Afinal, Supernatural deveria ter acabado na quinta temporada?

Televisão quarta-feira, 08 de junho de 2011 – 9 comentários

E chegamos neste que é considerado por muitos o período mais obscuro de qualquer ano: Época de season finales, quando as suas séries favoritas vão, uma a uma, chegando ao fim. Claro, algumas apenas terminam as temporadas e voltam dentro de 4 meses. Outras já não têm a mesma sorte, como é o caso de Smallville, que há 10 anos contava as aventuras infinitas do “Superboy” e que chegou ao seu fim definitivo (Ou pelo menos assim esperamos), quando Clark Kent finalmente vestiu o clássico uniforme azul e vermelho e saiu voando por aí depois de 10 temporadas de enrolação. Isso mesmo, Smallville teve inacreditáveis DEZ temporadas cometidas contra a humanidade, e ainda tem gente que acha o Osama Bin Laden o maior terrorista do mundo. Cada episódio parecia ter a duração da idade do Universo, e assistir uma temporada inteira era tão divertido quanto ser obrigado a roer a própria perna. Mas se existe algo que pudemos aprender ao longo da série (Afinal, até ficar de joelho no milho ou levar surra de galho de açaizeiro servem para aprender alguma coisa) é que se você achava que o Superman não tinha uniforme tão ridículo quanto a cueca por cima da calça com um cinto, é porque você ainda não viu nada.

 Onde foi que eu já vi isso? Ah, sim.

continue lendo »

Nerds, gostosas e um pênis gigante: O pesadelo colegial

Televisão quarta-feira, 01 de junho de 2011 – 1 comentário

Depois de séries como The Big Bang Theory, o universo nerd começou a ser bem mais retratado nas telas da TV. Claro, de uma forma um tanto quanto babaca, acredito eu. E, veja bem, não estou dizendo que a série é ruim. Eu assisto e dou risada. Gosto. Porém, não precisa ser gênio pra saber que aquela é uma visão estereotipada e nada parecida com a realidade.

Por mais que você se identifique com os caras lendo quadrinhos, jogando MMORPG’s, colecionando action figures e não tendo nenhuma facilidade em falar com garotas, ainda sim aquele é um universo fantasioso.

Felizmente, em minhas pesquisas em busca de novas séries para suprir o espaço deixado pelos finais de temporadas das histórias que acompanho, acabei descobrindo uma das séries mais geniais e engraçadas de todos os tempos (Na minha opinião):
The Hard Times of RJ Berger. continue lendo »

Arrested Development

Televisão quarta-feira, 11 de maio de 2011 – 2 comentários

Cara, é inacreditável que ninguém ainda tenha sequer mencionado esse seriado aqui no bacon. Mas beleza, estamos aí pra isso. Antes tarde do que nunca, um post dedicado ao Arrested Development. Que por sinal, deve ser a série mais subestimada de todos os tempos. E também a que conta com alguns dos momentos mais hilários de toda a história da televisão, certeza. Mas paradoxos a parte, falemos do negócio.

 continue lendo »

Falling Skies – Mais uma cria de Spielberg

Televisão quarta-feira, 27 de abril de 2011 – 1 comentário

Eu tava vendo alguma coisa na Warner (TV paga. Precisava explicar?), e daí uma chamada de um programa novo me prendeu um pouquinho a atenção. Confesso que no começo eu pensei que fosse mais uma temporada do V, aquela série de uns ET’s que invadem a Terra pregando que querem o bem, mas na real querem ferrar com a vida de todo mundo e dominar a humanidade (Ui). Então, mas não era. Era a tal de Falling Skies. Tudo bem que também rola essa história de ET, mas a batida é outra.

 continue lendo »

Havaí 5-0

Televisão segunda-feira, 11 de abril de 2011 – 2 comentários

Crianças e crianços, hoje não vou falar de música. Hoje vamos entrar na área de televisão e falar de uma série clássica: Havaí 5-0. É clássica mesmo, faz uma porrada de tempo que passou, e vocês provavelmente não eram nem nascidos nem eu: A série foi ao ar entre 1968 e 1980 pela CBS. Agora, reparem, 68 a 80. Deteve o recorde de série mais longa da história da televisão, com 12 temporadas. Hawaii Five-0 (Seu nome original, lê-se Hawaii Five-Oh) virou um ícone americano e hoje fulgura no hall das séries imortais, como Jornada nas Estrelas, A Ilha da Fantasia ou MacGyver. Aliás, quando Havaí 5-0 acabou em 1980, foi substituída por Magnum, outra ótima série. continue lendo »

Tititi é uma das melhores novelas dos últimos tempos

Televisão quarta-feira, 16 de março de 2011 – 2 comentários

Numa época em que o moralismo, politicamente correto e o conservadorismo estão vencendo a guerra no nosso cotidiano, interessante notar que a Globo, logo ela, vem abordando um assunto polêmico na sua novela das sete: O aprofundamento no debate da causa gay. continue lendo »

Aqui se encontra um texto sobre House

Televisão segunda-feira, 14 de março de 2011 – 10 comentários

Odeio quando fico com vontade de escrever alguma coisa. Sério. Afinal, eu só fico com vontade de passar um bom tempo na frente de um monitor quando eu realmente acho que o assunto vale a pena. Meu problema aqui é que House é uma série incrivelmente boa, e eu nunca conseguirei escrever um texto à altura. E acho que ninguém conseguirá, mas eu vou tentando. Vale dizer que, pra mim, o seriado é mais que um simples passa tempo: Virou rotina. Eu tô acostumado a passar uma hora por semana acompanhando o caso novo que ninguém consegue diagnosticar, bem como o desenrolar das relações entre os personagens da trama. Se passa uma semana e eu não tenho episódio pra assistir, sinto que tem alguma coisa faltando. E eu tenho razão: Não é como qualquer seriado bosta por aí, com piadas vulgares, risadas gravadas, personagens superficiais. House é um seriado INTELIGENTE; é um seriado sutil, irônico e, acima de tudo, viciante. Especialmente contando com os últimos episódios da sétima temporada – inclusive, se você ainda não chegou ao BombShell (Surpresa Estarrecedora) pense duas vezes antes de ler. continue lendo »

Cozinhando os programas culinários: Kitchen Nightmares

Televisão sexta-feira, 11 de março de 2011 – 0 comentários

Ok, tá na hora de continuarmos a nossa degustação televisiva crocante e deliciosa. Antes, uma menção honrosa: Agradeço por existirem pessoas estúpidas por aí. Sério. Vocês fazem o meu dia a dia mais engraçado, e fazem isso de graça, na maioria das vezes. Sem pessoas estúpidas, Hell’s Kitchen não seria tão engraçado. Sim, a graça da bagaça tá nos erros dos participantes, que se dizem experientes na cozinha. E creio que eu já disse isso aqui, mas a mesma coisa vale pra Kitchen Nightmares – que também é estrelado pelo chefe Gordon Ramsay, uma espécie de caça-fantasmas britânico. Isso não fez muito sentido pra vocês porque vocês são burros e não manjam nada de citações. Mas como vocês pagam o meu salário invisível, explicarei.

Como todo ramo profissional existente, existem diversos tipos de pessoas na área dos restaurantes. Existem aqueles fodas, que sabem gerenciar a coisa toda, produzir comida de qualidade e sem muita demora. E existem os outros.

 Seis temporadas pra eu conseguir bolar uma piada tão tosca assim.

continue lendo »

Porque The Office é a melhor série da atualidade

Televisão quarta-feira, 09 de março de 2011 – 2 comentários

Cês tão ligados no The Office, certo? Claro que sim, ninguém pode estar totalmente alheio a uma das obras mais extraordinárias do nosso tempo. Ok, nem tanto. De qualquer forma, é aquele seriado que acompanha os funcionários da Dunder Mifflin/Sabre e seu dia-a-dia dentro do escritório (Dããã). Mas uma coisa que alguns de vocês não devem estar sabendo é que a série, agora na sua sétima temporada, chegou ao seu ápice. E o fim de uma era se aproxima.

 continue lendo »

Charlie Sheen: WTF?

Televisão terça-feira, 08 de março de 2011 – 9 comentários

Como vocês devem saber, Charlie Sheen é o protagonista da série de comédia Two and a Half Men (No Brasil, Dois Homens e Meio). Sheen se envolveu em vários problemas desde outubro do ano passado (Que eu lembre agora), quando foi encontrado drogado em um hotel com uma prostituta presa no banheiro (Ou armário, algo assim) que dizia estar “temendo por sua vida”. Desde desse episódio ele já entrou na reabilitação, saiu dela, declarou ter desistido de seu plano de ficar trancado com atrizes pornô em sua mansão em uma orgia, perdeu a guarda dos filhos e finalmente, no dia 25 de fevereiro deste ano, Sheen criou uma confusão homérica com a produção de sua série e com a rede de TV CBS e as gravações da oitava temporada da série foram suspensas, apenas um dia depois do anúncio de que a série voltaria.

Agora Charlie Sheen pede, para voltar a gravar a série, que seu salário seja aumentado de dois pra três milhões de dólares por episódio e também um pedido de desculpas formal da CBS.

CHARLIE, WTF? continue lendo »

confira

quem?

baconfrito