Um funeral para o morto

Música quarta-feira, 10 de agosto de 2016 – 0 comentários

Levei um bom tempo para me dar conta que o Queen tinha acabado. Era um dia comum, de final de semana, à tarde. Tinha ido à padaria com a minha mãe e enquanto ela comprava pão fiquei no carro, ouvindo um dos vários CDs da banda que temos (Uma das tantas coletâneas que insistem em lançar de tempos em tempos). O caminho todo de casa até a padaria tinha sido ao som do CD, mas naquele momento, no estacionamento, o que tocava era Another One Bites the Dust.

continue lendo »

Queen; O Silêncio e o Palco

Música segunda-feira, 21 de setembro de 2015 – 0 comentários

Era uma vez o cu do cabrito.

continue lendo »

Queen é foda!

Música quarta-feira, 06 de março de 2013 – 2 comentários

Queen é simplesmente foda. Ponto. Não precisaria nem escrever um texto sobre isso, mas irei. Primeiro porque eu estou a toa demais, segundo porque os caras merecem um texto. Divagações a parte, nunca tinha sido grande fã da banda, por puro preconceito mesmo. A gente vive em um mundo onde We will rock you é batucado em todos os refeitórios de escola, We are the Champions é musica de todo mundo que é champeão de alguma coisa e I Want to Break Free, é, bem, libertador, vamos dizer assim. Mas existe Queen pra além disto. continue lendo »

Flash Gordon

Cinema segunda-feira, 09 de maio de 2011 – 1 comentário

Fazia tempo que eu tinha ouvido falar nesse tal Flash Gordon. Ouvi dizer que era um filme cult, mas isso não importava muito. Na verdade, a graça pra mim, quando não conhecia, era o nome: Uma parada chamada “Flash Gordon” não pode ser ruim. Certo, parece bizarrice minha (E é) mas comecei a gostar disso aqui pelo nome, simplesmente. continue lendo »

CDS #69 – I Want to Break Free (Queen)

Clipe da Semana domingo, 28 de novembro de 2010 – 1 comentário

Eu odeio Queen. Afinal, como já disse aqui, o tal “NOME” Lady Gaga teve como inspiração a música Radio Gaga. Mas ok, os caras deram só uma vacilada. Pelo menos a música é boa. É enjoativa a longo prazo, mas boa. continue lendo »

Vocais masculinos REALMENTE bons (parte 2)

New Emo quarta-feira, 15 de outubro de 2008 – 11 comentários

E não é que, pela primeira vez, vocês finalmente contribuiram para a continuação de uma coluna? Recorde duplo, afinal, pela primeira vez eu não fui xingado por aqui. E olha que eu falei, com sinceridade, que Simple Plan é melhor que Beatles. Tá certo que as indicações de vocês foram deprimentes, mas ainda assim valeu a intenção. Eu tinha uns nomes na manga.

Pra quem não viu, aqui tá a primeira parte dessa coluna. Continuemos então, sem a menor explicação:

Que Freddy Mercuri canta pra caralho todo mundo sabe, e por um momento pensei que ninguém ia citar o cara. Taí um exemplo clássico, Bohemian Rhapsody, que também conta com backing vocals espetaculares. Mas isso é assunto pra outra coluna.

Freddy é um dos poucos vocalistas desse gênero mais melódico que eu realmente admiro. A voz do cara não é irritante e nem constrangedora, se é que vocês me entendem. O cara ainda varia entre gritos, graves e até mesmo backing vocals. Pau pra toda obra, por mais que isso soe contraditório.

Como cês foram capaz de esquecer do King Fucking Diamond, porra? Give Me Your Soul é um dos sons novos do cara e, na minha opinião, essa fase solo é a que ele aproveita mais seu vocal… de melhor forma. Na época do Mercyful Fate, era meio PERTURBADOR ouvir o cara cantando. Mas enfim, continua sendo um vocalista respeitável, o que eu disse é apenas questão de gosto. Ololco, nunca fui tão bonzinho.

Um dos mestres do metal. O cara SABE usar a voz como um instrumento. Variando agudos, graves, gritos e tudo mais que você nem imagina que exista. O cara tem uma banda na garganta.

Evil, um exemplo mais crássico pra vocês.

Edu Falaschi teve suas bolas arrancadas pra cantar assim, é claro. Rebirth é o som, Angra é a banda. No Metal Melódico a gente pode achar muitos exemplos de vocalistas que cantam bem, mas também vai depender do sue gosto. Eu acho Metal Melódico uma porcaria, não suporto ouvir aqueles gritinhos. O Edu manda bem sempre que pode, isso é indiscutível.

É claro que o cara desafina um pouco de vez em quando. Fazer o quê?!

Eddie Vedder não pode faltar MESMO. Jeremy é só um exemplo do que o cara é capaz. O cara mistura o grave com o empolgante, sem causar nenhum clichê. Como assim? Manja todas essas bandas que vivem de covers em bares ou bailes de escola? Então, Eddie tinha tudo pra ser um vocalista daquele jeito. Felizmente o cara tinha empolgação no sangue.

Seguindo a linha, que tal Scott Weiland? O cara é bom. E Plush é um puta clássico. Na época de Stone Temple Pilots, o cara seguia uma linha mais grave. Na época do Velvet Revolver, ele seguiu uma linha mais rock ‘n roll:

Slither é um bom exemplo. Mas, lógico, ainda manteve a linha nas baladas, só que de uma forma menos crua:

You Got No Right, puta balada foda, por sinal. Eu já disse que o cara é bom? Nem precisava, né?

Fechando isso de uma vez por todas, como é que NINGUÉM citou um dos vocalistas mais espetaculares dos últimos tempos? You Know My Name não é só a música tema de Cassino Royale, mas também é uma das músicas mais espetaculares de Chris Cornell. Vai discordar?

Cochise, do Audioslave, é pura empolgação. Rock ‘n Roll do caralho, e Chris Cornell soltando a garganta em grande estilo.

E por que não citar Black Hole Sun, do Soundgarden? Chirs Cornell é um exemplo de vocalista, véi. Quando você for montar uma banda, chame-o.

Bom, é isso, falemos sobre vocais femininos na próxima coluna. Recomendem mais vocais, mas lembrem-se de uma coisa: Não recomendem quem vocês ACHAM que canta bem. Recomendem quem CANTA bem. Porra, falar que Ozzy Osbourne canta bem é sacanagem. Isso é cantar bem:

Deviam inventar uma lei em que os vocalistas têm que cantar Fly Me to the Moon para SEREM vocalistas. Caso contrário, devia dar cadeira elétrica.

C-lebrity – o som novo do Queen!

Música terça-feira, 08 de abril de 2008 – 3 comentários

Bom, eu não gosto de Queen. Mas como eu estou sem som no PC, aí vai:

O vocal é o Paul Rodgers, que me parece um misto do Chuck Norris com o Tom Yorke. Não sei dizer se a música é boa ou não, óbvio, então deixo essa procês.

Ofertas: CD’s do Queen, DVD’s do Queen

confira

quem?

baconfrito