O Kama Sutra da Leitura

Livros quarta-feira, 21 de janeiro de 2015 – 0 comentários

Não sei vocês, mas eu não sou o tipo que consegue ler no modo tradicional, sentado normalmente, numa cadeira, poltrona ou sofá, com o livro em mãos e uma fonte de luz de modo propício. Não, eu leio todo jogado, no lugar que for, muitas vezes com iluminação ruim e todo o pacote que “vai te fazer usar óculos em alguns anos”.

 E sabe por quê? Porque a dona do meu corpo sou eu.

continue lendo »

Vou escrever um livro! Ou ao menos tentar

Livros terça-feira, 13 de janeiro de 2015 – 0 comentários

Estou pensando em escrever um livro. Será, obviamente, inédito, jogando com as emoções dos leitores, ora fazendo-os ficar ao lado do mocinho, ora ao lado do vilão. E vai ter a mulher, é claro, dividida entre seus sentimentos e seus deveres, lutando para não cair nas garras de uma vida sem emoção… Quero uma ajuda, então vamos lá.

 Prassinga

continue lendo »

Retrospectiva 2000: Os hits que querem marcar nossa época

Cinema, Games, HQs, Livros, Música, Televisão terça-feira, 23 de dezembro de 2014 – 2 comentários

Então é Natal. E apesar de estarmos no fim do ano, ao menos para mim parece que ainda está bem longe, como se não faltasse pouco mais de uma semana pra 2015. E é isso aí: 2015, metade da década, rumo aos anos 20… Já podemos dizer que o século não é mais novo? E o milênio? Aliás, tem alguém aqui que não viu a virada do milênio?

 continue lendo »

Rascunho

Livros segunda-feira, 10 de novembro de 2014 – 0 comentários

Autores estalam os dedos, sentam em suas cadeiras, e escrevem, enquanto que do outro lado da rua, no outro prédio, há um salão de balé. Ou ballet. E da janela dos autores dá para ver as saias rosas e os saltos das alunas, que tanto incomodam a vizinha de baixo, que de máscara de beleza na cara se arma da vassoura e impunemente castiga o teto, esperando que os seus golpes derrotem a música que sai do gramofone restaurado do andar de cima. E os autores não olham para o mundo lá fora. continue lendo »

First World Problems: Books (Ou “Tá virando uma série essa merda”)

Livros terça-feira, 23 de setembro de 2014 – 0 comentários

Estou fora de forma. Não, não estou falando da minha amável forma de barril, mas sim da minha capacidade de leitura: Não só estou mais devagar como estou me concentrando menos, estou lendo pior, estou tendo de reler mais e… Estou menos interessado na leitura. Vamos ao mea culpa.

 Esconda sua mulher, esconda sua filha piranha.

continue lendo »

A Pedra do Sapato (Deborah Pimenta)

Livros quarta-feira, 30 de julho de 2014 – 0 comentários

Sabe, eu não sou de ficar comprando livros. Ou lendo livros de contos. Pra mim, contos são entidades individuais que não deveriam ser agrupadas, mas sim lidas sozinhas, em suas individualidades. Mas essa não é a questão, afinal por que raios eu falaria de um livro de contos que eu não tivesse lido? Eu sou babaca, mas não a esse ponto. Ainda. continue lendo »

Lendo de trás pra frente

Livros terça-feira, 29 de julho de 2014 – 4 comentários

Ler é um troço monótono e repetitivo por si só: Você abre o livro, revista ou o que quer que seja, prende os olhos lá na primeira linha e passa para a linha de baixo quando acabou a primeira; repete isso até o final da página, a vira, e começa de novo, folha após folha, até o final do livro. A graça de ler está no quê se lê, não na leitura em si, e isso é um daqueles problemas irrelevantes pra gigantesca maioria da população e que alguém oi, prazer tem que fazer alguma coisa sobre isso.

 Ahh, internet.

continue lendo »

O Físico (Noah Gordon)

Livros segunda-feira, 07 de julho de 2014 – 0 comentários

O Físico, pra você que matava as aulas da sexta série, não é sobre um físico, mas sobre um médico medieval. Há uma certa discordância se realmente se usava o termo “físico” para os médicos na época ou se é só uma tradução de bosta do original, The Physician, mas ainda sim é um bom livro… Aliás, é um livro que eu recomendo que todo mundo leia.

 Não, não assim.

continue lendo »

A incrível geração das pessoas sem problemas intestinais

Contos sexta-feira, 04 de julho de 2014 – 1 comentário

Hoje eu vou contar pra vocês a história da Janaína. Janaína era uma pessoa muito amarga e gastava horas da sua vida no Facebook falando mal de tudo e de todos. Da mãe, do pai, do irmãozinho, do trabalho, de Nosso Senhor Jesus Cristo, dos homens e das amigas. Ela tinha muito ódio dentro de seu coraçãozinho pois, aparentemente, era a única do seu círculo social que sofria de um grave problema: Prisão de ventre.

Elas vão salvar a sua vida

continue lendo »

O Deus do Amor

Contos segunda-feira, 02 de junho de 2014 – 0 comentários

O Deus do Amor é um homenzinho, já velho, com cabelo só nas laterais da cabeça, completamente brancos, tal qual sua curta barba. Ele é um deus. Claro, ele pode tomar a forma que quiser, mas esta é sua favorita. Ele flutua por aí, a mais ou menos um metro do chão, fazendo o que gosta de fazer. Ele não tem asas, usa apenas uma toga branca (Não translúcida – isso é coisa de outro deus) e está sempre descalço. Alguns dizem até que ele é meio narigudo. continue lendo »

confira

quem?

baconfrito