O Incrível Hulk (The Incredible Hulk)

Cinema sexta-feira, 13 de junho de 2008 – 15 comentários

Sério, não leia essa resenha. VAI VER o filme.
Ainda tá aqui por que? Não leu a linha acima? JÍ PRO CINEMA!!!

Não vai me ouvir? Tudo bem.

Todo mundo conhece o Hulk. Aquele cara que quando se estressa fica grande, verde e rasga toda a roupa, menos a calça. Graças aos céus. Mas pouca gente conhece as nuances da história toda, como o fato do Bruce Banner querer se livrar do Hulk, por atrapalhar toda a vida do cara. Ou o real poder destrutivo do cara. Porra, nas palavras do próprio Emil Blonsky: “Ele levantou uma empilhadeira como se fosse uma bolinha de papel!”.

O filme mostra, obviamente, o Hulk porrando o Abominação, um soldado de elite que se voluntaria pra algumas experiências, digamos, perigosas. Mas também mostra o Dr. Bruce Banner tentando se livrar do seu alter-ego. E a tentativa dele de proteger seu amor, Betty Ross, dos perigos que o exército proporcionam, graças ao pai da moça, Gen. Thaddeus ‘Thunderbolt’ Ross.

Ô menino bonitinho do tio!

EFEITOS VISUAIS / SONOROS

Apenas três palavras: PUTA QUE PARIU! Cara, essa parte do filme é simplesmente PERFEITA! O Hulk em si já ficou muito parecido com o dos quadrinhos. As transformações são muito bem feitas, você olha aquilo e fala: “Eita porra!”. Até algo que alguns fanboys xiitas podem apontar como falhas, como o fato de que os pequenos ferimentos do Hulk não fecham instantaneamente, igual ao gibi [Fator de cura do Wolverine? Não é nada perto do Hulk. Noob.], são prodigios visuais. Você VÊ que o baguio foi fundo. E o som então? Puta merda, na medida. Nos momentos de paz, é aquela calma, quase inexiste som. Ai, conforme as transformações ocorrem, o som vai ficando intenso, pesado. E quando o Hulk fala o clássico “HULK SMASH!”? Foi tenebroso, ainda mais no contexto!

ENREDO

Cara, você tem noção de que conseguiram fazer uma adaptação que encaixa (heh) os personagens clássicos, como Dr. Samson ou Samuel Sterns [Que é quase certeza de que será o vilão do próximo Hulk, aliás], e mostrou uma história coesa e sem pontas soltas? É claro que deixaram aqueles ganchos pra uma sequência certa, mas nada que comprometa a história, muito pelo contrário. Se você conhece, vai ao delirio com a cena final do Sterns [Não, não vou spoilerzar].
Aliás, o Stan Lee, robert como sempre, aparece numa cena muito patife. Fora o Lou Ferrigno sendo subornado… com pizza!

Lou e seus bíceps.

PERSONAGENS

Escolhas perfeitas, cada ator/atriz encaixa como uma luva nos personagens, no contexto do filme.
Edward Norton é o Banner encarnado. Franzino, mas sem muita cara de nerd. E as caretas das transformações foram bem realistas. Liv Tyler foi exatamente a Betty que eu via no gibi: Doce, mas forte, não é uma menininha assustada, é uma mulher decidida a ajudar o amor da sua vida, mesmo depois do que aconteceu. Tim Roth ficou um Emil Blonsky véio, mas nem por isso menos fiadaputa, ainda mais no estágio intermediário, depois dos experimentos, mas antes de virar o Abominação. E o William Hurt foi um viado corno manso fdp de Gen. Ross, o que é bom, porque o personagem é um viado corno manso fdp mesmo. E os personagens secundários muito bons também, aquele 3º figurante que corre pra esquerda na cena da porradaria me convenceu!

A gostosa mocinha do filme.

EXPECTATIVA BLOCKBUSTERIANA PóS O INCRÍVEL HULK

O Incrível Hulk é o filme a ser batido, na minha opinião. Melhor que Homem de Ferro, melhor que o Batman, melhor que Hellboy, arrisco-me a dizer que foi melhor que qualquer outro filme, o melhor filme de todos os tempos!

E eu repito: VÍ JÍ VER ESSE FILME!!! E leve seu irmão, sua irmã, sua mãe, seu pai, seu cachorro, sua gordinha, sua vizinha gostosona, seu amigo nerd, seu amigo não-nerd que você não tem, o motorista do ônibus, enfim, TODO MUNDO!

Quem não for ver esse filme merece um beijinho do Abominação.

E eu vou repetir de novo: VAI LÍ VER O FILME!!! AGORA!!!!!!!!!!!!

O Incrível Hulk

The Incredible Hulk (114 minutos – Ação)
Lançamento: EUA, 2008
Direção: Louis Leterrier
Roteiro: Zak Penn
Elenco: Edward Norton, Liv Tyler, Tim Roth, Tim Blake Nelson, Ty Burrell e William Hurt

MAIS novidades sobre blockbusters Marvel

Cinema quinta-feira, 12 de junho de 2008 – 1 comentário

Pra começar, sobre o Capitão América no Hulk:

Os putos do Judão tão dizendo que NÃO, o bandeiroso não aparece no filme, segundo a produtora: “Ele (o diretor) não quis dizer o personagem Capitão América, a não ser que seja algo que eu não estou sabendo. O que aparece é o Super-Soro.”
Ou seja, vai ser alguma coisa ínfima, que ninguém vai notar na hora, tipo o escudo no Homem de Ferro.
Ou pode ser que a produtora viajou. Enfim, o foco do filme é o Hulk…

Hulk sai amanhã. Noobs.

E agora, temos uma novidade sobre Punisher: War Zone: Um teaser-trailer!
Como você já viu, o pôster saiu faz tempo.
Agora veja o teaser-trailer do filme que vai ser melhor que Hulk!

E o filme estréia dia 5 de dezembro, o ffééo viajou na maionese quando falou 12 de setembro.

RoboCop pra gente grande?

Cinema quinta-feira, 12 de junho de 2008 – 2 comentários

Um sortudo que esteve na Licensing International Expo 2008, onde foi mostrado aquele pôster do RoboCop, e também é leitor do ComingSoon, conseguiu fazer o representante da MGM abrir o bico.

Ele deu duas informações relevantes: 1ª: Esse RoboCop vai, com certeza, ter censura R [Ou seja, proibido pra menores de 17 anos desacompanhados] lá nos EUA. YEAH! SANGUE!!!!

2ª: O estúdio convidou alguns ótimos diretores para o filme, ou seja, o McG não é diretor oficialmente nem nada. Ou então eu viajei nas siglas, MGM, McG, tudo igual, cara.

RoboCop sai em 2010, quer você queira, quer não.

Capa de Amazing Spider-Man #562

HQs quinta-feira, 12 de junho de 2008 – 2 comentários

Por que isso é relevante? Dá uma olhada:

q

Putz, saga do clone de novo? Não. Bob Gale, o roteirista, jurou de pé junto que não é um clone.
Mesmo assim, deu um calafrio…
Eu chuto que tem a ver com skrulls!

Crédito pros caras do MdM, que foram ownados pelo Hulk.

Novidades sobre blockbusters Marvel

Cinema quinta-feira, 12 de junho de 2008 – 1 comentário

É isso ae, se não quiser saber sobre a história do filme do Carcaju, [Wolverine, noob.] CAI FORA!!!

Sairam umas fotos de bastidores de X-Men Origins: Wolverine, quando gravavam uma cena de praia na Austrália, que mostram o Hugh Jackman vestido de soldadinho, numa cena que parece o Dia D. Veja só:

Isso é um tronco?!
Invasão sossegada…
“Ai você vai lá e PÍ!”

Não é nada de mais, mas quer dizer que teremos cenas da Segunda Guerra Mundial. Ou seja, provavelmente também haverão os famosos implantes de memória, a época de samurai no Japão, o Caolho, em Cingapura, e outras coisas, que beleza!

X-Men Origins: Wolverine estréia dia 1 de Maio de 2009.

E sobre o ferroso, a novela do diretor continua: Iremos ter Jon Favreau no segundo filme? Segundo o executivo da Marvel David Maisel, foi oferecido um aumento SIM: “Não estamos oferecendo a mesma quantia. As pessoas acham que a Marvel é estúpida? É claro que oferecemos mais, o filme foi um sucesso.”
Então, o que se passa? Não ofereceram o bastante? O prazo é muito apertado? Onde está Wally?

Homem de Ferro 2 tá marcado pra 30 de Abril de 2010.

Estréias da semana – 13/06

Cinema quinta-feira, 12 de junho de 2008 – 1 comentário

O Incrível Hulk (The Incredible Hulk)
Com Edward Norton, Liv Tyler, Tim Roth, William Hurt, Greg Bryk, Robert Downey Jr. e Lou Ferrigno

Você não sabe como o Banner se tornou o Hulk? Noob. Ele sofreu um acidente com raios Gamma, [Diferente do gibi], que faz com que ele fique grande, forte e verde quando se descontrola. [Hulk, inclusive, quer dizer pesado, massivo em inglês] O Dr. Banner agora tenta encontrar a cura para o seu problema de glândulas, mas o exército americano é chato e quer abrir ele pra ver como fas.

Fim dos Tempos (The Happening)
Com Mark Wahlberg, Zooey Deschanel, Ashlyn Sanchez e John Leguizamo

Suspense paranóico sobre família que decide fugir de uma crise ambiental de larga escala, que se mostra uma ameça apocalíptica para a humanidade, que é forçada a combater a natureza para sobreviver. A crise é iniciada por uma suposta toxina invisível, que leva a população á loucura e induz ao suicídio.

A Outra (The Other Boleyn Girl)
Com Natalie Portman, Scarlett Johansson e Eric Bana

Na Inglaterra do século 16, uma história de intrigas, romance e traição é o pano de fundo de uma momento definitivo para a história européia. Anne e Mary são as belas irmãs Bolena que, movidas pela ambição cega da família, competem para ser a amante do Rei Henrique VIII.

Personal Che (Personal Che)
Jon Lee Anderson, Paul Berman e Jorge Castanãoeda

Depoimentos de diversas pessoas ao redor do mundo que reinterpretam a lenda de Che Guevara, provando que o símbolo histórico do revolucionário argentino sobrevive até hoje.

Um Homem Perdido (Un Homme Perdu)
Melvil Poupaud, Alexander Siddig e Darina Al Joundi

Fotógrafo francês viaja pelo Oriente Médio á procura de experiências extremas. Cruza o seu caminho um homem solitário com problemas de memória. Intrigado, o fotógrafo tenta descobrir a história desse homem, e acaba se envolvendo em uma experiência que vai mudá-lo para sempre.

Um Homem Perdido (Un Homme Perdu)

Cinema quinta-feira, 12 de junho de 2008 – 0 comentários

Como eu posso começar a falar de O Homem Perdido? É uma produção francesa de 2007, inspirada no fotógrafo Antoine D’Agata. Conta com Melvil Poupaud (de O Tempo que Resta) no papel de Thomas Koré e Alexander Siddig (de Syriana – A Indústria do Petróleo) vivendo Fouad Saleh.

O filme mostra Koré, fotógrafo francês em viagem pelo Oriente Médio á procura de experiências extremas. Cruza o seu caminho Saleh, um homem solitário com problemas de memória. Intrigado, o fotógrafo tenta descobrir a história desse homem, e acaba se envolvendo em uma experiência que vai mudá-lo para sempre.

Com essa sinopse, eu já achei meio nhé, mas fui conferir.
O filme começa bizonhamente, com Fouad fugindo de uma Beirute em guerra. Corta.
Depois, Fouad aparece num carro, junto com alguns outros passageiros, entre eles uma mulher [Boa, até]. Do nada, ele começa a bulinar ela, que não gosta muito. Numa parada, o biruta [Beirute, biruta, sacou?] segue a gostosa até o banheiro feminino, e quando ela sai, ele começa a dar uns pegas nela, que entra na dança. Ai, olhando pelo canto da parede, Koré começa a tirar fotos da cena, o que atrai a atenção de alguns policiais, que também pegam o casal no flagra [Pra quem não sabe, em países islâmicos, esse tipo de coisa é proibida em público]. Até ai tudo ok. Os dois então pegam o mesmo carro e vão parar em Amã, capital da Jordânia.

Como esse povo fuma, cara!

E ai começa a putaria [Literalmente]: Koré, que é um serelepe, começa a cair na noite, com Fouad na função de tradutor. E levar moças da vida pra trepar e fotografar. Vouyerismo total, mas quem liga? Até aparecem uns peitinhos e uma puta pelada [Boa também]. Depois de se envolver com uma das piranhas, o francês tenta descobrir sobre o passado de Fouad, que perdeu a memória, e se fecha totalmente. O fotógrafo vai se afundando pra descobrir sobre o passado do cara sem permissão, o que causa conflitos. E eu não vou contar o final do filme, quem quiser que veja.

ORRÔ!

O problema é o enredo, totalmente confuso. E com milhões de viradas animais, assim, do nada! Eu ainda mastiguei bem pra vocês aqui. Então, a não ser que você seja um metido a besta querendo passar por blasè, pule fora desse filme.

Um Homem Perdido

Un Homme Perdu (94 minutos, Drama)
Lançamento: França, 2007
Direção: Danielle Arbid
Roteiro: Danielle Arbid e Antoine D’Agata
Elenco: Melvil Poupaud, Alexander Siddig, Darina Al Joundi e Yasmine Lafitte

Vai sair o filme dos Smurfs

Cinema quarta-feira, 11 de junho de 2008 – 2 comentários

Pois é, a Sony e a Columbia Pictures pegaram os direitos que tavam na mão de Paramount e Nickelodeon, pra fazer o filme dos pequenos azuis. O roteiro tá sendo feito pelos mesmos caras de Shrek 2 e Shrek 3: David Stern e David Weiss.

Doug Belgrad, executivo da Columbia falou que “Os Smurfs são uma das franquias mais conhecidas que existem, e com uma galeria de personagens adorados no mundo todo. Estamos muito entusiasmados em apresentar a nova geração a Papai Smurf, Smurfette e os outros ‘smurftásticos’ Smurfs em toda a sua glória.”

Reza a lenda de que vão aparecer outras mulheres além da Smurfete.

Os Smurfs [Ou “Les Schtroumpfs“, no original em francês] foram criados pelo cartunista belga Pierre Culliford (a.k.a. Peyo) em 1958, mas eles ficaram famosos mesmo graças á série em desenho animado da Hanna Barbera, que durou de 1981 até 1989, com 256 episódios.

Os Smurfs, que vai misturar live action com animação [Que me lembra de Garfield, e não é uma boa lembrança…], estréia em 2009.

Confirmado remake de RoboCop

Cinema terça-feira, 10 de junho de 2008 – 1 comentário

É isso ae!
O filme policial misturado com sci-fi mais legal de todos os tempos [Talvez porque seja um dos únicos] vai ser refeito!
O site superherohype conseguiu esse banner na Licensing International Expo 2008, além de algumas imagens de C.I. Joe.

Será que vai prestar?

Em março, McG já tinha falado que queria trazer a franquia RoboCop de volta da tumba. Como o Ed Neumeier, roteirista do original falou que não sabia de nada, parece que o tio da sigla tá querendo fazer as coisas sozinho, ou na moita, vai saber.

Eu me empolguei com a idéia de um RoboCop em 2010.

Vídeo da gravação do novo cd do Sepultura

Música terça-feira, 10 de junho de 2008 – 0 comentários

O Sepultura começou a gravar um novo cd em estúdio agora em Maio, baseado no livro Laranja Mecânica [Aquele mesmo que depois virou um filme do Stanley Kubrick].
Andreas Kisser, o guitarrista, já terminou sua parte, as linhas de guitarra [Dã], enquanto o baixista Paulo Xisto está terminando as linhas de baixo [O incrivel é que o baixista é meio autista], e o Derrick Green, que não é verde mas é o vocal, terminou as letras e arranjos vocais e a parte de batera também já tá pronta, mesmo o
atual baterista Jean Dolabella traindo o movimento Sepultura, véi e juntando uma grana por ae.

Agora vejam um vídeo, com a participação especial de Caco, o Sapo. Não pergunte, assista.

Tá em inglês, se você não manja, seafood

Na boa? O vídeo é uma entrevista meio longa e beeeeem chata com o Jean e depois o Kisser, se não fosse a música de fundo, eu não ia aguentar.

Esse álbum, que ainda não tem nome nem data pra sair, é o primeiro com o Dolabella nas baquetas, que entrou no lugar do Igor Cavalera em 2006.

busca

confira

quem?

baconfrito