Não, não é só papel

Livros segunda-feira, 26 de abril de 2010 – 5 comentários

Devido à recente ameaça sofrida por mim no último post, deixarei de trollar o Egotista por agora. E é também devido aos comentários do último post (Clica alí no primeiro link) que me deparo com o tema do post de hoje:

É só um livro.

Para deixar claro desde agora: “É só um livro” O CARALHO!!! continue lendo »

Guerra Civil

HQs sábado, 24 de abril de 2010 – 3 comentários

Ae galera! Bem vindos ao resumo semanal! Semana passada acabei não conseguindo entregar a tempo da publicação, mas foi por uma boa causa, acreditem. Enfim, essa semana vamos falar sobre o evento que fez uma grande parte da galera que não lia HQs começar a ler e dos que liam e tinham parado voltar (Incluindo eu!), a Guerra Civil. continue lendo »

Nem só de americanos vivem as HQs II

HQs terça-feira, 20 de abril de 2010 – 3 comentários

Como disse na última coluna, nem só de HQs americanas vivem os fãs de quadrinhos, já que pelo mundo temos boas histórias espalhadas na nona arte. E comecei falando primeiramente dos Fumetti que fazem um bom sucesso aqui em terras brasilis.

Mas, dentro da Europa, existem outras obras que trazem uma boa leitura, e, nos dias atuais, se não encontramos essas obras nas bancas e sebos, é possível achar algumas delas disponíveis na internet. E vou tratar nessa coluna da Banda-desenhada franco-belga que tem algumas características diferentes das tradicionais HQs, a começar pela forma, já que ela tem em média entre 40 e 60 páginas e são publicadas em álbuns de luxo, com papel de alta qualidade, em cores, no tamanho A4 e com capa dura (O que explica o alto preço, mas vale a pena). continue lendo »

Nem só de americanos vivem as HQs

HQs sexta-feira, 16 de abril de 2010 – 3 comentários

Tem um ditado bíblico que diz que “nem só de pão vive o homem”, e parodiando isso para as HQs podemos dizer que “nem só de DC e Marvel vivem os quadrinhos”.

 Tem gente que acha que é assim.

Apesar de curtir muito as histórias de super-heróis, sempre tive a mente aberta para todo tipo de quadrinhos, incluindo Disney e Maurício de Sousa, entre outros que circulam pelo mundo. E com isso, quero mostrar algumas obras legais, que não pertencem ao mundo de quadrinhos americanos, e a idéia é dar um giro no mundo das HQs. E claro, não poderiam ficar de fora os Fumetti, os famosos quadrinhos italianos, e é por onde começaremos. continue lendo »

Guerra Secreta

HQs sábado, 10 de abril de 2010 – 2 comentários

Fala bandinerd! Na verdade eu não esqueci esquecido, e sim tava em dúvida se valia a pena falar sobre. Li, reli, pensei, matutei e cheguei a conclusão que valia a pena um texto. Ela se deu entre Vingadores: A Queda e Dinastia M, e por ser uma saga pequena e quase sem tie-ins, eu quase nem considero a Guerra Secreta um grande evento, mas ela tem um acontecimento importante: o desaparecimento de Nick Fury. continue lendo »

Dinastia M

HQs sábado, 03 de abril de 2010 – 11 comentários

Bem vindos ao próximo capítulo do universo Marvel! A Dinastia M! Pra mim, a melhor das super sagas que aconteceram nessa década. Envolvendo um mundo onde os mutantes são maioria, os heróis principais têm futuros alternativos em suas revistas e tu pode ler só a revista principal pra entender, essa é uma baita saga sem frescura e legal pra caralho! Recomendo a todos. continue lendo »

Vingadores: A Queda

HQs sábado, 27 de março de 2010 – 2 comentários

Salve galera! Bem vindos a minha saga de textos sobre HQs. Nela, inicialmente, vou explicar para vocês o funcionamento do universo Marvel com humor, alegria, sagacidade e pornografia. Ok, sem pornografia. Mas vou tentar dar uns resumões do que andou rolando no maravilhoso mundo das HQs para todos os infiéis que não acompanham as revistinhas semanais. continue lendo »

O Limite dos Heróis

HQs sexta-feira, 26 de março de 2010 – 1 comentário

No decálogo bíblico há um mandamento que os heróis em quadrinhos – pelo menos a maioria – parecem seguir: “Não matarás”. Mas em muitas histórias vemos fatos e acontecimentos que testam o limite em se manter tal ideal. E se você não gosta de spoiller pare de ler agora mesmo. continue lendo »

Propagandeando

Nona Arte quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 1 comentário

Terça-feira, pouco depois de meio-dia. Você, estudante ou trabalhador esforçado, está a meio caminho do conforto de sua casa ou restaurante predileto antes de voltar à faina e/ou aos livros técnicos/didáticos. A vinte metros do semáforo, este, com o único propósito de lhe sacanear, muda do verde para o amarelo e, em poucos segundos, para o vermelho, lhe impedindo – teoricamente – de passar pelo cruzamento. Nos próximos trinta segundos, o carro em que você se encontra (Não importa se próprio, emprestado, alugado ou da boa pessoa que está desperdiçando tempo e combustível lhe dando carona) será abordado por um séquito de gordinhas ruivas enxame de distribuidores de panfletos, geralmente propaganda de supermercados, concessionárias automotivas e shows vagabundos. Os panfletos, assim que recebidos, passarão pelo antigo ritual de ser olhados de relance e jogados na lixeira, chão ou console do carro, sendo a etapa de amassamento não obrigatória. continue lendo »

Quadrinhos como forma de publicidade

Nona Arte quarta-feira, 22 de outubro de 2008 – 2 comentários

Se tem uma coisa que eu sempre comentei, e ainda comento, em qualquer assunto relacionado à publicidade é sobre o forte poder que os quadrinhos têm para divulgar alguma coisa, principalmente para o público jovem.
Apesar dos quadrinhos ainda serem vistos como algo infantil, quase todo mundo, seja adulto ou criança, já parou para olhar alguma pequena historinha de um pênis com gonorréia falando “use camisinha”, ou um pneu ensinando como acabar com a dengue. Esses dois exemplos são bem comuns por ai, pequenas cartilhas sobre dengue e AIDS em forma de quadrinhos, tentando educar adultos e jovens. É uma ótima maneira de divulgar o seu produto/serviço porque todo mundo pára pra ver isso, nem que seja só pra ler um quadro, mas pára.

Já tem algum tempo que esse método de publicidade é usado, e ele se expandiu, saindo das margens dos informativos (geralmente sobre doenças). Hoje grandes marcas já anunciam nesse tipo de mídia e o retorno geralmente é bom.

A igreja já usou essa forma de divulgação na Inglaterra, em 2007, quando publicou quadrinhos com traços mangá em seus cartazes de campanha vocacional, com o objetivo de atrair jovens e até mesmo adultos. Uma forma inovadora para divulgar uma mensagem aos jovens, ainda mais por se tratar de uma igreja.

A Fiat utilizou a mesma técnica esse ano quando passou a publicar em jornais e revistas pequenas tirinhas contanto os depoimentos das pessoas que dirigiam um Fiat.
A Microsoft, numa tentativa de diminuir a pirataria dos seus softwares, criou uma HQ contra a pirataria.

Partindo para webcomics, a OI lançou mês passado histórias em quadrinhos com o titulo de A Corporação. Um trabalho totalmente brasileiro e que divulga de forma sutil a OI e ainda cria uma boa imagem para empresa, pois a idéia dessa campanha é dar espaço para os quadrinhos nacionais.
Outra webcomic famosa é a do seriado Heroes, que funciona como um viral para o seriado.

A política não fica de fora disso, é comum ver histórias em quadrinhos que contam a vida de um vereador, de um prefeito e etc. Mas não tem como falar de política sem falar das eleições norte-americanas. No dia 1º de outubro foram lançadas duas comics contando as histórias de Barack Obama e John McCain.

Mas Obama foi mais longe, conseguindo o apoio de Savage Dragon.

Também conseguiu uma capa mostrando a vice de McCain afugentando narradores (piada interna norte-americana).

E por ultimo, mas não menos importante, ou aliás, o melhor, conseguiu um desenho do Alex Ross, numa paródia de Super-Homem.

Uma ótima jogada de publicidade do candidato Obama, com isso ele já garantiu pelo menos 90% da população nerd dos Estados Unidos.
Ainda existem muitos outros exemplos e ainda vão existir muitas marcas anunciando assim, o que é ótimo para o mercado de HQs, pois assim ele só tende a crescer e ter mais visibilidade.
Então, se você não sabia agora você sabe, quadrinhos vão MUITO além de uma simples história desenhada. E essa é só uma das muitas maneiras de uso de um quadrinho. Quadrinhos servem tanto para lazer como para educar, informar, divulgar e outras coisas, passando pelo público infantil ao público adulto.

confira

quem?

baconfrito