Recomendo: Etiqueta Moderna

Analfabetismo Funcional quinta-feira, 01 de setembro de 2011 – 0 comentários

Num mundo em que todo mundo mal se respeita, e existe uma certa parcela da população que tem como resposta padrão “Vá se foder!” para aquele que lhe diz um “Bom dia!”, tem um certo livro que ajuda aqueles que se chocam com isso a se habituar com a realidade atual. Como diz mesmo na introdução: “O mundo está mesmo indo para o inferno. E o melhor que podemos é manter a elegância durante a viagem.”

 “Calma que tem chá pra todo mundo!”

Etiqueta moderna: Finas maneiras para gente grossa é um livro que ajuda nessa dificil tarefa: Manter as boas maneiras nesse mundo filho da puta. continue lendo »

Maturação

Analfabetismo Funcional sexta-feira, 19 de agosto de 2011 – 3 comentários

Matando meu tempo dias atrás, resolvi pegar um livro que estava maturando em minhas prateleiras já fazia 4 meses. Ele já estava no ponto, com aquela cara amarelada, o cheiro caracteristico de algo que estava na hora de ser apreciado. Ao abrir as páginas e ver que elas tinham algo que valeria a pena ler, começo a me dedicar a apreciar seu conteúdo, sem enrolar mais ainda.

Mas… o que seria um livro maduro?

 Caindo de maduro, sô.

Claro que não é isso, ok? continue lendo »

Abstinência

Analfabetismo Funcional quinta-feira, 11 de agosto de 2011 – 2 comentários

Escrever sobre drogas, com drogas ou sob efeito de drogas é algo interessante. Sua perspectiva do que está a sua volta fica beeeem distorcida, o monitor parece que vai e volta numa viagem bem locona, a luz parece que pisca nuns quatro tipos de tons diferentes e os sons? HÁ! Esses eu nem explico! Zumbidos, vozes que surgem do nada, gritos e berros, pareceu que um onibus cheio de vacas em chamas passou aqui do lado a pouco, dada a cacofonia enojante que dominava meus timpanos recém descobertos de graus de sons diferentes.

 Gira, desgraçado!

continue lendo »

O final de uma era

Analfabetismo Funcional quarta-feira, 03 de agosto de 2011 – 11 comentários

1997.

Fazem atualmente QUATORZE anos desde essa distante data. Se você conhecia uma menina de 7 anos nessa época, hoje em dia você deve ser um tiozão e ela um gatinha que cê fica babando. Ou uma apressadinha com 3 filhos agarrados na cinta, vai saber.

Porque esse ano está em questão? Simples. Nesse ano, foi lançado no Brasil o primeiro livro do Harry Potter. Livro esse que encerrou sua saga em 2007, 10 anos após o primeiro livro. E agora, com o lançamento do último filme, considero que isso acabou finalmente.

Em quatorze anos, o mundo mudou bastante. Duas torres cairam, uma guerra aconteceu por motivos desconhecidos, Saddam foi enforcado, Laden foi jogado no fundo do mar, um novo Playstation foi lançado, um novo Xbox também, e a carta de Blastoise não está mais tão rara.

Enfim, uma porrada de coisa mudou.

E agora que a saga épica acabou, o que restou dela? Quais serão seus marcos eternos na história mundial?

 “Aquela página caída ali no canto, que esqueci de mastigar.”

Tá, exagerei. Acredito, que principalmente essas duas coisas:
continue lendo »

A desgraça que são os jogos em Flash

Games sexta-feira, 29 de julho de 2011 – 2 comentários

Cada vez que entro no Kongregate, fico imaginando qual será o joguinho besta que me fará perder horas tentando entender e dominar.

Kongregate é um sitezin FDP, que seres que tem um bocado de tempo livre (Mas não tempo o suficiente para se dedicar a um MMORPG) deveriam acessar. Jogos em flash, com duração de no máximo algumas semanas e de diversos generos ocupam aquele espaço. continue lendo »

CULT – Criando Uns Livros Top

Analfabetismo Funcional quinta-feira, 23 de junho de 2011 – 0 comentários

A editora Rocco, aquela mesma que lançou os Potter‘s a alguns anos atrás, é uma das maiores editoras do momento, na minha opinião. Não por causa de Potter, que nessa hora deve estar com uma varinha no colo esperando a morte chegar de verdade, contando pros filhotes dele como ele era foda nas décadas passadas. Mas o fato de Harry ser pai e estar caindo no esquecimento não é algo que eu gostaria de abordar aqui.

 Aí eu disse pra ela: “Essa não é minha varinha, heh.”

continue lendo »

Clube de leitura

Analfabetismo Funcional terça-feira, 10 de maio de 2011 – 9 comentários

Caros leitores (Todos os quatro), desde que livros se tornaram algo que apenas servem de bases para filmes meia-boca, é dificil encontrar hoje em dia algo que se encaixe numa realidade que possa ser discutida com outros seres humanos “”normais””, que pensam e ouvem sua opinião, discutindo como bons homo sapiens, que discutem sem ter que ameaçar de morte outras pessoas do circulo.
continue lendo »

Fórmulas, formas e moldes

Analfabetismo Funcional terça-feira, 05 de abril de 2011 – 2 comentários

Escrevo esse texto num domingo de noite, faltando algumas horas para ir dormir. Então, se daqui a uns minutos eu parecer chato, quer dizer que eu babei no teclado e estou escrevendo por osmose. Pense nisso como uma aula de biologia, só que sem as provas:

Mas vamos começar essa bagaça. continue lendo »

Descrição express

Analfabetismo Funcional terça-feira, 22 de março de 2011 – 0 comentários

Você pede uma pizza. Enquanto espera, você arruma tudo o que vai precisar para comer. Se for solitário, deve ter pedido aqueles negócios que eles insistem em chamar de pizza pequena, mas pra mim é quase como se fosse um peido de pizza, não enche nem buraco de dente.

Ela demora… MESMO. E aí, cê decide ir dar uma cagada olhada na estante, e aí vê que tem um livro que cê nunca leu, nem se lembra quando comprou. Por um incrível capricho do destino, ali dentro tem uns trocados e a pizza vai poder ser paga em dinheiro, sem precisar de implorar pra trazer a maquina de débitos.

 “estou rico LOLOLOLOLOLOL”

continue lendo »

A Imaginação

Analfabetismo Funcional terça-feira, 15 de março de 2011 – 1 comentário

Se você é novo, tenta se lembrar daquela época que TV só passava Malhação, não que tenha mudado muito. Se tem mais do que 25, lembre do tempo em que tua mãe não tinha medo de te mandar sair na rua pra brincar com os outros. Uma época que as drogas eram aquilo que cê via nos filmes da Sessão da Tarde, que os pais de alguns personagens usavam para não aparecer em momento algum ou morrer em outra hora.

Imaginar tudo isso é fácil, considerando que algumas pessoas ainda tem base para imaginar coisas. Desde o inicio da popularização da televisão, o poder de imaginar se limitou a poucos momentos, tipo imaginar o que um casal fazia no quarto quando eles iam rindo, com cara de safados, se abraçando. Hoje em dia, nas novelas, isso nem é novidade. E o redtube também ajuda um monte. continue lendo »

Página 1 de 1912345...10...Última »

busca

confira

quem?

baconfrito