Adaptações, ou esses filmes de heróis aí.

Cinema sexta-feira, 03 de agosto de 2007 – 1 comentário

Desde muito tempo, os desenhos, histórias em quadrinhos, e porque não, livros, foram a principal fonte de inspiração para roteiristas de filmes e séries. Muitos escritores são completamente fissurados nesse tipo de mídia, e na maioria dos roteiros escritos por eles, os mais fanáticos podem identificar certas homenagens nos roteiro. Quem, ao assistir “Matrix”, no fim do primeiro filme, ao ver Neo voar, não passou pela cabeça a imagem de Super-Homem? Ou assistir um episódio de 24 horas, e pensar em Jack Bauer como um daqueles policiais de “Sin City”, fazendo de tudo para cumprir seu objetivo?

Muitos filmes de heróis que temos por aí hoje, que você com certeza já deve ter assistido, como “X-Men”, “Homem-Aranha”, “O Justiceiro”, “Transformers”, “O Incrível Hulk”, não foram os primeiros de uma nova safra de cinema.
Tudo começou há muito tempo atrás, em uma galáxia distante pra variar um pouco, nos Estados Unidos. Se você tem mais de 20 anos, já deve ter visto os filmes antigos do Hulk. A história hoje não é novidade pra muita gente, mas mesmo assim, vou contar. Bruce Banner, um cientista depois de ser bombardeado com raios gama, tem alterações em seu corpo, e quando fica nervoso, puto da vida, se transforma em um cara verde completamente descontrolado que destrói tudo pela frente. Na primeira versão desse filme, Bruce Banner era interpretado por um tal de Bill Bixby, o que ninguém deve se lembrar. Mas com certeza, o cara que interpretava o Hulk, o Lou Ferrigno, você deve ter alguma lembrança. Nessa época, o que importava não era como que o personagem seria, mas sim, a história do filme. Isso de prezar a historia era mais da época antiga, quando não existiam efeitos especiais decentes para passar para a tela o que se queria exatamente. Faça uma comparação desse filme novo do Hulk, que tem o Eric Bana no papel de Banner, e veja qual é o mais natural, o que mais parece ser um doutor mesmo. E eu prefiro o cara pintado de verde ao monte de pixels que é o Hulk nessa versão nova.

Temos ainda o Flash, Barry Allen, o cara mais azarado que eu já vi em quadrinhos, pois deve seus poderes ao ser atingido por um raio logo após derrubar uns produtos químicos nele. Tudo isso dentro de um laboratório. Foi um filme pra TV, que serviu de piloto para uma série, e que foi de muito sucesso nos Estados Unidos. Há alguns boatos por aí que está em produção um novo filme dele, mas com essa onda de filmes de heróis, tudo é possível.

Muitos outros filmes desse tipo vieram depois desses, ou até antes deles, mas esses são os mais lembrados até hoje, que ainda passam na tv. Veio ainda, o filme do Justiceiro, com Dolph Lundgren no papel de Frank Castle. O filme, que tinha de tudo para ser um sucesso, pois o personagem na época estava fazendo muito sucesso, não cumpriu as expectativas, e foi um fracasso. Outros filmes vieram, mas nenhum mais conseguiu fazer o mesmo sucesso do que antes, o que fez a indústria do cinema mudar de estilo, indo atrás de outros tipos de inspiração. Nessa época, meio fraca de adaptações, tivemos apenas os filmes do Batman, que foram dirigidos por Tim Burton. E alguns outros que tentaram ir na onda, reviver o movimento, mas acabaram fracassando.

E essa foi a grande época das adaptações. Hoje em dia, mais exatamente do ano de 2000 para cá, começou novamente a onda de adaptações. A primeira, que chamou a atenção de todo mundo, com certeza foi o filme dos “X-Men”, que com seu pouco orçamento, conseguiu passar para o publico o mesmo clima das histórias em quadrinhos. Seguido por ele, veio ainda “O Senhor dos Anéis”, filmada por Peter Jackson, mas que teve sua produção iniciada muito tempo antes. “O Homem-Aranha”, de 2002, foi o que impulsionou os outros filmes de heróis que temos hoje em dia.

Se você curte ver na tela seus personagens preferidos, como o “V”, Homem Aranha, Wolverine, Ciclope, Batman, e todos os outros, você tem que ficar agradecido, pois tudo isso começou há muito tempo atrás, numa época em que o cinema era um lugar difícil para os heróis amados por todos hoje em dia, e que os verdadeiros heróis eram os diretores que arriscavam sua carreira dirigindo e adaptando filmes para um publico que é exigente ao extremo, que não aceita uma mudança que seja com seu personagem amado.

Novos boatos sobre “homem aranha 4”

Cinema sexta-feira, 03 de agosto de 2007 – 3 comentários

Seguindo a onda de especulações que vieram depois do lançamento do 3º filme da série, como os vilões que de acordo com fontes nem um pouco seguras, poderiam ser Carnificina (Carnage), a aparição do doutor Connors como o Lagarto, e ainda a de Lince Negra. Seguido desses rumores, veio também que Sam Raimi também não poderia dirigir o próximo filme. O mais novo rumor para entrar nesse pequeno círculo de especulações é o seguinte:

My Name Is Bruce!!!

Bruce Campbell pode ser o diretor do filme!
Pra quem não conhece, Bruce Campbell é o astro da série de filmes trash Evil Dead, e atualmente, fez uma participação no filme Homem Aranha 3, (se você prestar bem atenção, ele faz uma participação em todos os Homem Aranha) e atualmente, está em processo de gravação das cenas finais de seu novo filme “My name is Bruce”.
Amigo de infância de Sam Raimi, que continua a ser produtor do filme, e famoso por ser simplesmente Bruce Campbell, não pôde ser encontrado para confirmar se a noticia é real, ou não passa de um boato.
Homem Aranha 4 não tem previsão de lançamento, e nem diretor definido ainda. Aliás, pensando bem, não tem nada, a não ser boatos sobre ele. Mas eu esperaria alguma coisa boa de boatos, afinal, era apenas especulação que Venom seria o inimigo em HA 3, não é?

A Lenda do Tesouro Perdido 2 – Novo trailer!

Cinema sexta-feira, 03 de agosto de 2007 – 3 comentários

Já tá sabendo do novo filme do Nicolas Cage, né? Não, não estou falando de Motoqueiro Fantasma ou Next, estou falando da continuação de um dos filmes mais SENSACIONAIS do cara: A Lenda do Tesouro Perdido 2!

Uma pequena sinopse: Benjamin Franklin Gates (Nicolas Cage), o caçador de tesouros, vai mais fundo (heh) dessa vez: Agora ele está atrás da verdade por trás do assassinato de Abraham Lincoln, John Wilkes Booth, através das 18 páginas que faltam no diário do ex-presidente dos EUA. Para achá-las, é claro, ele vai ter que encontrar as famosas pistas, e dar de cara com o vilão da história: Jeb Wilkinson (Ed Harris).

Confira o primeiro trailer clicando aqui, você será redirencionado para o site da Apple. Essa é a versão “média” do vídeo, se você quiser uma menor ou até mesmo uma maior, clique aqui e escolha entre as opções em TRAILER 1.

O trailer é em inglês, sem legendas. Se você não manja nada, dá uma olhada no teaser, então:

Estréia no Brasil no dia 25 de Janeiro, um dia antes do meu aniversário. É claro que eu vou aceitar um ingresso. Eu QUERO um ingresso!

[ UPDATE ]
Veja o trailer legendado AQUI!

“A Hora do Rush 3” não será exibido na china

Cinema quinta-feira, 02 de agosto de 2007 – 1 comentário

“A Hora do Rush 3”, série de filmes estrelada por Jackie Chan e Cris Tucker, não será exibida em cinemas da China. De acordo com Xiao Ping, vice-presidente do setor de importação e exportação da distribuidora China Film Group, o filme não passará nas telas chinesas por não se encaixar nos padrões de cinema que existe por lá.

O filme conta a história dos dois policiais investigando uma familia de chineses criminosos em Paris. Um dos motivo de o filme não passar nas terras chinesas possivelmente seja o conteúdo das piadas que seriam contra o país. Pois é, no Brasil, os Simpsons jogam uns macacos na rua e o episódio passa mesmo assim. Lá, por umas piadas, o filme nem tem a chance de ser exibido.
Políticas à parte, o filme será lançado no Brasil, os chineses querendo ou não, no dia 7 de setembro. Pra quem quiser dar uma conferida, aí está o trailer do filme:

“O Poderoso Chefão” sairá em novo box especial

Cinema quarta-feira, 01 de agosto de 2007 – 1 comentário
a caixa dos discos

Dia 3 de agosto será lançado uma nova edição do clássico “O Poderoso Chefão”. Nessa caixa, além dos 3 filmes que consagraram Francis Ford Copolla como um grande diretor, virá também um DVD com extras de produção, contando detalhes de bastidores de todos os filmes da trilogia, além de virem em uma bela caixa vermelha, que dá o nome a esse novo relançamento.

Para os que não sabem, os filmes contam a trajetória de uma famiglia italiana, os Corleone, liderados pelo patriarca Don Corleone, que é chefe da máfia americana. Com um elenco de peso, como Marlon Brando, Al Pacino, Andy Garcia e muitos outros, esse é um filme que merece estar na prateleira de qualquer aficcionado por cinema.

Hitman – Novo pôster!

Cinema quarta-feira, 01 de agosto de 2007 – 2 comentários

Uma breve sinopse sobre o filme: “Agente 47“, o único nome pelo qual o protagonista é apresentado, foi “educado” pra ser um assassino de primeira e acaba sendo pego em uma ação policial. Não é nada: A Interpol e o Exército Russo estão na cola do cara. Mas ele não desiste e corre pelo Leste Europeu pra fazer seu servicinho pra misteriosa organização “The Agency”, e ainda corre atrás de quem armou pra ele. Mas o pior problema que 47 vai ter que enfrentar, é sua consciência, e ainda tem uma garota na jogada.

Agora que você já faz um pouco de idéia sobre o filme, segue o novo pôster:

E, de quebra, o trailer do filme:

47 é o último número no código de barras tatuado na nuca de… 47. O filme é baseado na série de jogos Hitman, e a estréia é prevista para o dia 31 de Dezembro aqui, no Brasil.

Simpsons – Trilha sonora em um… Donut

Cinema terça-feira, 31 de julho de 2007 – 2 comentários

Essa imagem acima é a capa do cd da trilha sonora do filme dos Simpsons, que chegou ás lojas hoje, nos EUA. Hans Zimmer (O meeesmo que trabalhou com a trilha sonora de Rei Leão) compôs as 15 faixas que preenchem esse Donut, que tá na faixa de uns 20 dólares, e é edição limitada. E, é claro, entre essas 15 músicas, há a música de abertura da série na TV.

A trilha sonora do filme, literamente, dá água na boca. Ok, era só pra ter um trocadilho péssimo. E, só pra lembrar: 17 de Agosto, Simpsons: O Filme!

Simpsons – Divirta-se no hotsite!

Cinema terça-feira, 31 de julho de 2007 – 1 comentário

Enquanto o filme não estréia aqui no Brasil, não há muito o que se fazer. Mas se você AINDA não sabe, existe um site do filme, em que você pode criar um personagem com a sua cara, ou até mesmo dar uma volta pela cidade. Corre pra lá: www.simpsonsmovie.com

Simpsons: O Filme estréia no Brasil dia 17 de Agosto e, é claro, você vai poder conferir a resenha por aqui, e alguns artigos relacionados também. Tá chegando, tá chegando!

Disney não quer saber de fumantes!

Cinema segunda-feira, 30 de julho de 2007 – 4 comentários

Sinceramente, eu nunca imaginei que fosse sorrir lendo uma notícia da Disney. Eles comunicaram quarta-feira passada que vão erradicar fumantes de seus próximos filmes.

Ou seja: Nos próximos filmes da Disney, você não vai ver mais alguém fumando, ou até mesmo FALANDO sobre cigarro. Talvez nem aquelas plaquinhas “Proibido fumar” apareçam. Tá, seria exagero até mesmo pra Disney.

Agora, eu, um anti-tabaco? Que nada, o tabaco é um dos maiores controladores populacionais do mundo, eles garantem que os metrôs não fiquem tããão lotados na hora do rush. Eu só não suporto ver atores fumando durante os filmes, acho totalmente desnecessário. No filme Clube da Luta, por exemplo, Marla Singer fuma um atrás do outro, o que a torna mais broxante ainda.

Enfim, eu não vou muito com a cara da Disney, mas achei do caraleo. Só espero que eles não comecem com campanhas anti-tabagismo, isso enche o saco.

Introdução ao cinema trash

Cinema segunda-feira, 30 de julho de 2007 – 2 comentários

Que tipo de site com seção de filmes não tem nenhum post sobre cinema trash? Um absurdo, isso, devo dizer. Aproveitando o post, aliás, eu vou inaugurar também as TRILOGIAS, aqui.

E qual trilogia deveria abrir as portas para o trash por aqui? Evil Dead, é claro!

Tudo começa quando um grupo de jovens (sempre eles, tsc) encontra, em uma cabana na floresta, uma fita com trechos do Necronomicon gravados. A evocação traz cramunhões encapetados pra floresta, que saem matando todo mundo, e… enfim, vejam o filme.

Evil Dead introduz talvez o personagem mais carismático e “badass” de todos os filmes de horror trash: Ash Williams. Nos três filmes, lá está ele, munido de sua espingarda e sua motosserra, pra DESOSSAR zumbis.

Enfim, passada a enrolação, posso falar da grande pérola da trilogia: O terceiro filme (Evil Dead – Army of Darkness). O filme é praticamente uma sátira ás superproduções hollywoodianas. Ash, nesse filme, volta á idade média, quando as profecias falavam sobre alguém que viria deter o exército dos Deadites. A idéia do filme foi do caralho, o final original é mais do caralho ainda (o alternativo é legal, mas não chega nem perto) e o filme em si é do caralho. Só esse post que foi uma merda, mas isso muda com o tempo.

busca

confira

quem?

baconfrito