A Bíblia do Diabo (Richard Dübell)

Livros terça-feira, 20 de setembro de 2011

Criado no século XIII, o Codex Gigas é o maior manuscrito medieval de que se tem notícia no mundo. Seu conteúdo traz uma ilustração do próprio demônio, o que o tornou conhecido como a Bíblia do Diabo e faz com que até hoje sua existência seja rodeada de mistérios. Sua fama é de que é capaz de trazer poder a quem conseguir colocar as mãos nele. Várias questões rodeiam sua criação: Quem o escreveu? Por que foi escrito? Perguntas que dão origem à trama criada por Richard Dübell. Mistério, romance e suspense permeiam a narrativa sobre a busca pelo manuscrito por cristãos e não-cristãos, evidenciando até onde um ser humano pode ir levado por sua ambição pelo poder.

Prefácio

Primeiro, os arqueólogos se espantaram ao encontrar os esqueletos. Quando continuaram a cavar, seu espanto transformou-se em decepção. Aquilo que eles imaginavam ser os restos mortais de monges eram, na realidade, ossos de mulheres e… Crianças. Em algum momento do passado, há centenas de anos, uma catástrofe deve ter ocorrido no covento beneditino do sul da Boêmia, onde agora acontecem as escavações. Alguma coisa levou os monges a enterrar esses cadáveres – contra todas as regras beneditinas – em torno do seu cemitério, numa vala comum, sem identificação, e manter o segredo até que o convento fosse varrido da Terra pelo destino.

Essa teria sido apenas uma das muitas tragédias não esclarecidas da história, caso seu enigma não estivesse relacionado com outro, ainda mais antigo. Trata-se do enigma de um dos manuscritos mais misteriosos da história da igreja: O Codex Gigas. A Bíblia do Diabo. O maior manuscrito do mundo foi escrito no século XIII, e desde sua criação está envolto em lendas. Nele, homens da Igreja e alquimistas procuravam a iluminação – ou o caminho das trevas.

O convento onde a vala comum foi encontrada é o lugar onde a Bíblia do Diabo nasceu.

Esta é a história do que provavelmente aconteceu.

Eu acredito que pela sinopse e pelo prefácio, você tenha se interessado bastante pela a história do livro, certo? Mas o mundo não é feito de jujubas, arco-íris e pôneis coloridos. É imensamente decepcionante quando você pega um livro com o enredo baseado em um dos mais intrigantes artefatos da história da humanidade e, depois de criar a expectativa de algo parecido com O Código da Vince, se depara com um… ROMANCE.

Isso mesmo, pequenos gafanhotos. A história obscura relatada acima não passa de um romance. A Bíblia do Diabo conta a história de Agnes Wiegant e sua família, assim como do jovem Cyprian Khlesl e do aprendiz de alquimista Andrej von Lagenfelds. O escritor alemão Richard Dübell usa a existência do artefato conhecido como a Bíblia do Diabo, bem como famosos personagens históricos, como o imperador germânico Rodolfo VII, vários papas, e o alquimista John Dee (Criador do sistema enochiano que nenhum de vocês sabem o que é) entre vários outros, para contar uma história de amor entre os dois primeiros personagens citados.

Apesar de reconhecer a habilidade do escritor, acho que o livro se torna lento e arrastado em vários pontos, e que a história do manuscrito medieval pudesse ser melhor desenvolvida. A verdade é que eu não sou um grande apreciador de romances, e a já citada espectativa criada em torno de uma investigação histórica pesaram bastante na minha crítica negativa sobre a obra. Mesmo assim, se você tiver bastante tempo e gostar de romances, recomendo sem sombra de dúvidas. A lenda da Bíblia do Diabo é tão interessante que deveria ser do conhecimento de todos, e há relação de eventos históricos em vários momentos da narrativa. Um prato cheio pra quem gosta de história, lendas religiosas e fatos obscuros.

Afinal, melhor ler do que não fazer nada.

A Bíblia do Diabo


Die Teufelsbibel
Ano de Edição: 2011
Autor: Richard Dübell
Número de Páginas: 512
Editora: Planeta

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito