Te Amarei Pra Sempre (The Time Traveler’s Wife)

Cinema quarta-feira, 16 de outubro de 2013 – 3 comentários

 Henry DeTamble (Eric Bana) conheceu Clare Abshire (Rachel McAdams) quando tinha apenas 6 anos, em um campo perto da casa de seus pais. Logo eles se tornaram grandes amigos, avançando para confidentes e depois amantes. Só que há um problema: o futuro de Clare é o passado de Henry. Ele é um viajante do tempo, devido a uma modificação genética rara que o faz levar a vida sem saber em que época estará. O fato de Henry conhecer o futuro sempre incomodou Clare, mas agora a situação se inverteu. Quando Henry volta no tempo para encontrar Clare aos 6 anos, é ela que, em sua fase adulta, sabe qual será o futuro de seu amado.

Ele tem uma doença genética fodida, mas não do tipo que faz uma criança nascer com três pernas ou com uma teta no meio da testa. Henry viaja no tempo. Ele pode estar chafurdando a esposa, cozinhando brigadeiro ou tomando esporro do chefe e, de repente, desaparecer, pra então reaparecer nu, pelado e com a mão no bolso, em outra época.

Um dia, o desgramado, numa dessas tretas aí, conhece uma menininha. Depois, conhece a versão adulta dela. Eles se apaixonam.

Dá merda. continue lendo »

A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 2, O Final (The Twilight Saga: Breaking Dawn – Part 2)

Cinema terça-feira, 04 de dezembro de 2012 – 6 comentários

 Após dar a luz a Renesmee (Mackenzie Foy), Bella Swan (Kristen Stewart) desperta já vampira. Ela agora precisa aprender a lidar com seus novos poderes, assim como absorver a ideia de que Jake (Taylor Lautner), seu melhor amigo, teve um imprinting com a filha. Devido ao elo existente entre eles, Jake passa a acompanhar com bastante atenção o rápido desenvolvimento de Renesmee, o que faz com que se aproxime cada vez mais dos Cullen. Paralelamente, Aro (Michael Sheen) é informado por Irina (Maggie Grace) da existência de Renesmee e de seus raros poderes. Acreditando que ela seja uma ameaça em potencial para o futuro dos Volturi, ele passa a elaborar um plano para atacar os Cullen e eliminar a garota de uma vez por todas.

Definitivamente, não doeu tanto assim. continue lendo »

A Insustentável Leveza do Ser (Milan Kundera)

Livros segunda-feira, 17 de setembro de 2012 – 7 comentários

“O mais pesado dos fardos nos esmaga, verga-nos, comprime-nos contra o chão. Na poesia amorosa de todos os séculos, porém, a mulher deseja receber o fardo do corpo masculino. O mais pesado dos fardos é, portanto, ao mesmo tempo a imagem da realização vital mais intensa. Quanto mais pesado é o fardo, mais próxima da terra está nossa vida, e mais real e verdadeira ela é. Em compensação, a ausência total de fardo leva o ser humano a se tornar mais leve do que o ar, leva-o a voar, a se distanciar da terra, do ser terrestre, a se tornar semi-real, e leva seus movimentos a ser tão livres como insignificantes. O que escolher, então? O peso ou a leveza?” continue lendo »

A Lagoa Azul (The Blue Lagoon)

Bogart é TANGA! sexta-feira, 31 de agosto de 2012 – 4 comentários

 Essa é pra vocês que acham que pra escrever no Bacon é só chegar e já era. Não se enganem jovens, antes da fama, dos milhões e das mulheres, há um rigoroso processo de seleção. Que é doloroso demais pra descrever aqui, mas pra vocês terem uma ideia, é bastante próximo do treinamento do BOPE, como visto no filme Tropa de Elite. Tirando a parte dos exercícios, lições de estratégia e comer comida do chão em 10 segundos. E adicionando a escrita de alguns textos com tema pré-determinado e prazos absurdos. Então, como eu vinha dizendo, nada a ver com o Tropa de Elite. Mas o fato é durante o processo da minha incursão nesse site, uma das coisas que a Uiara (Editora de cinema na época) me fez fazer foi uma resenha do Lagoa Azul. E essa pérola teria se perdido na imensidão da internet pra sempre, não fosse a minha mania de não apagar emails e revê-los casualmente anos depois. continue lendo »

A Bíblia do Diabo (Richard Dübell)

Livros terça-feira, 20 de setembro de 2011 – 0 comentários

Criado no século XIII, o Codex Gigas é o maior manuscrito medieval de que se tem notícia no mundo. Seu conteúdo traz uma ilustração do próprio demônio, o que o tornou conhecido como a Bíblia do Diabo e faz com que até hoje sua existência seja rodeada de mistérios. Sua fama é de que é capaz de trazer poder a quem conseguir colocar as mãos nele. Várias questões rodeiam sua criação: Quem o escreveu? Por que foi escrito? Perguntas que dão origem à trama criada por Richard Dübell. Mistério, romance e suspense permeiam a narrativa sobre a busca pelo manuscrito por cristãos e não-cristãos, evidenciando até onde um ser humano pode ir levado por sua ambição pelo poder. continue lendo »

Casais dos Quadrinhos

HQs sexta-feira, 10 de junho de 2011 – 3 comentários

Dia dos namorados chegando e o clima de romance aumenta entre os apaixonados. E com isso aproveitamos a essa romântica semana para conhecer um pouco dos casais mais famosos dos quadrinhos.

É claro que a vida de casal, principalmente nas HQs, não é sempre cercada de final feliz, mas nem por isso o amor deixa de mostrar suas cores e encantar os corações até dos mais poderosos…

Desde já adianto que isso não é um top alguma coisa, mesmo porque não tem ordem e fui lembrando dos casais e colocando, por isso até temos uma certa mistura de gêneros e personagens. Mas vamos lá… continue lendo »

Top 3 Autores – Neil Gaiman – Morpheus

Nona Arte quarta-feira, 26 de janeiro de 2011 – 2 comentários

Morpheus (Não confundam com Daniel Hall, o Segundo Aspecto de Sonho) é um personagem, no mínimo, interessante. Apesar de, no final das contas, ser um personagem heróico, ele possui muitos aspectos negativos em sua personalidade. Morpheus é lento para compreender humor de qualquer tipo, ocasionalmente insensível, preocupa-se com si mesmo de modo quase obsessivo (E não fisicamente, como a sua tia natureba que corre uma maratona todo dia e se alimenta de suco de couve e soja) e tem sérios problemas para esquecer ou perdoar uma desfeita. E isso é só uma faceta do Tecelão de Sonhos. continue lendo »

Acossado (À Bout de Souffle)

Bogart é TANGA! sexta-feira, 19 de novembro de 2010 – 0 comentários

Para aproveitar que eu tenho andado meio sumido (Não que alguém tenha reparado), vou voltar a falar do cinema francês, da nouvelle vague e de um dos grandes clássicos do cinema. Um filme de extrema importância, pois ajudou a retomar o “cinema autoral” que vinha se perdendo com a preocupação hollywoodiana com as cifras das grandes bilheterias. Alguém aí lembrou do Dogma 95?

 continue lendo »

Ninotchka

Bogart é TANGA! terça-feira, 05 de outubro de 2010 – 2 comentários

Cansei de falar escrever sobre filmes atuais. Eu andei dando muita trela pra vocês, falando de coisas novas, sendo que eu entendo mesmo é do bom e velho (Literalmente) cinema. Ah, vão… vocês têm que entender que TUDO antigamente era melhor. Parem com esse preconceito e vão assistir essas velharias. Comecem pelo filme de hoje.

Mas por que eu escolhi justamente esse com o nome difícil? Bom, Ninotchka é uma comédia romântica criada por um dos pelo maior diretor da velha guarda do gênero citado, o fenomenal Ernst Lubitsch. Toda essa porcariada de comédias românticas que Hollywood produz aos montes hoje em dia, que faz as menininhas chorarem, deve a esse cara. Mas ele fazia bem. Vamos ao filme:

 continue lendo »

Recomendo: Travessuras da Menina Má (Mario Vargas Llosa)

Analfabetismo Funcional terça-feira, 22 de junho de 2010 – 1 comentário

Depois das crônicas e contos peculiares de Xico Sá, continuarei na temática do amor, dos conflitos sexuais, dos encontros e desencontros, enfim, dos relacionamentos sentimentais. Dessa vez, recomendo um romance daqueles que só se para de ler quando as páginas chegam ao fim. Afinal, não é à toa que Mario Vargas Llosa é um dos maiores escritores vivos e, segundo muita gente, sucessor de Gabriel García Márquez, como nome da literatura latino-americana. continue lendo »

busca

confira

quem?

baconfrito