O que aconteceu ao Homem de Aço? (DC)

HQs segunda-feira, 16 de setembro de 2013 – 0 comentários

Em 1986, a DC passava pelo maior reboot da sua história (Sim, a safadeza é coisa antiga), a fatídica Crise nas Infinitas Terras. Ao final da Crise, quase 50 anos de histórias seriam deixadas para trás, uns personagens deixariam de existir e outros passariam por mudanças radicais, apagando quase tudo que já tinha sido feito até então. Na época, o editor do Superman, Julius Schwartz, seria também trocado, substituido por John Byrne, e decidiu que era uma boa oportunidade para criar a última história do primeiro superherói do mundo.

 continue lendo »

Mulher-Gato: Cidade Eterna (Panini)

HQs quarta-feira, 19 de junho de 2013 – 2 comentários

É óbvio que o grande destaque do universo do Batman é ele próprio. O grande Homem-Morcego, que fascina, que recentemente teve uma trilogia considerada épica por alguns e no mínimo ótima pela maioria. Ele é o centro de tudo e os outros são coadjuvantes. Só o Coringa consegue andar mais ou menos do lado de Batman, como seu nêmesis, seu lado negro, e atrai a atenção dos leitores sozinho de vez em quando. Mas enfim, não é bem isso que eu queria dizer, mas sim que alguns personagens são tão ou mais interessantes do que o principal e, com as pessoas certas por trás do trabalho, eles funcionam muito bem numa HQ própria. Foi o que houve com a Mulher-Gato. Vem comigo. continue lendo »

DC Made in Brazil

HQs quarta-feira, 14 de setembro de 2011 – 2 comentários

É um novo super herói brasileiro negro com poderes idiotas e que nunca vai ser famoso? É algum super herói que irá visitar o país e encontrará mulatas falando espanhol? Não, é a nova HQ da Panini que irá reunir 6 histórias desenhadas por brasileiros. continue lendo »

Assinando gibis no Brasil

HQs quarta-feira, 08 de junho de 2011 – 3 comentários

Era uma tarde de sábado, eu estava me arrumando para algum tipo de churrasco, o telefone toca e uma voz simpática diz: “Senhor Ricardo (Começou errado.), você quer assinar gibis da Marvel? (TÁ MUITO ERRADO ISSO!)”. Respondi que estou lendo só DC atualmente, propostas da Marvel não iriam me interessar. Então a simpática moça jogou o protocolo de sempre, falou benefícios, ofertas, puxou meu saco e terminou com uma frase que pode ser traduzida como “Porra, vai assinar ou não?”. continue lendo »

Curto e Grosso

Nona Arte quarta-feira, 02 de Março de 2011 – 0 comentários

Título auto-explicativo. Vamos às rápidas, concisas e parcialmente racionalizadas reclamações: continue lendo »

Namor – As Profundezas (Marvel)

Bíblia Nerd terça-feira, 24 de agosto de 2010 – 1 comentário

Essa semana a coluna Analfabetismo Funcional entra de férias, porque vou falar sobre HQ. Antes, porém, deixo registrado que, para mim, histórias em quadrinhos (Em sentido amplo) são enquadrados como literatura,assim como qualquer livro (Até mais que muito livrinho por aí…), mas isso é assunto pra outro artigo. continue lendo »

Os mortos se levantam, mais uma vez…

HQs sexta-feira, 13 de agosto de 2010 – 0 comentários

Zumbis! Mortos-vivos! Não importa a denominação, eles são seres “pop”. Em todas as mídias, o que não faltam são defuntos voltando a vida, seja na literatura, cinema ou TV, e como não poderia ser diferente, os quadrinhos também são tomados pelos mortos vivos uma vez ou outra. continue lendo »

Saiu!

HQs quarta-feira, 31 de Março de 2010 – 1 comentário

Lembram do escarcéu e da babação de ovo da Panini que eu fiz umas semanas atrás, com a espera do lançamento de Absolute Sandman? Pois bem, era justificado, meus caros. Absolutamente justificado.

Dia 5 de abril, daqui a menos de uma semana, será lançado o Volume 1 de Absolute Sandman. 612 páginas, formato 18,5 cm por 27,5 cm, recoloração aprovada pelo próprio autor da série, Neil Gaiman. Fora isso, no conteúdo, a proposta original da série, esboços dos personagens, paginas de arte a lápis e o roteiro completo da edição 19 de Sandman, Sonho de uma Noite de Verão (Que, na publicação normal, é no arco Terra dos Sonhos). Levando em consideração o número de páginas, esse volume provavelmente conterá os três primeiros arcos da série: Prelúdios e Noturnos, A Casa de Bonecas e Terra dos Sonhos.

Fonte

Eu amo a Panini

HQs segunda-feira, 08 de Março de 2010 – 3 comentários

Quem já leu pelo menos uns três textos meus, sabe que uma das minhas paixões é a série Sandman, de Neil Gaiman. E, quem coleciona, sabe que para você completar a coleção, é necessária uma pequena fortuna (Um volume de Prelúdios e Noturnos da Conrad não custa menos de 4 garoupas, enquanto A Casa de Bonecas e Estação das Brumas atingem, sem muita dificuldade, três onças), afinal, são 10 volumes da série principal, além dos 3 spin-offs. Mesmo se comprados pelo preço original, ainda são exorbitantes R$ 858,00.

A Panini, a editora de quadrinhos mais foda do momento (Afinal, está publicando a Vertigo E a Marvel Max), resolveu juntar toda a série em, se não me engano, 4 ou 5 volumes, e nos dar a chance de ter a série completa sem ter de vender os rins no mercado negro. Infelizmente ainda não consegui descobrir o preço, mas com toda a certeza não vai ser nada barato.

Se a Panini for seguir o modelo norte-americano, teremos o seguinte: a série principal será reunida em quatro volumes, e cada um deles terá cerca de 600 páginas, capa dura, papel especial, recoloração, material exclusivo e um preço que, numa estimativa EXTREMAMENTE positiva, vai oscilar entre os nada monetariamente agradáveis valores de R$ 200,00 e R$ 300,00. Caso haja a publicação do quinto volume, com as histórias da Morte e os outros spin-offs… pera que minha carteira tá fugindo… peguei!

Além de Sandman, também haverá a publicação de Transmetropolitan, A Liga Extraordinária, Ex Machina e Y: The Last Man, todas com lançamento previsto para março e abril. Corram para as livrarias.

Fonte

Panini assume publicacão dos selos Vertigo e Wildstorm

HQs sexta-feira, 21 de agosto de 2009 – 0 comentários

A DC Comics, como todos aqui devem saber, é detentora dos dois dos melhores selos de HQs do mundo: Wildstorm e o fodástico Vertigo.

Há algum tempo, esses selos estavam sendo um tanto quanto negligenciados pelas editoras. A Pixel tentou, sem muito sucesso, dar continuidade a esses selos, mas não obteve muito êxito. Ao ponto de, para se conseguir volumes de grande qualidade de séries de grande sucesso, como Sandman, era necessário desembolsar quantias astronômicas de dinheiro. Um volume de “Prelúdios e Noturnos”, por exemplo, não sai da mão de um colecionador por menos de R$ 200 (os da Conrad principalmente, que eram de qualidade embasbacante).

Não mais.

Como diz o título, a Panini acabou de obter os direitos de publicação dos dois maiores selos da DC, que inclui preciosidades como Sandman, Transmetropolitan, Preacher, Ex Machina e o magnífico Fábulas, que ainda hei de resenhar aqui algum dia.

Quer mais informações? Vai na fonte.

Página 1 de 212

busca

confira

quem?

baconfrito