Cinquenta tons mais a fundo

Livros segunda-feira, 04 de março de 2013 – 7 comentários

Pleno 2013 e ainda estamos aí, numa sociedade sexista, controladora, homofóbica, xenofóbica, transfóbica e extremamente sutil. É, esse sistema em que a gente vive, pra se manter, precisa passar seus ideais pra frente, por mais imbecis que os mesmos sejam.

Não vou falar que jogar videogame te transforma numa pessoa violenta. Nem que Yu-Gi-Oh é coisa do demônio. Tô falando de um buraco bem mais baixo. Especificamente, quero falar de dois livros voltados pro público jovem que se passam por feministas e libertadores.

 continue lendo »

Leitura Comentada: O Nome da Rosa, de Umberto Eco (Parte 4 – Final)

Livros quarta-feira, 26 de setembro de 2012 – 3 comentários

Finalmente, após dias de árduo trabalho, intensa dedicação e exaustiva persistência, finalmente chegamos ao final de O Nome da Rosa, onde Guilherme e Adso se metem em incríveis aventuras que irão abalar sua tarde, além de se darem conta de as coisas podem ser mais simples do que parecem.

 continue lendo »

Leitura Comentada: O Nome da Rosa, de Umberto Eco (Parte 3)

Livros quarta-feira, 19 de setembro de 2012 – 0 comentários

Se na segunda parte metade do livro já tinha ido, agora, entre os dias quatro e cinco chegamos à metade da trama, onde coisas são resolvidas, novas coisas surgem e coisas coisam o tempo todo.

 Hellboy após uma noite muito loka no mosteiro.

continue lendo »

Leitura Comentada: O Nome da Rosa, de Umberto Eco (Parte 2)

Livros sexta-feira, 14 de setembro de 2012 – 2 comentários

Pois bem, dando continuidade ao projeto, finalmente cheguei ao terceiro dia, que é muito mais legal que o segundo que é bem mais legal que o primeiro… Não que monges mortos sejam legais, mas é que… Ah, foda-se.

 Zóclos.

continue lendo »

Leitura Comentada: O Nome da Rosa, de Umberto Eco (Parte 1)

Livros segunda-feira, 10 de setembro de 2012 – 0 comentários

Como sou vagabundo e inocente, decidi ter uma nova ideia: Pegar um livro famoso e ligeiramente grande e ao invés de lê-lo e fazer uma resenha, ir lendo aos poucos e fazendo textos de tempos em tempos, falando sobre minhas impressões de cada parte do livro… Falando assim soa complicado, mas é bem fácil na real e me dá material pra vários textos, e o primeiro (E provavelmente último) escolhido foi O Nome da Rosa do Umberto Eco.

 Eçe merrrmo.

continue lendo »

Minha trajetória de leitor, que pode ser a sua

Livros quinta-feira, 16 de agosto de 2012 – 6 comentários

Outro dia, eu tomei um pequeno esporro do todo poderoso filósofo-rei Pizurk que me fez refletir um pouco sobre a quantas anda minha vida “intelectual”. A resposta foi um grande “nada boa”, porque em um certo ponto do fim da minha adolescência (Até parece que ela acabou ainda) eu percebi que troquei os livros pelos seriados e internet, e claro, isso só poderia ter dado muito errado, como deu. continue lendo »

Praticando a arte do desapego

Livros sexta-feira, 10 de agosto de 2012 – 2 comentários

Adoro cuidar dos meus livros. Organizá-los na estante e catar algum pra ler um ou dois parágrafos marcantes são coisas prazerosas, e sei que quase todos vocês concordam comigo. Meus livros – incluindo também as revistas, quadrinhos e mangás – são como filhos. Filhos cujo custo-benefício vale a pena, claro.

Mas às vezes dá pena ver alguns volumes abandonados na estante, criando poeira, principalmente quando eles significaram tanto pra mim em algum momento. Pensando nisso, será que não é melhor… Doá-los?

 GAH!

continue lendo »

Bem-vindos à Skynet 0.1

Livros segunda-feira, 18 de junho de 2012 – 2 comentários

Façamos de conta, por um momento, que estamos alguns anos no futuro, algo como 2015, 2018, e que a tecnologia recém apresentada nas feiras do setor seja a do reconhecimento de voz. Sim, eu sei que isso já existe, mas não é algo perfeito, então imaginemos que finalmente conseguimos produzir tal tecnologia de forma plenamente satisfatória, e que ela pode ser “embutida” em tudo, de celulares à televisores. Além dos aparelhos “clássicos”, surge um novo utensílio (Ou aplicativo): Um que escreve absolutamente tudo que você fala, preenchendo “cadernos” e mais cadernos.

 continue lendo »

Christian Jacq e seus livros que fazem a gente amar a História

Livros quinta-feira, 07 de junho de 2012 – 1 comentário

A grande maioria das pessoas acha que ler é um saco; e é quase unânime a opinião de que história é outro saco, principalmente por conta da maneira pouco dinâmica e maçante que os dois são ensinados na escola. Logo, livros de história deveriam servir apenas pra serem queimados, estraçalhados e enfiados, em forma de rolinhos, nas bundas de quem nos irritam – não necessariamente nessa ordem. Claro, eu sei que todos os leitores do Bacon são lindos, cultos, inteligentes e sensuais, mas tenho certeza que cês conhecem no mínimo duzentas mil quatrocentas e oitenta e duas pessoas que pensam assim. continue lendo »

Da arte de ter um blog sobre literatura

Livros terça-feira, 05 de junho de 2012 – 0 comentários

Estava eu assistindo o episódio infelizmente não-semanal de Top Gear quando derrepemte me veio a mente algo totalmente não relacionado: E esses blogs sobre livros? Deixando de lado as constantes “promoções” para ganhar um livro, o que eles oferecem, qual o ponto… O que caralhos estes filhos da puta fazem?

 Imagem randômica para ninguém ficar triste.

continue lendo »

busca

confira

quem?

baconfrito