O Youtube é a nova TV (E isso não é bom)

Televisão segunda-feira, 11 de setembro de 2017 – 0 comentários

Houve uma época em que loucos gritaram que a televisão estava chegando ao fim. Meu tio punk, por exemplo, ficou muito feliz quando tamanho absurdo fora “anunciado”, afinal, com o fim da televisão, aquele tubo infecto de mentiras e alienações, metade dos problemas do mundo iriam acabar. Além disso, um grupo de jovens estava rebelando-se contra o sistema e gritando palavras de caos na internet, mais precisamente num lugar chamado Youtube. O segundo sol havia chegado, era a grande hora do povo, o gigante havia despertado, mas entre uma e outra caminhada acabou escorregando em gelecas e morreu afogado em uma banheira de creme da avelã. Que nem é tão bom assim, diga-se de passagem.

 continue lendo »

2 webséries muito grassadas, meu deus do céu, quanta piada grassada, cara

Webseries quinta-feira, 26 de dezembro de 2013 – 1 comentário

Apesar do título um tanto quanto duvidoso, eu realmente acho essas 2 webséries muito boas. E obviamente, se você não for o Arthur, você também deve achar. Ou não, já que aparentemente o Arthur é uma nova espécie de Gremlin e alguém andou alimentando-o após a meia noite, o que significa que você pode ser uma de suas crias. Fujam para as montanhas, estamos fodidos.

Nota do editor: Mas os Gremlin não se reproduziam quando eram molhados?

E não, não tem Porta dos Fundos aqui, embora seja muito boa também.

continue lendo »

Cê já conhece a CDZA?

Música terça-feira, 03 de dezembro de 2013 – 0 comentários

É bem capaz de, em algum momento nos últimos meses, você ter se deparado com um vídeo meio esquisito, no qual um monte de gente, com instrumentos musicais, fazem uns troços aí… Normalmente tem um cara com uma placa… Tipo assim:

Bem, então… É isso. continue lendo »

Manual da Internet: Clipes no Youtube

Música terça-feira, 25 de junho de 2013 – 3 comentários

Estava eu feliz por finalmente conseguir jogar Bátema: Arcã Siti e, deste modo, garantir meu texto da semana resenhando o mesmo. Mas então, não rola. Entro, portanto, numa espiral decadente de comiseração e auto-indulgência, onde não há luz no fim do túnel e o começo do mesmo foi tapado por um desmoronamento causado por cupins robôs do MAL. E para remediar isso, resolvo ouvir Foo Fighters. Mas então, não rola.

 Ri enquanto pode, seu merda.

continue lendo »

Música trash ou trash sem música?

Música sábado, 30 de julho de 2011 – 6 comentários

A gente acha que as bizarrices musicais vão dar uma acalmada, mas daí a internet tá aí pra nos provar o contrário. Tem hora que eu nem sei o que é música ou o que é uma tentativa de viralizar, virar meme ou sei lá o quê. Tu tá lembrado da Rebecca Black, né? A guria que incansavelmente canta “It’s Friday, Friday, gotta get down on Friday” – e daí tu fica a semana inteira com o hit martelando na tua cabeça. Mas então. Agora a moça ataca novamente, com a música My Moment. E eu já aviso que ela tem tanto efeito chiclé quanto a primeira:

continue lendo »

Rock and Roll: Seis Décadas (Parte 6 – Anos 00)

Música sábado, 26 de fevereiro de 2011 – 3 comentários

Os anos 80 foram a grande fonte de inspiração dos 00s. Em particular em áreas como a música e a moda. A influência dos 80s na produção musical desta década foi transversal a quase todos os gêneros. O Interpol revisitou (Seria melhor dizer copiou?) o urbano-depressivo do Joy Division; o The Killers, a new-wave descomprometida do Duran Duran; o Franz Ferdinand e o Bloc Party recuperaram as guitarras cortantes do Gang Of Four e do Talking Heads; o Cut Copy, a matriz eletrônica do New Order e até Kanye West piscou o olho ao Tears For Fears e ao A-ha. Tudo isso fora outras bandas como Klaxxons, MGMT, Modest Mouse, The Bravery, Clap Your Hands Say yeah, !!!(se pronuncia chk chk chk), Tv on the Radio, Lcd Soundsystem, The Rapture, White Lies e outras que tinham mais a mostrar que copiar. De uma forma ou de outra, os anos 80 estiveram presentes em (Quase) toda a música dos 00s. Pelo menos naquela que importa. Gostando ou não, foi um dos movimentos musicais dos 00s. Lançou as bases para o aparecimento de uma nova geração de electro-poppers que viria a dar cartas durante a década. E tornou bem mais suportável a música que se ouve e dança nas discotecas.

continue lendo »

busca

confira

quem?

baconfrito