Propagandas e beijo sabor chocolate

Televisão terça-feira, 25 de março de 2014 – 0 comentários

De tempos em temos nos deparamos com algum comercial realmente bom. “Bom”, não bem sucedido: A propaganda da Fiat, por exemplo, com a música d’O Rappa, passou de campanha vai ter copa de futebol pra tema de protesto político. Como expressão popular ela foi bem, mas como propaganda foi um puta fracasso. Vem pra rua junto.

Esses 0:41 aí

continue lendo »

E AGORA OS RECLAMES COMERCIAIS:

Publicidade sexta-feira, 27 de setembro de 2013 – 0 comentários

O texto abaixo [Ou, mais especificamente, esse aqui, caso você não esteja acompanhando o site cronologicamente] foi confeccionado pra anunciar um link. Caso você se sinta ofendido pelo anúncio de um site de poker no Bacon Frito, pague mais do que a galera pagou e a gente tira do ar, beleza?

Roubo estranho e misterioso…

Publicidade quinta-feira, 06 de outubro de 2011 – 0 comentários

Não temos o hábito de postar notícias policiais nem nada do tipo, mas essa aqui realmente chamou nossa atenção.
Esses dias, no interior de São Paulo, mais precisamente numa mansão isolada conhecida como ChacaRa Da’ntesquini, os moradores relataram um roubo não à polícia, mas através de um website!

Neste site – muito misterioso, por sinal – é oferecida uma polpuda recompensa a quem conseguir pistas que revelem o paradeiro do ladrão.

Confira essa doidera aqui.

Animações na publicidade

Televisão quarta-feira, 12 de maio de 2010 – 1 comentário

As animações não têm única e exclusiva função de entreter, elas também podem e são muito usadas no ramo da publicidade, com algumas tendo entrado para o imaginário nacional como grandes clássicos da propaganda brasileira.

Veja abaixo um vídeo da época da comemoração dos 50 anos da TV no Brasil e dos 35 anos da Rede Globo, apresentado pelo Lequetreque, o frango mascote da Sadia, e a Galinha Azul da Maggi: continue lendo »

Quadrinhos como forma de publicidade

Nona Arte quarta-feira, 22 de outubro de 2008 – 2 comentários

Se tem uma coisa que eu sempre comentei, e ainda comento, em qualquer assunto relacionado à publicidade é sobre o forte poder que os quadrinhos têm para divulgar alguma coisa, principalmente para o público jovem.
Apesar dos quadrinhos ainda serem vistos como algo infantil, quase todo mundo, seja adulto ou criança, já parou para olhar alguma pequena historinha de um pênis com gonorréia falando “use camisinha”, ou um pneu ensinando como acabar com a dengue. Esses dois exemplos são bem comuns por ai, pequenas cartilhas sobre dengue e AIDS em forma de quadrinhos, tentando educar adultos e jovens. É uma ótima maneira de divulgar o seu produto/serviço porque todo mundo pára pra ver isso, nem que seja só pra ler um quadro, mas pára.

Já tem algum tempo que esse método de publicidade é usado, e ele se expandiu, saindo das margens dos informativos (geralmente sobre doenças). Hoje grandes marcas já anunciam nesse tipo de mídia e o retorno geralmente é bom.

A igreja já usou essa forma de divulgação na Inglaterra, em 2007, quando publicou quadrinhos com traços mangá em seus cartazes de campanha vocacional, com o objetivo de atrair jovens e até mesmo adultos. Uma forma inovadora para divulgar uma mensagem aos jovens, ainda mais por se tratar de uma igreja.

A Fiat utilizou a mesma técnica esse ano quando passou a publicar em jornais e revistas pequenas tirinhas contanto os depoimentos das pessoas que dirigiam um Fiat.
A Microsoft, numa tentativa de diminuir a pirataria dos seus softwares, criou uma HQ contra a pirataria.

Partindo para webcomics, a OI lançou mês passado histórias em quadrinhos com o titulo de A Corporação. Um trabalho totalmente brasileiro e que divulga de forma sutil a OI e ainda cria uma boa imagem para empresa, pois a idéia dessa campanha é dar espaço para os quadrinhos nacionais.
Outra webcomic famosa é a do seriado Heroes, que funciona como um viral para o seriado.

A política não fica de fora disso, é comum ver histórias em quadrinhos que contam a vida de um vereador, de um prefeito e etc. Mas não tem como falar de política sem falar das eleições norte-americanas. No dia 1º de outubro foram lançadas duas comics contando as histórias de Barack Obama e John McCain.

Mas Obama foi mais longe, conseguindo o apoio de Savage Dragon.

Também conseguiu uma capa mostrando a vice de McCain afugentando narradores (piada interna norte-americana).

E por ultimo, mas não menos importante, ou aliás, o melhor, conseguiu um desenho do Alex Ross, numa paródia de Super-Homem.

Uma ótima jogada de publicidade do candidato Obama, com isso ele já garantiu pelo menos 90% da população nerd dos Estados Unidos.
Ainda existem muitos outros exemplos e ainda vão existir muitas marcas anunciando assim, o que é ótimo para o mercado de HQs, pois assim ele só tende a crescer e ter mais visibilidade.
Então, se você não sabia agora você sabe, quadrinhos vão MUITO além de uma simples história desenhada. E essa é só uma das muitas maneiras de uso de um quadrinho. Quadrinhos servem tanto para lazer como para educar, informar, divulgar e outras coisas, passando pelo público infantil ao público adulto.

busca

confira

quem?

baconfrito