disse, e inventei de dividir com meu dupla o que estava lendo. Eu quase tinha um AVC de tanto rir e meu colega ali, estático, me olhando com cara de ~que diabo é o problema dessa menina??~ Fail pra mim. continue lendo »

E a internet sai da tela. De novo.

Televisão terça-feira, 27 de março de 2012 – 5 comentários

Essa tal cultura de internet, viu? A gente sabe que boa parte do que fica circulando pela internet atinge o lado de fora da tela do computador também, né? Então. É meme, é gíria, é expressão, seja o que for. Mas tá tudo circulando on e offline. Dá até pra dizer que essa tal divisão do que é online ou offline nem existe mais.

Enfim. Se tu mora no planeta Terra, tu deve ter ouvido, visto por aí, em algum compartilhamento tosco no Facebook ou em alguma sacada genial que fizeram em cima do alvoroço todo, mas tu deve ter te deparado, de alguma forma, com as palavras “Para nossa alegria”. Né? Certamente. Mesmo sem saber do que se trata, tu deve ter visto algo assim:

 continue lendo »

Séries, internet e os fenômenos dos nossos tempos

Televisão quarta-feira, 12 de outubro de 2011 – 1 comentário

Eu não sei vocês, mas quando coisas vão surgindo, sendo inventadas, geralmente eu demoro um pouco pra percebê-las. Demoro, aliás, mais ainda pra tomar contato real com elas. Enquanto isso, me viro até bem com coisas mais antigas que ainda funcionam, por isso é uma surpresa também quando topo com algum condenado na interwebs dizendo que coisa tal não presta mais, ou está desatualizada, e precisa ser substituída. E sempre tem sido assim, sou meio lerdo pra modernidade. continue lendo »

Pra todo mundo

Televisão segunda-feira, 05 de setembro de 2011 – 1 comentário

Não faz muito tempo, e eu estava passando pelo quarto do meu vô, e escutei ele dando risada. Fui ver o que ele estava assistindo. Minha cara rachou quando eu vi que ele estava assistindo Será que faz sentido. Sim, o programa do Felipe Neto. Aí eu pensei: “Mas esse programa não é pra adolescentes, ou adultos que ainda se acham adolescentes?” Sentei e assisti o fim do programa com ele. No dia, o pauta tratava de piercings e tatuagens, coisa que é modinha – porque, convenhamos: Poucos são os que se tatuam e colocam piercing porque de fato curtem, e não porque seguem alguma tendência momentânea.

Aí, eu penso: Meu vô tá rindo do quê, afinal? Do cara? Do programa? Do assunto? Ou de alguma piada que lembrou enquanto via a matéria? Era do programa. Palavras do meu avô: “Garoto bacana” Meu avô achou o Felipe Neto bacana. Ok.

 Faz sentido?

continue lendo »

Todos atentos olhando pra internet

Televisão sábado, 13 de agosto de 2011 – 1 comentário

Eu sei que todo mundo espera alguma coisa de um sábado à noite, mas foi na sexta mesmo que o negócio aconteceu. Tava rolando aquele burburinho normal no Twitter, com aquele ar de que sempre tem alguma coisa bombástica acontecendo.

Pois bem. Dessa vez, não era nenhuma briga sem fundamento, não era a Sandy dando alguma declaração devassa, e também não era a Banda Mais Bonita da Cidade com alguma repetição pra te enlouquecer, digdin digdin. O negócio é que o Chaves estava se pronunciando no Twitter. Isso, isso, isso. O senhor mais que respeitado Roberto Bolaños estava fazendo uma Twitcam pra galera em plena sexta à noite. E aí tu pensa: Bendita hora que eu resolvi trocar a balada pela internet.

 Chaves e a Twitcam

continue lendo »

busca

confira

quem?

baconfrito