Rocky, um Lutador (Rocky)

Bogart é TANGA! terça-feira, 19 de julho de 2011 – 15 comentários

 Eu não fui da geração Rocky. Primeiro porque esse primeiro filme foi lançado em 1976, mas especialmente porque eu era menina não curtia essa pegada mais macho de ser. Quando criança, assisti na TV algum dos seis filmes da franquia e me dei por satisfeita. Eu conhecia, via a cena mais famosa nas reportagens que tinham alguma conexão com o tema e pronto (Até O Professor Aloprado fazia questão de me lembrar a clássica cena). O tempo passou, eu fui virando cada mais cinéfila e em algum momento não deu pra evitar: Eu tinha que assistir Rocky: Um Lutador. E que surpresa, hein minha gente? Finalmente fui entender porque esse filme altamente premiado faz parte da história do cinema e melhor ainda, porque as pessoas sentem tanta identificação com a história de um Zé-ninguém que enfrentou o campeão mundial de peso-pesado. continue lendo »

Trainspotting – Sem Limites (Trainspotting)

Bogart é TANGA! terça-feira, 28 de junho de 2011 – 5 comentários

Após o drama todo da semana passada, causado pelo Clube da Luta, resolvi escrever sobre um outro filme mindfucka do caralho, que também é sujo, pesado e violento (Para os miólos), mas que incrivelmente me passa uma mensagem otimista, diferentemente do filme de David Fincher. continue lendo »

O Mensageiro do Diabo (The Night of The Hunter)

Bogart é TANGA! terça-feira, 31 de maio de 2011 – 1 comentário

Lembro que quando lia a revista Bravo! 100 Filmes Essênciais da História do Cinema, um dos filmes que eu ainda não havia visto que mais me chamaram a atenção foi um tal de O Mensageiro do Diabo (Qualquer coisa que tenha o nome do belzebú se torna mais intrigante, rs). Pela pequena sinopse, o filme parecia ser algo grandioso, com um dos maiores vilões da história do cinema. Logo, eu pensei que seria um daqueles caras que saiam matando pessoas por aí, apenas por crueldade. Mas o vilão se mostraria muito maior que tudo isso.

 continue lendo »

O Profissional (Léon)

Bogart é TANGA! terça-feira, 15 de março de 2011 – 4 comentários

Com o ano começando de verdade (Depois do carnaval), estou de volta escrevendo por aqui, já que cinema tá perdendo cada dia mais gente no bacon. Por falar disso, tenho que dar tchau pra Uiara, que tanto me pelou o saco nesse site: “Abrass, e té mais!”

Bom, mas vamos falar de filmes, e o de hoje é um dos únicos que prestam na filmografia do diretor francês Luc Besson.

 continue lendo »

A Felicidade Não Se Compra (It’s a Wonderful Life)

Bogart é TANGA! sábado, 25 de dezembro de 2010 – 3 comentários

É… eu andei meio sumido. Vocês sabem como é fim de período, provas, trabalhos, seminários e etc. E ainda por cima eu ainda peguei um segundo semestre tumultuadíssimo no trabalho. Mas eu não ia deixar uma data tão especial como o natal passar em branco aqui no Bacon, então preparei o texto mais importante que eu já escrevi aqui, para comemorar essa data. Alguém tem alguma ideia do filme que será abordado? [Nota da editora: Posso tentar? Será esse aí que você mencionou no título. Será? Será? O que eu ganho?]

 continue lendo »

Acossado (À Bout de Souffle)

Bogart é TANGA! sexta-feira, 19 de novembro de 2010 – 0 comentários

Para aproveitar que eu tenho andado meio sumido (Não que alguém tenha reparado), vou voltar a falar do cinema francês, da nouvelle vague e de um dos grandes clássicos do cinema. Um filme de extrema importância, pois ajudou a retomar o “cinema autoral” que vinha se perdendo com a preocupação hollywoodiana com as cifras das grandes bilheterias. Alguém aí lembrou do Dogma 95?

 continue lendo »

Top Gang – Ases Muito Loucos (Hot Shots!)

Bogart é TANGA! domingo, 07 de novembro de 2010 – 7 comentários

Lembra daqueles filmes que passam na Globo desde que você começou a entender o que é uma televisão? Esse é um deles. Já perdi a conta de quantas vezes eu vi Top Gang. Aliás, acho que nem a própria Globo deve saber quantas vezes passou isso. Você já assistiu, e eu também, mas vamos lá, direto do túnel do tempo. continue lendo »

Los Angeles – Cidade Proibida (L.A Confidential)

Bogart é TANGA! terça-feira, 02 de novembro de 2010 – 2 comentários

Se alguém aí acompanha esse quadro, já deve ter percebido que eu sou um grande apreciador dos filmes noir. É, quando eu não falo de algum específico, sempre faço relações com outras obras ou falo da influência que eles exerceram. É uma pena que esse movimento, gênero… Ah, ninguém sabe ao certo o que essa porra é, tenha durado tão pouco (Entre os anos 40 e 50), mas pelo menos, uma vez ou outra, alguém os relembra e faz uma homenagem.

 continue lendo »

Os Sete Samurais (Shichinin no Samurai)

Bogart é TANGA! terça-feira, 19 de outubro de 2010 – 2 comentários

Nem de longe o cinema japonês é tão reconhecido quanto seus animes, cultura ou tecnologia. Mas como esses caras de olhos puxados são bons em quase tudo que fazem, na cinematografia não poderia ser diferente. Mas a maioria dos grandes filmes japoneses é restrito a quase apenas a três cineastas: Yasujiro Ozu, Kenji Mizoguchi e o mais polêmico de todos, Akira Kurosawa.

 continue lendo »

Ninotchka

Bogart é TANGA! terça-feira, 05 de outubro de 2010 – 2 comentários

Cansei de falar escrever sobre filmes atuais. Eu andei dando muita trela pra vocês, falando de coisas novas, sendo que eu entendo mesmo é do bom e velho (Literalmente) cinema. Ah, vão… vocês têm que entender que TUDO antigamente era melhor. Parem com esse preconceito e vão assistir essas velharias. Comecem pelo filme de hoje.

Mas por que eu escolhi justamente esse com o nome difícil? Bom, Ninotchka é uma comédia romântica criada por um dos pelo maior diretor da velha guarda do gênero citado, o fenomenal Ernst Lubitsch. Toda essa porcariada de comédias românticas que Hollywood produz aos montes hoje em dia, que faz as menininhas chorarem, deve a esse cara. Mas ele fazia bem. Vamos ao filme:

 continue lendo »

busca

confira

quem?

baconfrito