“Dragon Wars”: veja aqui o trailer

Cinema quinta-feira, 09 de agosto de 2007 – 3 comentários

“Dragon Wars”, filme de um diretor coreano com um nome que eu nunca vou decorar (Hyung-rae Shim), tem novas imagens e trailer liberados para o público.
Baseado nos dragões de antigas lendas chinesas, o filme mostra eles em Los Angeles, semeando o caos e a destriução no meio da cidade, em busca de uma garota chamada Sarah. Investigando um acidente em um hotel, o repórter Ethan descobre coisas que o ligam diretamente com a história, de ele ser um antigo guerreiro destinado a proteger Sarah, e de salvar a cidade dos malignos dragões.
No site oficial do filme (acesse clicando aqui) e no fim desse texto você pode ver o trailer, e babar com a animação dos dragões se movendo pela cidade, escalando prédios, e voando pelos céus…
O filme será lançado no dia 14 de setembro nos cinemas dos estadunidenses, e pra variar, sem previsão de lançamento no Brasil.

A Lenda do Tesouro Perdido 2 – Trailer legendado!

Cinema quarta-feira, 08 de agosto de 2007 – 0 comentários

Demorou um pouquinho, mas conseguimos: Em parceria com o PapoCinema, o AOE divulga o primeiro trailer de A Lenda do Tesouro Perdido 2, legendado pelos caras. Dá só uma olhada:

Estréia nacional no dia 25 de Janeiro, não me canso de avisar.

Sam Raimi como diretor de “Fúria de Titãs”?

Cinema quarta-feira, 08 de agosto de 2007 – 1 comentário

O conhecido diretor Sam Raimi, dos filmes do “Homem Aranha” e do cult-trash “The Evil Dead”, depois de dizer que possivelmente não dirigirá HA4, está novamente cotado para direção de um novo filme. Dessa vez, o filme em questão é o “Fúria de Titãs”.
O filme de 1981, conta a história épica de Perseu, filho de Zeus, desafiado pelo ex-amante da princesa Calibos e sua mãe, Thetis. Para que sua amada não seja sacrificada para impedir a destruição da antiga Grécia, Perseu tem que sair em busca da cabeça da Medusa, que tem o poder de transformar qualquer ser vivo em estátua.
Mas é claro, é só um boato. Mas mesmo assim, um boato tem um fundo de realidade. A previsão de estréia, feita direto do bucho de um bode está prevista para 2010, e se quiser saber o mês exatamente, pergunte pro bode.

A Lenda do Tesouro Perdido 2 – Primeira imagem divulgada!

Cinema terça-feira, 07 de agosto de 2007 – 0 comentários

O IGN divulgou hoje uma imagem do filme National Treasure: The Book Of Secrets, hoje. Abaixo, se liga na imagem.

Nicolas Cage é TAAANGA!Clique na imagem para ampliar.

Não diz muito, mas como eu disse aqui, esse filme promete. E essa cara de “LOL WTF” dele, valeu o post.

Estréia no Brasil no dia 25 de Janeiro!

Sobre a continuação de “O Justiceiro”

Cinema terça-feira, 07 de agosto de 2007 – 2 comentários

O personagem mais sangrento, carniceiro, matador, sádico, levemente insano, e, quando é possível, justo da Marvel, O Justiceiro, tem um novo filme confirmado.
Dessa vez, o alvo será o publico maior de idade, pra não ter que economizar no sangue, e nas cenas de tortura. O primeiro filme, de 2004, apesar de ser uma ótima adaptação, não teve o sucesso esperado pelos produtores.

Uma das alterações que o filme sofrerá, é a mudanca do protagonista Frank Castle, agora interpretado por Ray Stevenson, o Titus Pullo da série “Roma”, em substituição a Thomas Jane, que interpretou o anti-herói no filme anterior.
Outra alteração do filme será no cenário em que ele se passará. Agora as ruas de Nova York (sempre ela…) serão o palco de toda a fúria e destruição do personagem, onde ele enfrentará as máfias locais, em uma ambientação mais parecida com a dos quadrinhos.
O roteiro, escrito pelos mesmos roteiristas que trabalharam no “Homem de Ferro” e por escritores experientes de série de TV, já está em processo de revisão, e de acordo com as previsões do estúdio, terá suas gravações iniciadas em outubro, em algum lugar perdido do Canadá, com data estimada de estréia para o final de 2008.

“Máquina Mortífera 5” na lista de ressureições

Cinema terça-feira, 07 de agosto de 2007 – 3 comentários

Depois da onda de filmes saidos do túmulo, como “Rocky Balboa”, “Duro de Matar 4.0”, outro filme pode estar na lista de possíveis continuações. “Máquina Mortífera”, série de filmes de muito sucesso nos anos 90, que teve seu último filme produzido em 1998, com Jet Li no papel de bandido, lutando contra Martin Riggs (Mel Gibson) e Roger Murtaugh (Danny Glover) durante o filme, e que só não conto aqui a cena final porque odeio spoilers.
O diretor dos filmes, Richard Donner, disse a imprensa a algum tempo que a série não retorna apenas por causa de Mel Gibson, que diz não ter mais interesse no papel de Martin Riggs, ao contrário de Danny Glover, que diz estar aberto a propostas do estúdio.
Bom, só sei que se conseguirem convencer o senhor Gibson a gravar outro filme, (e a deixar ele aparecer com aquele cabelo de juba) seria muito bom, e já que estão regravando tudo o que fez sucesso antes, tem é mais que aproveitar a onda.

Novidades no site oficial de Resident Evil: Extinction

Cinema segunda-feira, 06 de agosto de 2007 – 1 comentário

Com a proximidade do lançamento, começam a aparecer novidades no site do filme. o trailer, com mais cenas da história baseada nos jogos, já tinha sido lançado a algumas semanas atrás, e agora, é lançado um jogo no site. Você pode acessar ele clicando AQUI. No jogo, você pilota um caminhão, que tem que passar por uma Las Vegas completamente destruída atrás de sobreviventes, e pra não ser muito diferente, matando zumbis.
O jogo precisa de um código postal dos Estados Unidos para liberar seu cadastro, mas nada que o google não resolva, não é?
Resident Evil: Extinction term previsão de lançamento para 21 de setembro nos estados unidos.
Pessoalmente, espero mais o “A Capital dos Mortos” do que esse novo Resident Evil. Sei que falo isso, mas vou assistir ele de qualquer maneira. E ainda vou falar que gostei.

A Capital dos Mortos – Wooooo! Zombie Time!

Cinema domingo, 05 de agosto de 2007 – 2 comentários

Certo. É provável que muito pouca gente aqui tenha ouvido falar, mas já faz um bom tempo que, aqui em Brasília, está sendo produzido o primeiro longa-metragem brasileiro sobre um assunto que, apesar de pouco comentado e evitado por um gigantesco número de pessoas, é de enorme importância para todo cidadão do mundo. Pouco se fala do assunto, mas, com certeza, ele já passou pela mente de cada cidadão da face da terra: Zumbis.

A Capital dos Mortos, filme dirigido por Tiago Belotti, é uma obra de ficção que mostra a invasão de mortos-vivos a Brasília, ao melhor estilo George Romero.

Já foram publicados dois trailers oficiais do longa, e quase todas as cenas já foram gravadas. A primeira parte da cena final será gravada hoje (dia 4 de agosto), no terraço de um prédio da Asa Sul (É, eu vou. E pretendo, sim, ser um zumbi), no Plano Piloto. O filme, que é uma produção completamente independente, estréia ainda em 2007. A não ser, claro, que caiam METEOROS na cidade, ou alguma coisa assim.

O que talvez seja a inovação mais esperada do filme (pelo menos pelas várias pessoas que querem aparecer nele) é a majestosa cena dos cem zumbis. Uma idéia ambiciosa, claro. Com mais zumbis do que qualquer filme do Romero, como já disse o próprio Tiago.

O mais incrível é ver quanta gente quer aparecer como zumbi em filme. Eu mesmo já tentei gravar um filme de mortos-vivos, nada de muito especial, só um curta, mesmo, pra descontrair, e tal. Minha tentativa foi frustrada pela falta de uma câmera e, principalmente, por excesso de preguiça, mas quase todo mundo com quem eu falei sobre a idéia soltou um empolgado “Pô, véi, se precisar de alguém pra ser zumbi no filme me chama, hein! Mas chama mesmo, cara!”. O povo empolga mais pra ser zumbi em filme do que empolgaria pra, sei lá, virar figurante num filme de Hollywood. A não ser que esse também fosse de zumbi, claro.

>

Enfim, a tal cena dos cem zumbis vai ser filmada dia 12 de agosto, na 116 Sul. Quem for aqui de Brasília e quiser aparecer como zumbi, é só procurar a comunidade dos caras no Orkut, dar uma olhada direito no que eles precisam e aparecer lá no dia. Enfim, apareçam lá, sim, sem medo. Na pior das hipóteses, vocês vão assistir a gravação da cena. O que já deve ser do caralho (Eu posso falar ‘caralho’ aqui? Aliás, que se foda, se não puder, o jesus de taboão que edite essa porra).

Espero que isso aqui sirva de contribuição pra cena dos cem zumbis. E aproveito pra deixar aqui meus mais sinceros votos de sucesso pros caras.

Fotos tiradas por Juliana Infante.

Adaptações, ou esses filmes de heróis aí.

Cinema sexta-feira, 03 de agosto de 2007 – 1 comentário

Desde muito tempo, os desenhos, histórias em quadrinhos, e porque não, livros, foram a principal fonte de inspiração para roteiristas de filmes e séries. Muitos escritores são completamente fissurados nesse tipo de mídia, e na maioria dos roteiros escritos por eles, os mais fanáticos podem identificar certas homenagens nos roteiro. Quem, ao assistir “Matrix”, no fim do primeiro filme, ao ver Neo voar, não passou pela cabeça a imagem de Super-Homem? Ou assistir um episódio de 24 horas, e pensar em Jack Bauer como um daqueles policiais de “Sin City”, fazendo de tudo para cumprir seu objetivo?

Muitos filmes de heróis que temos por aí hoje, que você com certeza já deve ter assistido, como “X-Men”, “Homem-Aranha”, “O Justiceiro”, “Transformers”, “O Incrível Hulk”, não foram os primeiros de uma nova safra de cinema.
Tudo começou há muito tempo atrás, em uma galáxia distante pra variar um pouco, nos Estados Unidos. Se você tem mais de 20 anos, já deve ter visto os filmes antigos do Hulk. A história hoje não é novidade pra muita gente, mas mesmo assim, vou contar. Bruce Banner, um cientista depois de ser bombardeado com raios gama, tem alterações em seu corpo, e quando fica nervoso, puto da vida, se transforma em um cara verde completamente descontrolado que destrói tudo pela frente. Na primeira versão desse filme, Bruce Banner era interpretado por um tal de Bill Bixby, o que ninguém deve se lembrar. Mas com certeza, o cara que interpretava o Hulk, o Lou Ferrigno, você deve ter alguma lembrança. Nessa época, o que importava não era como que o personagem seria, mas sim, a história do filme. Isso de prezar a historia era mais da época antiga, quando não existiam efeitos especiais decentes para passar para a tela o que se queria exatamente. Faça uma comparação desse filme novo do Hulk, que tem o Eric Bana no papel de Banner, e veja qual é o mais natural, o que mais parece ser um doutor mesmo. E eu prefiro o cara pintado de verde ao monte de pixels que é o Hulk nessa versão nova.

Temos ainda o Flash, Barry Allen, o cara mais azarado que eu já vi em quadrinhos, pois deve seus poderes ao ser atingido por um raio logo após derrubar uns produtos químicos nele. Tudo isso dentro de um laboratório. Foi um filme pra TV, que serviu de piloto para uma série, e que foi de muito sucesso nos Estados Unidos. Há alguns boatos por aí que está em produção um novo filme dele, mas com essa onda de filmes de heróis, tudo é possível.

Muitos outros filmes desse tipo vieram depois desses, ou até antes deles, mas esses são os mais lembrados até hoje, que ainda passam na tv. Veio ainda, o filme do Justiceiro, com Dolph Lundgren no papel de Frank Castle. O filme, que tinha de tudo para ser um sucesso, pois o personagem na época estava fazendo muito sucesso, não cumpriu as expectativas, e foi um fracasso. Outros filmes vieram, mas nenhum mais conseguiu fazer o mesmo sucesso do que antes, o que fez a indústria do cinema mudar de estilo, indo atrás de outros tipos de inspiração. Nessa época, meio fraca de adaptações, tivemos apenas os filmes do Batman, que foram dirigidos por Tim Burton. E alguns outros que tentaram ir na onda, reviver o movimento, mas acabaram fracassando.

E essa foi a grande época das adaptações. Hoje em dia, mais exatamente do ano de 2000 para cá, começou novamente a onda de adaptações. A primeira, que chamou a atenção de todo mundo, com certeza foi o filme dos “X-Men”, que com seu pouco orçamento, conseguiu passar para o publico o mesmo clima das histórias em quadrinhos. Seguido por ele, veio ainda “O Senhor dos Anéis”, filmada por Peter Jackson, mas que teve sua produção iniciada muito tempo antes. “O Homem-Aranha”, de 2002, foi o que impulsionou os outros filmes de heróis que temos hoje em dia.

Se você curte ver na tela seus personagens preferidos, como o “V”, Homem Aranha, Wolverine, Ciclope, Batman, e todos os outros, você tem que ficar agradecido, pois tudo isso começou há muito tempo atrás, numa época em que o cinema era um lugar difícil para os heróis amados por todos hoje em dia, e que os verdadeiros heróis eram os diretores que arriscavam sua carreira dirigindo e adaptando filmes para um publico que é exigente ao extremo, que não aceita uma mudança que seja com seu personagem amado.

Novos boatos sobre “homem aranha 4”

Cinema sexta-feira, 03 de agosto de 2007 – 3 comentários

Seguindo a onda de especulações que vieram depois do lançamento do 3º filme da série, como os vilões que de acordo com fontes nem um pouco seguras, poderiam ser Carnificina (Carnage), a aparição do doutor Connors como o Lagarto, e ainda a de Lince Negra. Seguido desses rumores, veio também que Sam Raimi também não poderia dirigir o próximo filme. O mais novo rumor para entrar nesse pequeno círculo de especulações é o seguinte:

My Name Is Bruce!!!

Bruce Campbell pode ser o diretor do filme!
Pra quem não conhece, Bruce Campbell é o astro da série de filmes trash Evil Dead, e atualmente, fez uma participação no filme Homem Aranha 3, (se você prestar bem atenção, ele faz uma participação em todos os Homem Aranha) e atualmente, está em processo de gravação das cenas finais de seu novo filme “My name is Bruce”.
Amigo de infância de Sam Raimi, que continua a ser produtor do filme, e famoso por ser simplesmente Bruce Campbell, não pôde ser encontrado para confirmar se a noticia é real, ou não passa de um boato.
Homem Aranha 4 não tem previsão de lançamento, e nem diretor definido ainda. Aliás, pensando bem, não tem nada, a não ser boatos sobre ele. Mas eu esperaria alguma coisa boa de boatos, afinal, era apenas especulação que Venom seria o inimigo em HA 3, não é?

busca

confira

quem?

baconfrito