Ardil-22 (Joseph Heller)

Livros segunda-feira, 20 de agosto de 2012 – 1 comentário

Existem livros bons. Existem livros médios, livros ruins e livros do Paulo Coelho. Mas também existem aqueles que possuem algo de especial. Os quais você começa por acaso e deixa o livro que estava lendo antes de lado até acabar, seja ele bom, médio ou ruim. E continua não lendo o do Paulo Coelho. O Ardil-22 é uma dessas obras. E ele se sobressai por vários motivos. Mas principalmente, por ser absurdamente engraçado. Na verdade, eu não lembro de já ter lido um livro tão engraçado. Ah, sim, tem o Pulp, do Bukowski. Sério, leiam lá também. Mas antes, falemos do único ardil que havia, o Ardil-22. continue lendo »

Guerra: 1939-1945 (Conrad)

HQs terça-feira, 23 de agosto de 2011 – 2 comentários

Uma das áreas do Bacon onde eu menos escrevo é a de quadrinhos. Isso acontece porque eu tenho poucas HQs; aliás, raramente compro uma, devo ter uma dezena delas aqui. Para o “colecionador de quadrinhos” (Estereótipo que corresponde assustadoramente bem com a realidade) isso pode parecer heresia e gente como eu não deveria escrever debaixo da categoria de HQs do Baconfrito. Não, eu não tenho todas as revistas obscuras do Homem-Aranha e nem tenho coleções inteiras que nunca li e só compro pra juntar em pilhas pela casa. Em oposição a isso, coleciono HQs que me pareçam singulares o suficiente, ou que me reportem à realidade, ao ser humano, à história. Costumo dar bem menos valor à super-heróis, na acepção abrangente do termo (Principalmente suas versões modernas, que vivem de estórias vazias), e colocar toda a minha atenção em dramas verdadeiros, em revistas únicas, em alguns raros “heróis” que me chamam a atenção, etc, etc.

Por esses e outros motivos explicados acima que gosto tanto de Will Eisner, por exemplo; por isso que leio heróis como o Spirit, Batman, Capitão América; por isso que procuro sempre nas bancas e livrarias coisas que me surpreendam, me fascinem.

Recentemente fui surpreendido, e é isso que venho contar hoje. continue lendo »

2030: uma odisséia no espaço

Livros sábado, 04 de setembro de 2010 – 1 comentário

Que as coisas hoje em dia tão caminhando pra merda todo mundo sabe, mas será mesmo que as gerações anteriores vão reclamar das novas gerações? Quero dizer, 30 anos atrás estávamos lutando pelas eleições diretas, dez anos depois disso entramos no que eu chamo de “vamos fazer paz”: Acabou a Guerra Fria, as ditaduras, a maior parte dos países africanos já eram idependentes e todos concordavam com a não utilização de outra bomba atômica.

Em 2000 teve gente se matando por causa do Apocalipse (Não o da Marvel) e no ano seguinte entramos no século da modernidade, o século XXI. E no século vinte e um continue lendo »

Wingmen – Estratégia/Guerra/Avião

Jogaí segunda-feira, 30 de agosto de 2010 – 0 comentários

Independence Day é passado. Wingmen te deixa à par da situação: Uma invasão alien e você irá comandar as tropas mercenárias enquanto as bichinhas do exército correram pra fugir.

Jogo legalzinho, apesar de não ter upgrades… O QUÊ, NÃO TEM UPGRADES? É, não tem. continue lendo »

Iwo Jima – O Portal da Glória (Sands of Iwo Jima)

Filmes bons que passam batidos domingo, 08 de agosto de 2010 – 0 comentários

John Wayne é conhecido até hoje pelas suas atuações como cowboy marrento nos filmes de velho-oeste, mas em 1949 ele se distanciou completamente desse estereótipo que criou pra si e interpretou o Sargento “Marine” John Stryker. Certo? Não exatamente. Wayne podia não estar de cowboy, mas a marra estava lá, sempre. É importante esclarecer esse ponto, pra quem nunca assistiu o filme, é só imaginar John Wayne com a mesma fala arrastada e pose de eu-sou-o-cara-durão. Enfim.

 continue lendo »

Epic War 4 – Guerra/Estratégia

Jogaí sábado, 31 de julho de 2010 – 1 comentário

Quem ae já jogou Epic War?

Eu não acredito que você não tenha jogado ainda. Cara, está no quarto volume já, e é um sucesso. Faz o seguinte, procura os outros e depois passa aqui. continue lendo »

Crush The Castle 2 – Tiro, Guerra, Habilidade, WTF looll

Jogaí segunda-feira, 12 de julho de 2010 – 0 comentários

Meus olhos brilharam. “Eu não acredito”, falei. “Pois pode acreditar!”, disse meu Opera Browser 10.54. Crush The Castle, um dos mais bem sucedidos jogos em flash, que tem até versão pra iPhone, estava com uma continuação concluída, feita na surdina, sem alarde.

Mas o que diabos tem esse jogo de legal? Se você não curtiu o primeiro, vou contar rapidinho. Trata-se de destruir castelos com uma catapulta. Tem algo melhor? É só mirar, tacar as pérda, e pronto. Melhor que isso, só se você pudesse fazer suas fases e compartilhar. Epa, neném! Dá pra fazer isso também. continue lendo »

Bastardos Inglórios (Inglourious Basterds)

Cinema quinta-feira, 08 de outubro de 2009 – 5 comentários

 Nos primeiros anos da ocupação alemã na França, Shosanna Dreyfus testemunha a execução da sua família pelas mãos do coronel nazista Hans Landa. Shosanna consegue escapar e foge para Paris, onde muda de nome e assume a identidade de uma dona de um pequeno cinema. Em outro lugar da Europa, o tenente Aldo Raine organiza um grupo de soldados judeus americanos para colocar em prática uma vingança. Posteriormente conhecido pelos alemães como os “Os Bastardos”, o grupo de Raine junta-se à atriz alemã e agente secreta Bridget Von Hammersmark em uma missão para eliminar os líderes do Terceiro Reich. E o destino junta todos no mesmo cinema, onde Shosanna tramou um plano de vingança próprio.

Antes de mais nada, devo dizer que gosto de filmes de guerra e filmes pipoca, então é capaz dessa resenha soar levemente fanboy, mas eu quero é que se foda. continue lendo »

FFR – Patapon 2 (PSP)

Games sexta-feira, 15 de maio de 2009 – 3 comentários

Não sabe o que é isso? Veja a introdução aqui.

Patapon 2 – Playstation Portable

Patapon e Patapon 2 são dois jogos que serão lembrados como clássicos injustiçados no futuro. São dois jogos tão bem-acabados na sua proposta que certamente serão alvo de culto dos jogadores que os redescobrirem daqui a dez anos.

continue lendo »

Milagre em Sta. Anna (Miracle At St. Anna)

Cinema quinta-feira, 30 de abril de 2009 – 1 comentário

Adaptação do romance de James McBride, ambientado durante a Segunda Guerra, que conta a história de quatro soldados americanos que fazem parte da 92º Divisão Buffalo Soldier – formada apenas por negros. Baseados na Toscana, Itália, em 1944, esses quatro homens caem numa armadilha preparada pelos nazistas. E acabam se separando quando um deles decide arriscar sua própria vida para salvar um garotinho italiano. continue lendo »

busca

confira

quem?

baconfrito