The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)

Televisão terça-feira, 01 de novembro de 2016 – 1 comentário

Sim, eu resolvi assistir a um novo anime. Eu pensei: Porra, faz muito tempo que eu abandonei animes e desenvolvi meus preconceitos para com eles, talvez esteja na hora de dar uma nova chance pra alguma coisa. E aí eu tentei assistir The Seven Deadly Sins e eu to mais arrependido do que quando assisti Warcraft.

 continue lendo »

Tá bom, vamos falar sobre animes. Mas não muito (bem)

Televisão sexta-feira, 05 de junho de 2015 – 3 comentários

Preconceito. Essa é a palavra certa para definir esse texto. Animes são uma grande porcaria. Se tem uma coisa que me irrita nesse mundo é anime. Que porra é aquela? Mas se tem uma coisa que me faz ter ainda mais ódio de anime são os fãs de anime. Puta que me pariu! Não tem gente mais irritante do que fã de anime. E não to falando isso porque eles se fantasiam e saem por aí achando que são desenhos, bom, pelo menos não somente por isso, mas porque eles são chatos mesmo. Porém, não existe alma que tenha habitado o corpo de um jovem durante a época em que a Manchete ainda existia, que não tenha assistido um anime. E as vezes eu me pergunto: Os animes eram melhores naquela época ou os fãs retardados de animes me fizeram odiar animes?


continue lendo »

Pokemon – The Origin

Televisão terça-feira, 15 de outubro de 2013 – 4 comentários

Como eu sei que cês são umas lesmas remelentas e não prestaram atenção, apesar de eu ter falado umas setenta vezes, vou repetir: Com o lançamento de Pokemon X & Y, a Nintendo resolveu financiar um anime que seguisse toda a história dos jogos originais pra Gameboy. A menos que cê tenha passado os últimos seis meses na Antártica lutando contra zumbis num filme B, cê acompanhou toda a lenga-lenga ao redor desse lançamento. E, se foi fã de Pokemon na infância, aposto que, tamanha suas alegria e felicidade ululante, cê vibrou mais que aquele aparelhinho cor-de-rosa suspeito que sua mãe guarda na gaveta de calcinhas e que ela insiste em te falar que é um porta-batom.

De qualquer jeito, nada importa agora! A nostalgia fala mais alto nessas horas e por mais que você seja uma pessoa popular, madura, bem sucedida na vida e no amor… CARALHAS! É POKEMON, SEU BORRA-BOTAS FASCÍNORA! Aperta o botão de mais e vem pular feito retardado com a gente!

 Red e Green, os potragonistas.

continue lendo »

Por que você nunca, jamais, em hipótese alguma, deve assistir a um anime!

Televisão quinta-feira, 03 de outubro de 2013 – 16 comentários

ATENÇÃO: O texto a seguir provavelmente não é um exagero. Caso você comece a sentir estresse incomum após a leitura do mesmo, a equipe de primeiro socorros do Bacon se reservará ao direito de medicá-lo com pornô suficiente para tornar qualquer um garoto(a) propaganda da Prestobarba. Se persistirem os sintomas, um pote de dois litros de vergonha na cara deverá ser-lhe enfiado ânus acima.

Já comentei com vocês que é um artigo humorístico? continue lendo »

Sobre fãs chatos, bichinhos amarelos que soltam raios pelo cu e a infância de muita gente

Televisão quarta-feira, 21 de agosto de 2013 – 6 comentários

Àqueles que porventura não sabem, mês que vem teremos uma nova geração de Pokemon. É, dos bichinho coloridos que ficavam gritando numa voz extremamente fina e atacavam violentamente uns aos outros até morrerem desmaiarem, lembra? Pois é, cês curtiram o desenho na infância, jogaram no Game Boy e tals, mas, uma hora, acabaram crescendo.

Ou ficaram amargurados e resolveram ir infernizar a vida das pessoas normais em fóruns da internet. [Nota do editor: Pessoas normais não frequentam fóruns de internet.] continue lendo »

Meu Amigo Totoro (Tonari no Totoro)

Filmes bons que passam batidos terça-feira, 20 de março de 2012 – 3 comentários

 Mei é uma jovem que encontra uma pequena passagem em seu quintal, que a leva à um lendário espírito da floresta conhecido como Totoro. Sua mãe está no hospital, e seu pai divide o tempo entre dar aulas na faculdade e cuidar de sua mulher doente. Quando Mei tenta visitar a mãe por conta própria, se perde na floresta, e só o grande e fofo Totoro pode ajudar a menina a achar o caminho de volta para casa.

É, eu sei. Vou falar de um anime, ato normalmente passível de expulsão imediata. Mas calma, é uma obra do Hayao Miyazaki. Ok, isso não deve ter ajudado muito. O cara que fez A Viagem de Chihiro, melhorou? E ele tem crédito, sendo um dos poucos expoentes da estranha terra do sol nascente que não é assustadoramente bizarro. Tá, até é. Mas no bom sentido. Enfim, o filme, o filme. O Meu Amigo Totoro é a segunda obra do Miyazaki. E apesar de ter muitas semelhanças com os seus futuros e mais famosos projetos, diferentemente deles, cujas sutilezas costumam atrair mais adultos do que crianças, esse é um filme essencialmente infantil. De novo, no bom sentido. continue lendo »

Mídias Desmerecidas

Nona Arte quarta-feira, 10 de novembro de 2010 – 4 comentários

Eu sei o que você está pensando. Mais uma coluna em que eu, do alto de meu mau humor e ódio geral a tudo que possua um código genético, irei reclamar sobre a pouca atenção que HQs recebem. E, parcialmente, você está certo. Pela duomilésima vez nas últimas 36 horas, irei bater de novo nesta tecla. Mas, não se reprima preocupe, não vai ser como das outras vezes. Vai ser pior, pois falarei de outras mídias ignoradas que não os quadrinhos.

Comecemos pelo irmão mais velho das HQs: Os livros.

 Q

continue lendo »

Afro Samurai (X360, PS3)

Games domingo, 21 de dezembro de 2008 – 5 comentários

Sabem, eu nunca fui muito com a cara desse negócio de fazer preview. Na maioria das vezes as informações que estão disponíveis antes do jogo são altamente enganadoras, com os desenvolvedores sempre liberando vídeo e cg’s espetaculares de jogos que acabam sendo uma bomba.

Porém, no caso de Afro Samurai, acho que vale a pena comentar. O jogo, que deve sair pro X360 e PS3 no começo de 2009, é baseado num anime que você DEVERIA conhecer. Vê aí se não é do cacete:

continue lendo »

Ghost in the Shell na mão da DreamWorks

Cinema terça-feira, 15 de abril de 2008 – 1 comentário

Bom, a algum tempo atrás, Atillah fez uma matéria sobre a série Ghost in the Shell, fazendo um ótimo resumo de todas as mídias que existiam sobre essa ótima série animada.
A DreamWorks, responsável pela produção e distribuição de sucessos como Shrek, Bee Movie e outros filmes fodas que todo mundo já deve ter visto adquiriu os direitos de produção de um filme sobre esse anime. O filme, que será um live action com cenas em 3D tem por enquanto a responsabilidade de seu roteiro nas mãos de Jamie Moss, roteirista do filme Street kings (que estreará nessa sexta feira) e terá a produção de Avi Arad, Ari Arad e Steven Paul, conhecidos por outras adaptações de séries e HQ’s como Motoqueiro Fantasma.

Naruto: Ultimate Ninja 3 (PS2)

Games quinta-feira, 03 de abril de 2008 – 8 comentários

Ok, vocês já devem estar cansados de jogar Naruto, não importa em qual videogame. Claro, mas esse é em inglês E bom! Que milagre é esse? É a febre de Naruto finalmente alcançando seu ápice no ocidente. Sabe quando você pega um jogaço de Dragon Ball Z pro PS2 numa língua que você realmente entende? É a mesma coisa aqui. Naruto: Ultimate Ninja 3 é o melhor jogo de Naruto pro PS2.

Agora você consegue ler os nomes!

E não só porque ele agora é legível, e sim porque ele realmente une vários pontos positivos, como jogabilidade apurada, gráficos bonitos e uma quantidade de extras absurda. Vamos contar: Além do modo história e do versus, ele conta com training (Que vale a pena), minigames para passar o tempo, um modo missão grande mesmo, inúmeros badulaques pra comprar (Tá, não tão animador assim) e aproximadamente 40 personagens pra jogar, todos customizáveis. Como assim, customizáveis?!? Simples. Todos eles possuem vários especiais diferentes e podem modificar suas habilidades secretas de acordo com sua vontade.

Olha o tamanho dessa lista, cara!!!

OMG! Então o jogo é perfeito, Black? NÃO, nem ferrando. Apesar das qualidades, NUN 3 tem sim seus defeitos e feios. O primeiro deles é o modo raso como ele trata a história do animê, dando seus deslizes em momentos que mereciam maior atenção. Aliás, ele adapta a versão estado-unidense do mangá/animê, ou seja… CENSURA!!! É nojento ver que não há sangue e partes da violência simplesmente SOMEM. Alguns produtores merecem cometer harakiri por causa disso.

ó o que faço com você, cara da censura!

Outra desvantagem é que esse não é um jogo para todos os gostos. Claro que se você odeia a obra você vai passar longe, mas, se você quer conhecer ou ao menos acha interessante, deveria estudar um pouco antes. Afinal, será ridículo você jogar com alguém que conhece, pegar um personagem aleatório que seja fodão e não entender NADA do que ele faz . Pior ainda se ganhar, porque seu amigo(a)/colega/parceiro sexual vai querer usar a kunai dele pra arrancar seus colhões (Se você tiver) e fritar de lanche.

Ah sim, NUNCA ache que o jogo acabou só porque destravou o que parecia ser tudo. Como eu disse antes, ele é recheado de extras e abrir até o último personagem vale á pena. Explore todo o modo de missões para encontrar itens que vão transformar aquele seu ninja ridiculamente forte em um Kratos da vida. Ou quase isso.

Esse é o próximo da lista… Que venha logo!

Naruto: Ultimate Ninja 3


Plataformas: PlayStation 2
Lançamento: 2008
Distribuído por: TOMMY
Desenvolvido por: Bandai
Gênero: Luta

confira

quem?

baconfrito