DreamWorks ou Disney/Pixar? – Parte I

Televisão quarta-feira, 01 de abril de 2009 – 2 comentários

Na semana que a DreamWorks lança mais um desenho que será sucesso de bilheteria, lanço a questão:

Qual você prefere, a diversão e os dubladores (originais) famosos da DreamWorks ou as obra-primas da Disney/Pixar?

Antes de mais nada, este artigo – que é quase uma série – não tem como objetivo alimentar picuinhas ou provocar a discórdia entre fanboys deste ou daquele estúdio, é só mostrar a guerra saudável (?) e a qualidade e destaques das duas produtoras.

Voltando à programação normal.

continue lendo »

Os anti-heróis dos filmes animados

Televisão quarta-feira, 25 de março de 2009 – 0 comentários

Semana passada, coloquei aqui o Top 10 de anti-heróis dos desenhos animados, agora, como prometi, vou colocar os anti-heróis dos filmes de animação.

Teoricamente era para ser exclusivamente com desenhos da Disney, mas como faz tempo que a empresa do Mickey não apita sozinha nesse ramo, vai uma mistureba boa aí.

Aproveitem e, como sempre, concordem, discordem, xinguem, mas comentem.

Ah, só para lembrar que japoneses, heróis que começaram nos quadrinhos, entre outros, não contam, ok.

continue lendo »

Disney terá primeira princesa negra em seus desenhos

Cinema sexta-feira, 20 de março de 2009 – 1 comentário

Finalmente a empresa do velho Walt terá uma princesa negra no próxima longa batizado de “A Princesa e o Sapo”, com estreia em dezembro nos EUA e início de 2010 por aqui.

A história é das mais manjadas dos contos de fadas e clichês de amores impossíveis.

Prestenção na história.

continue lendo »

Princesas machos da Disney

Primeira Fila sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009 – 8 comentários

Passei as últimas semanas vendo muitos desenhos da Disney em casa. Parte pros momentos que queria desligar o cérebro, parte porque queria ganhar um cheveirinho da blockbuster percebi que não sei NADA de desenhos ao jogar Scene It – Disney na casa de uma amiga. O fato de eu ser meio lenta também não deve ter ajudado no jogo. O caso é que decidi ser fã da Disney depois de grande, já que pelo visto minha mãe concordava com o Théo. E eu era fã antes mesmo de ver os filmes. continue lendo »

HQs: Onde e como consegui-las

Nona Arte quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009 – 3 comentários

Certo, depois de ler o título, você já pensou nos lugares mais comuns: livrarias e bancas de jornal. Todos os lançamentos e clássicos estarão lá, esperando ser resgatados daquelas prateleiras pelo seu belo e precioso dinheiro. Se você não conseguir encontrar o que quer nos locais acima, vai tentar seu último recurso (ou primeiro, vai saber): a Internet. Mas, e se você não conseguir a 1ª edição do gibi dos Trapalhões no eBay, Submarino ou qualquer outro site?
continue lendo »

As animações sem criatividade da década de 90

Televisão quinta-feira, 06 de novembro de 2008 – 15 comentários

É engraçado como uma semana passa rápido.

Parece que foi ontem que estava em Guarujá sem internet, telefone, sol, comida e bebida e quase não entreguei a coluna.

De volta à civilização, continuarei com os estilos de animações que dominaram a década de 90.

Vídeo-desenho-games

São os desenhos que se inspiraram em sucessos de games famosos. Sendo, muitas vezes, uma porcaria total.

Aqui entra Sonic, Super Mario World e Mortal Kombat, ambos não muito legais e muitas vezes sem graça nenhuma.

Tem que estudar para ganhar diploma

Um pouco melhor, pelo menos nesse aspecto, foi Street Fighter, embora fosse fraquinho, se comparado ao anime, que fez muito sucesso quando passou também no SBT.

Aliás, essa série do Street Fighter poderia ser enquadrada na categoria abaixo, pois foi baseada no filme do Van Damme, mas vou levar em consideração a mídia original.

Caso raro em que a Globo cortou o título

A melhor de todas, por incrível que pareça, era Carmen Sandiego, um desenho onde uma dupla de detetives, junto com um supercomputador, tinham que encontrar a tal ladra do título.

O jogo, feito para computador e sucesso nos EUA na década de 80, não era conhecido por aqui, mas o desenho fez um baita sucesso, embora também não fosse grande coisa.

O filme é legal, então vamos fazer um desenho para faturar mais?

Mesmo comentário que fiz em relação aos desenhos inspirados em games, com a diferença que os baseados em filmes foram um pouco melhorzinhos.

Aqui dá para citar Ace Ventura, Godzilla, James Bond Jr (???), O Máskara (embora tenha saído em gibi primeiro, mas estourando na telona) e, o meu predileto, De Volta para o Futuro que contava claramente a história depois dos filmes.

Por que será que isso não deu certo?

Havia um outro, inspirado em Esqueceram de Mim, em que um garoto com a cara de Macaulay Culkin realizava desejos batendo em um luva de beisebol, mas não lembro o nome e nem encontrei em pesquisas por aí.

Enfim, nem precisam procurar, pois era uma merda também.

Desenhos inspirados em… desenhos!

A Disney sempre teve uma mania caça-níquéis, se um longa metragem fazia sucesso, logo, pimba, lançava sua continuação diretamente para o mercado de vídeo, muitas vezes enrolando o consumidor, já que geralmente não era uma continuação, e sim, uma espécie de episódio zero, contando a origem dos personagens.

Mas, na década de 90, vendo o potencial de suas animações, a empresa do Tio Patinhas resolveu faturar bem mais em cima daquela geração que engole de tudo, lançando várias animações baseadas em seus longas, muitas vezes com os protagonistas dos desenhos sendo personagens relevantes nos longas.

Se fosse só com o Linguado ou o Sebastião talvez desse certo

Nesse balaio entra Timão e Pumba (de Rei Leão), A Pequena Sereia, Peter Pan e 101 Dálmatas.

Destes, o melhor era Timão e Pumba, que passa até hoje na TV, pois o restante era aquela velha história de repetição do próprio original, sempre com a liçãozinha Disney de moral no final.

Uma perda de tempo, praticamente.

Enfim, acho que meu mau-humor afetou a coluna, embora ache que era tudo uma porcaria mesmo.

Que se lasque, semana que vem retorno com a parte final dos desenhos da década de 90.

Disney e Pixar divulga lista de lançamentos até 2012

Cinema sexta-feira, 11 de abril de 2008 – 1 comentário

Creditando o Omelete pela notícia e a lista em si, antes de mais nada. Depois, eu diria que o que vale a pena na Disney são suas animações – ainda assim, nem todas. Confira a lista:

Wall-E (27/06/2008)
Pixar
Roteiro/Direção: Andrew Stanton
Dubladores: Fred Willard, Jeff Garlin, Sigourney Weaver, John Ratzenberger, Kathy Najimy

Bolt (26/11/2008)
Disney
Direção: Chris Williams, Byron Howard
Produtor: Clark Spencer
Dubladores: John Travolta, Miley Cyrus, Susie Essman

Tinker Bell (DVD e Blu-ray, 28/10/2008)
DisneyToon Studios
Diretor: Bradley Raymond

Up (29/05/2009)
Pixar
Direção: Pete Docter
Co-direção: Bob Peterson
Roteiro: Bob Peterson
Dubladores: Ed Asner, Christopher Plummer, John Ratzenberger, Jordan Nagai

Toy Story em 3-D (02/10/2009)
Pixar
Direção: John Lasseter
Dubladores: Tom Hanks, Tim Allen, Don Rickles, Jim Varney, Wallace Shawn, John Ratzenberger

The Princess and the Frog (Natal de 2009)
Disney
Direção: John Musker, Ron Clements
Producer: Peter Del Vecho
Composer: Randy Newman
Dubladores: Anika Noni Rose, Keith David, Jenifer Lewis, John Goodman

Tinker Bell North of Neverland – título provisório (DVD e Blu-ray, 2009)
DisneyToon Studios
Direção: Klay Hall
Produtor: Sean Lurie

Toy Story 2 em 3-D (12/02/2010)
Pixar
Direção: John Lasseter
Co-direção: Lee Unkrich, Ash Brannon
Dubladores: Tom Hanks, Tim Allen, Joan Cusack, Kelsey Grammer, Don Rickles, Estelle Harris, Jim Varney, Wallace Shawn, John Ratzenberger

Toy Story 3 (18/06/2010)
Pixar
Direção: Lee Unkrich
Roteiro: Michael Arndt
Dubladores: Tom Hanks, Tim Allen, Joan Cusack, Don Rickles, Wallace Shawn, Estelle Harris, John Ratzenberger, Ned Beatty

Rapunzel (Natal de 2010)
Disney
Direção: Glen Keane, Dean Wellins

Tinker Bell A Midsummer Storm – título provisório (DVD e Blu-ray, 2010)
DisneyToon Studios
Direção: Carolyn Gair

Tinker Bell A Winter Story – título provisório (DVD e Blu-ray, 2011)
DisneyToon Studios

Newt (Metade de 2011)
Pixar
Direção: Gary Rydstrom
Roteiro: Gary Rydstrom, Leslie Caveny
Sinopse: O que acontece quando o último lagartixa-de-pé-azul macho e a última lagartixa-de-pé-azul fêmea do planeta, que se odeiam, são forçados a reproduzir para salvar todas as espécies do planeta? Newt e Brooke, o conflituoso casal, embarcam em uma aventura imprevisível e descobrem que encontrar um parceiro nem sempre é algo que se planeja – mesmo quando a opção é uma só.

The Bear and the Bow (Natal de 2011)
Pixar
Direção: Brenda Chapman
Dubladores: Reese Witherspoon, Billy Connolly, Emma Thompson
Sinopse: A mítica Escócia é o cenário da aventura de ação. A impetuosa Merida, embora filha da nobreza, preferiria entrar para a história como uma arqueira de sucesso. Confrontando os desejos de sua mãe, a princesa toma uma atitude impensada, que coloca em perigo o reino e a vida de sua família. Agora ela precisa lutar contra as forças da natureza, da magia e de uma maldição sombria para consertar seu erro.

Cars 2 (Metade de 2012)
Pixar
Direção: Brad Lewis
Sinopse: Lightning McQueen retorna á ação com seu melhor amigo Mater a reboque – e desta vez precisam levar seus passaportes, em um mundo de intrigas, ação e comédia ao redor do mundo

King of the Elves (Natal de 2012)
Disney
Direção: Aaron Blaise, Robert Walker
Sinopse: O conto de Phillip K. Dick serve de base para esta fábula sobre um homem normal do delta do Mississippi que ajuda um grupo de elfos desesperados e acaba nomeado rei dos seres fantásticos. Ao lado dos elfos, contra um malvado e ameaçador troll, o inusitado líder entra numa jornada por inimagináveis perigos – que podem dar sentido á sua vida.

Alguns clássicos, algumas continuações e… muitos clichês. Enfim, é a Disney. Mas eu admito: As animações empolgam.

Ofertas: DVD’s Toy Story, DVD’s Carros

Disney não quer saber de fumantes!

Cinema segunda-feira, 30 de julho de 2007 – 4 comentários

Sinceramente, eu nunca imaginei que fosse sorrir lendo uma notícia da Disney. Eles comunicaram quarta-feira passada que vão erradicar fumantes de seus próximos filmes.

Ou seja: Nos próximos filmes da Disney, você não vai ver mais alguém fumando, ou até mesmo FALANDO sobre cigarro. Talvez nem aquelas plaquinhas “Proibido fumar” apareçam. Tá, seria exagero até mesmo pra Disney.

Agora, eu, um anti-tabaco? Que nada, o tabaco é um dos maiores controladores populacionais do mundo, eles garantem que os metrôs não fiquem tããão lotados na hora do rush. Eu só não suporto ver atores fumando durante os filmes, acho totalmente desnecessário. No filme Clube da Luta, por exemplo, Marla Singer fuma um atrás do outro, o que a torna mais broxante ainda.

Enfim, eu não vou muito com a cara da Disney, mas achei do caraleo. Só espero que eles não comecem com campanhas anti-tabagismo, isso enche o saco.

busca

confira

quem?

baconfrito