Da Paraíba para o mundo: Ariano Suassuna

Livros terça-feira, 16 de novembro de 2010 – 3 comentários

Imagine a cena: Domingo à tarde, o tempo tá meio indeciso e você não têm vontade de fazer nada. Olha pra cabeceira da cama e vê um livro empoeirado ali, implorando por atenção. Mas como você nunca ouviu falar do autor, decide deixar ele quieto por ali e chamar os amigos pra ir ao cinema assistir um filme. Quando chega lá, vê que só tem filme nacional em cartaz e escolhe o com o nome mais estranho. Entra, assiste, gosta do que vê, e, depois de um tempão, descobre que o filme que você assistiu foi adaptado daquele livro empoeirado que você deixou de ler. Se essa situação realmente aconteceu com alguém eu não sei, mas tenho certeza de que muitos não fazem idéia de que grande parte dos filmes nacionais, novelas e mini-séries que a gente vê por ai, são na verdade adaptações de livros da nossa literatura. continue lendo »

O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei (J. R. R. Tolkien)

Livros segunda-feira, 15 de novembro de 2010 – 0 comentários

Gandalf e Pippin chegam em Minas Tirith, no reino de Gondor, para avisar Denethor, o regente da cidade, do iminente ataque à cidade por Sauron, o Senhor de Mordor. Querendo pagar o débito que tem para com Boromir, Pippin oferece seus préstimos a Denethor, e se torna um guarda da torre. Enquanto presta seus serviços, Pippin observa o desenrolar da guerra, enquanto Denethor enlouquece com a aproximação das hostes de Mordor. Faramir, o irmão caçula de Boromir, retorna de uma campanha com os restos de sua tropa e logo deixa de novo a cidade, para defender Osgiliath dos orcs. Osgiliath é dominada, e Faramir, gravemente ferido, é carregado de volta para Denethor. Com as aparentes derrota de seu povo e morte do filho, Denethor enlouquece de vez e ordena a construção de uma pira funeral, para que ela leve ele e o filho moribundo. Minas Tirith, neste ponto, encontra-se, já, completamente cercada pelos Orcs de Sauron. continue lendo »

O Senhor dos Anéis: As Duas Torres (J. R. R. Tolkien)

Livros domingo, 14 de novembro de 2010 – 1 comentário

Não posso dizer que possuo este livro, porque simplesmente comprei o volume único, este sim uma verdadeira biblia capaz de dar lordose em qualquer coluna. Mas, diga-se de passagem, uma lordose muito culta.

Tolkien conseguiu com esta trilogia demonstrar a capacidade de alguns seres inteligentes da literatura de fantasia alguns autores em criar todo um universo mítico próprio, mesmo se baseando em diversas mitologias. Se A Sociedade do Anel consegue nos apresentar todo o contexto da história, As Duas Torres mostra o desenrolar de certos acontecimentos cruciais. continue lendo »

O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (J.R.R. Tolkien)

Livros sábado, 13 de novembro de 2010 – 2 comentários

E pra ficar bonito, vai aí a resenha do primeiro livro da trilogia d’O Senhor dos Anéis. Ou seja, AGORA SIM nós do Bacon poderemos falar sobre SdA e ter respeito com isso… ou não.

 continue lendo »

Literatura brasileira é ruim?

Livros terça-feira, 09 de novembro de 2010 – 9 comentários

De vez em quando, andando por ai em bibliotecas ou livrarias, sou obrigado e escutar coisas do tipo: “Literatura brasileira é uma droga! Não tem livro que preste”. Tudo bem que nem todos os livros da nossa literatura são “bons” de ler (Digo bons querendo dizer agradável, tipo aquele livro em que você senta e não consegue mais parar de lê-lo), mas quer você acredite ou não, existem sim bons autores tupiniquins!

Obviamente que o conceito de bom autor é relativo para alguns, pois nem todo imortal da ABL é necessariamente um best-seller. Da pra pegar como exemplo Machado de Assis (Pressinto xingamentos em 3…2…1), que até hoje é considerado o maior nome da literatura nacional, mas dá pra contar nos dedos a quantidade de pessoas que possuem Memórias Póstumas de Brás Cubas como livro de cabeceira. continue lendo »

Bentinho ou Escobar?

Livros segunda-feira, 08 de novembro de 2010 – 3 comentários

Não lembro do final do livro. Ponto. Parece que ele mandou o bastardo e a vadia pro exterior e levou uma vida de merda, sei lá. O que eu quero de verdade é a mesma coisa que tu, ele, nós, vós e eles querem: Saber se Ezequiel podia chamar Escobar de papai. Vou converter a história para os dias de hoje, pra ficar mais fácil. Veja bem:

Bentinho era daqueles meninos que, aos seis anos, teria dançado ragatanga; aos 10, pensaria em troca-troca, mas não faria porque o papai do céu acha isso muito feio. Aos 15, faria parte da família Restart e ainda seria virgem. Aos 30, provavelmente estaria morando com a mãe e ouvindo algum membro da falecida Banda Cine, em careira solo. continue lendo »

Memórias de Minhas Putas Tristes – Gabriel García Márquez

Livros terça-feira, 02 de novembro de 2010 – 5 comentários

Gabriel García Márquez figura no meu rol de autores preferidos desde que li Amor em Tempos do Coléra, um livro que até então eu namorava nas prateleiras da biblioteca, mas sem coragem de ler. Acho que por causa do tanto de letras que tinha. Veja bem, eu tinha apenas 14 anos quando tive meu primeiro encontro com esse autor.

Após esse encontro tão procrastinado, me vi em uma busca incessante por seus livros, até que li sobre o lançamento desse livro: Memórias de Minhas Putas Tristes. Aí foram diversas idas às livrarias, até que o encontrei numa biblioteca não tão perto de casa. E aí começou mais um caso de amor com esse escritor. continue lendo »

Escravo terceirizado #9

Livros segunda-feira, 01 de novembro de 2010 – 0 comentários

Um dia como qualquer outro, trabalho, faculdade, uma dose de café e um cigarro. Inevitavelmente, a maioria de nossos dias passam em conjunto. Você não se lembra de dias em separado, mas aos pares, nada diferente acontece. Mesmo que tenham algumas mudanças no roteiro de última hora, nada que comprometa o final irritante. Nada que faça você conseguir diferenciar a ontem de hoje.

E, mais uma vez, o Smith viajando. Dessa vez não nas dorgas, aparentemente.

Quer ler o resto? Cê já deve saber o caminho, não?

Mario Vargas Llosa e o Nobel

Analfabetismo Funcional terça-feira, 26 de outubro de 2010 – 1 comentário

 No começo do mês, o escritor peruano Mario Vargas Llosa foi consagrado com o Prêmio Nobel de Literatura. Para quem não o conhece, recomendo começar lendo Travessuras da Menina Má. O fato é que esse reconhecimento é mais do que merecido. Vargas Llosa é um escritor completo, daqueles que consegue ser profundo e popular ao mesmo tempo, com textos agradáveis, fluidos e leves. O tema central de seus romances é a natureza humana, que é abordada de forma sutil, o que o torna diferenciado. Eu me arrisco a dizer que ele é uma versão moderna e mais acessível de Machado de Assis. continue lendo »

Livros e as adaptações cinematográficas

Livros segunda-feira, 25 de outubro de 2010 – 14 comentários

Nego não se contenta em foder as adaptações jogos/cinema, tem que foder as adaptações livros/cinema também.

 continue lendo »

confira

quem?

baconfrito