Baconews #16 – 03/06/2015

Cinema, Música, Televisão quarta-feira, 03 de junho de 2015 – 0 comentários

É véspera de feriado e todo mundo tá doido pra largar o emprego e ir pra farra estendida. Principalmente os roteiristas americanos, que meu amigo, vou te contar. Nunca vi tanta falta de originalidade na minha vida. Nem durante a crise de roteiristas de 2007 eu vi as emissoras americanas tão desesperadas por audiência quanto hoje em dia. Atualmente tudo resume-se a remakes, reboots, adaptações de quadrinhos/livros, spin-offs, retornos e espremer o que já deu certo um dia até a última gota e muitas vezes além. O Baconews de hoje é em homenagem a todos que estão com algum bloqueio criativo. continue lendo »

Fins de temporada, ame-os ou deixe-os

Sit.Com quarta-feira, 21 de novembro de 2012 – 0 comentários

Pois bem, sei que dos 10 leitores do Bacon, 8 acham que eu não passo de um gordo babaca e pedante, mas vejam como o mundo é injusto, eu assumi essa coluna no Bacon e você vai continuar aí, me achando um gordo babaca e pedante, o que de certa forma, não deixa de ser verdade. Mas enfim, como agora eu sou colunista e blábláblá, eu posso falar sobre o que eu quiser. Mentira, sobre o que eu quiser, desde que envolva televisão. E por isso, hoje irei falar dos melhores e piores fins de temporadas que já assisti.

continue lendo »

Tempos de Crise

Sit.Com terça-feira, 24 de março de 2009 – 1 comentário

A atual crise econômica mundial parece ter atingido rapidamente as séries americanas, com consequências que podem ser observadas de duas maneiras: 1) como tema abordado pelos roteiristas em diversas séries, desde os dramas ou dramédias como, Desperate Housewives, até motivo de crimes em séries policiais investigativas, como em Life; 2) são os inevitáveis cortes de orçamento e o custo das séries frente sua audiência semanal: resultando em desequilibrado, gera o inevitável CANCELAMENTO. continue lendo »

Destaques da Semana em DVD (26 à 30/01)

Cinema sexta-feira, 30 de janeiro de 2009 – 1 comentário

Resident Evil: Degeneration: Já que os filmes já não rendem mais como os produtores gostariam, a saída é manter a mitologia do game em filmes de animação sob a batuta de japoneses, normalmente, mestres no assunto. Na trama, o “Incidente Umbrella” que aconteceu em Raccon City terminou com a erradicação do vírus mortal por meio de um ataque com mísseis ordenado pelo governo. Como suas operações foram suspensas em escala mundial, as ações da Umbrella corporation despencaram. Este golpe grave para os negócios do gigantesco conglomerado empresarial resultou em sua completa dissolução. No aeroporto que começa a se encher de zumbis, o caos está prestes a se repetir…
continue lendo »

Um apanhado do que Derrubou a Temporada 2008/09

Sit.Com terça-feira, 23 de dezembro de 2008 – 1 comentário

Ao invés de fazer listinhas com o que de melhor foi exibido ou não neste temporada, até porque o momento certo destes balanços é em maio ou junho quando verdadeiramente terminam as temporadas das séries e não neste intervalo do fall season. Por isto resolvi fazer um apanhado do que de pior foi exibido em tramas, personagens ou elenco nesta primeira parte da temporada das séries que eu tive coragem de assistir ou ainda assisto. Vamos as séries e suas desgraças: continue lendo »

Temporada 08/09 – Momento S.O.S.

Sit.Com terça-feira, 21 de outubro de 2008 – 4 comentários

Parece mentira, mas mal começou a temporada 2008/2009 e diversas séries já apresentam sinal vermelho, prontas para serem canceladas. A primeira série cancelada foi Do Not Disturb, sitcom do canal Fox que teve somente 3 episódios exibidos na televisão, um verdadeiro fracasso de audiência e de crítica.

A temporada como um todo promete ser histórica devido à baixa geral de audiências de todos os canais e, praticamente, de todas as séries, salvas raras exceções, um dos próximos assuntos desta coluna. Por enquanto, veja se vale a pena se apegar a alguma série das listadas abaixo, quando elas começarem a ser exibidas por aqui (uma das poucas vantagens de séries estrearam meses depois do que no solo americano). Todas correm sério risco de cancelamento devido às baixas audiências, por culpa dos produtores ou erros estratégicos dos canais.

The Sarah Connor Chronicles – 2ª temporada
Parece que The Sarah Connor Chronicles está com problemas. Desde que começou sua nova temporada os índices foram caindo e caindo. E pensar que a série estreou com uma audiência de mais de 18 milhões de espectadores, difícil crer nesta queda vertiginosa. O pior é que a série é super bem realizada, com muitas cenas de ação e bons efeitos, fica a dever um pouco com a trama, pois as viagens no tempo acabam tornando-a deveras complexa. Mesmo assim, o canal Fox pediu roteiros pra completar uma temporada inteira da série (não esquecendo que a saga Terminator volta aos cinemas no ano que vem com Christian Bale no elenco).
2.01 – 6.34 milhões
2.02 – 5.49 milhões
2.03 – 5.81 milhões
2.04 – 5.33 milhões
2.05 – 5.61 milhões

Prison Break – 4ª temporada
Prison Break também está com problemas. A série, que estava mantendo os 6,5 milhões até o começo da Fall Season, está micando agora na casa dos 5,0 milhões. Isto deve levar ao derradeiro término, já um pouco tarde, de uma das melhores séries de ação desta década, tensa como só ela. Hoje PB já se modificou tanto como trama que poderia até atender por outro nome. Mesmo assim, com as “forçadas de barra” ainda tem muitos momentos pqp.
4.01 – 6.11 milhões
4.02 – 6.84 milhões
4.03 – 6.48 milhões
4.04 – 5.89 milhões
4.05 – 5.93 milhões
4.06 – 5.25 milhões
4.07 – 5.43 milhões

Lipstick Jungle – 2ª temporada
A série Lipstick Jungle foi renovada somente pelo investimento do canal que achava que conseguiria pescar a audiência feminina em algum momento deste ano, no entanto, não foi o que aconteceu. A série vem registrando índices entre 5 e 6 milhões, uma pena.
2.01 – 6.08 milhões
2.02 – 5.30 milhões
2.03 – 4.80 milhões

Ugly Betty – 3ª temporada
A nova temporada de Ugly Betty vem caindo conforme as semanas. A série, que foi um sucesso na 1ª temporada, não é mais a mesma, principalmente pela queda lamentável dos roteiros da 2ª temporada, que deixaram a comédia e o humor negro em substituição a um clima muito dramático. Os índices variam entre 8 e 9 milhões.
3.01 – 9.78 milhões
3.02 – 8.58 milhões
3.03 – 8.48 milhões
3.04 – 8.20 milhões

Knight Rider, a.k.a., Supermáquina – série estreante
Knight Rider, que prometia uma boa audiência, provou o contrário conforme as semanas. O programa piloto ainda tinha uma audiência razoável, mas já fora alvo da crítica. Ainda não pude conferir e, na verdade, não me interessei muito pela trama requentada.
1.01 – 7.30 milhões
1.02 – 7.56 milhões
1.03 – 6.73 milhões
1.04 – 7.70 milhões

Pushing Daisies – 2ª temporada
Parece que o colorido acabou. Pushing Daisies vem caindo conforme as semanas. Uma PENA para uma série tão magnífica e diferente das demais da televisão americana. Espero que pela repercussão junto à crítica o canal aposte um pouco mais no fabuloso mundo fantástico do mestre Bryan Fuller, e dê nova chance a Ned, Olive e cia.
2.01 – 6.30 milhões
2.02 – 5.55 milhões
2.03 – 6.30 milhões

Chuck – 2ª temporada
Chuck nem foi muito bem em sua 1ª temporada e fora renovado mesmo assim, principalmente pelo hype em torno da série. Como sempre ando escrevendo por aqui, os nerds estão tomando conta do mundo, e das séries também. Mesmo assim, torço por um retorno de audiência em Chuck, pois a série é muito divertida e com muitas cenas de ação, sem dúvida um programa pra relaxar. Já garantiu uma temporada completa com 22 episódios.
2.01 – 6.62 milhões
2.02 – 5.89 milhões
2.03 – 6.01 milhões

Dirty Sexy Money – 2ª temporada
Dirty Sexy Money nunca conseguiu altos índices, porém nessas últimas semanas a coisa ficou crítica. Deve ser cancelada, mesmo tendo um elenco bastante acima da média com nomes como Donald Sutherland e Peter Kruse (À Sete Palmos).
2.01 – 7.15 milhões
2.02 – 5.95 milhões

Life – 2ª temporada
Eu devo ser um dos seis fãs de Life, série investigativa. “Mais uma”, poderia você argumentar, mas que tem na interpretação de Damian Lewis um excelente triunfo como detetive Crews. A série teve uma pequena temporada de apenas 9 episódios, onde já sabemos de vários mistérios da trama. Nesta segunda temporada o canal NBC acabou rifando a série ao exibí-la duas vezes na semana, assim fica difícil fidelizar o espectador.
2.01 – 6.92 milhões
2.02 – 5.44 milhões
2.03 – 5.78 milhões
2.04 – 4.92 milhões

The Ex List – série estreante
Praga de série maníaco pega! E a CBS (única série sua citada aqui) deve ter descoberto isto a duras penas. Os fãs de Moonlight bateram pé, mandaram cartas, emails, anúncios, pedindo para o canal manter a série sobre vampiros no ar, o canal reclamou da audiência e cancelou o show. Resultado: a série substituta não consegue 60% da audiência de Moonlight e acaba derrubando a até então melhor série do canal às sextas, Numb3rs.
1.01 – 6.85 milhões
1.02 – 5.71 milhões

Privileged – série estreante
Numa temporada onde o pequeno, e diversas vezes questionável, canal CW comemora o sucesso e afirmação de diversas séries suas, como 90210 e Gossip Girl, a estreante Privileged decepciona. Também, o canal deixou a série a própria sorte no quesito marketing/divulgação.
1.01 – 2.93 milhões
1.02 – 2.43 milhões
1.03 – 1.86 milhões
1.04 – 1.88 milhões
1.05 – 2.30 milhões

Repercutindo as séries do Fall Season

Sit.Com terça-feira, 09 de setembro de 2008 – 8 comentários

Me desculpem aos leitores que acompanham as séries pela tevê a cabo, mas hoje a coluna possui SPOILERS sobre os episódios iniciais de primeira semana do Fall Season, claro que graças aos “meios alternativos” de exibição.

Prison Break – 4ª Temporada

s04e01 – Scylla / s04e02 – Breaking and Entering
Não sei vocês, até porque alguns devem estar acompanhando a 3ª temporada no canal Fox (agora imaginem quando passará esta 4ª temporada), mas PRISON BREAK parece que já deu o que tinha que dar. Não que os episódios deste retorno sejam ruins, estão lá a adrenalina a mil, as situações inverossímeis, todos os personagens, inclusive um morto-vivo; no entanto, a trama básica da série se modificou completamente.

Sai do enfoque as fugas impossíveis e presídios, entram em cena uma organização montada para destruir a tão temida e onipresente Companhia. Inclusive, a introdução desta nova temporada é fulminante e muito, mas muito rápida, assim, em cinco minutos tudo se resolve; me lembrou a organização da série Alias, pelo menos esta tinha a gracinha de Jennifer Garner.

Neste retorno, a ação pelo menos promete ser incessante e as cenas de tensão parecem que serão melhores exploradas, como já observado nestes dois episódios. Dos personagens novos, o novo assassino da Companhia (o marido da médica Miranda Bailey, de Grey’s Anatomy) promete ser O vilão da temporada (bem melhor que os vilões anteriores, oriental de sorrisinho cínico e a boring Gretchen) já o policial Don Self aparentemente vai ser prejudicado pela figura nada ameaçadora do ator Michael Rapaport (que não tem cara alguma de detetive). Só resta acompanhar a série para saber se isto é uma evolução ou uma trucagem dos produtores para esticarem a trama.

Gossip Girl & 90210

Gossip Girl s02e01 – Summer, Kind of Wonderful
90210 s01e01 – We’re not in Kansas Anymore e s01e02 – The Jet Set

Nem vou me ater em muitos comentários destas duas séries teens, ou mimimi, até porque tenho obrigação de agradar a outros paladares que não somente o meu, ou seja, tenho companhia feminina para assistí-los. GOSSIP GIRL volta um pouco melhor que seu final de temporada (até agora não consigo entender todo aquele drama de Serena com seu segredo que durou toda temporada), ainda me incomoda a maneira como certos personagens são tratados, neste início o sem graça Nate pegando uma mulher casada fica díficil de engolir. Whatever, pelo menos ainda sobram as farpas de Chuck e Blair. A série retorna em Novembro na Warner.

Já o retorno marketeiro de 90210, a.k.a. Barrados no Baile, me surpreendeu pelo espaço dado as tramas adultas, até mesmo Kelly (agora, mãe) promete ter sua subtrama; inclusive, tenho que comentar que o sentimento de nostalgia com a antiga série predominou nestes primeiros dois episódios. Vale destacar ainda a presença da veterana Jessica Walter, como vó da nova protagonista (a gracinha esquelética, Naomie), uma antiga diva de Hollywood, sempre com uma “taça de chá” lhe acompanhando! De resto, são os clichês de personagens interagindo no universo escolar (ou melhor, high school). Não posso deixar de comentar que ainda me incomoda a idade dos jovens na série, neste episódio uma das protagonistas faz 16 anos, mas a atriz que interpreta ela já passou faz tempo por esta idade, tem atualmente 21 anos completados! A série será exibida em Novembro pelo canal brasileiro Sony.

Dexter

s03e01 pre air Our Father
E pra surpresa geral, não pela primeira vez, vazou na internet o primeiro episódio da terceira temporada da genial série DEXTER; aqui o FX começa a exibir a 2ª temporada em Outubro. Nesta volta da série, marcada oficialmente para 28/09, começamos a observar uma modificação dos personagens, o episódio em si está muito intimista e parado, um pouco abaixo da média de DEXTER.

No entanto, dá para notar que o tom é proposital devido ao episódio ser o que chamamos de transição, abrindo novas tramas para serem trabalhadas durante esta temporada. Dexter tem que saber como trabalhar com seu novo código, Rita revela uma inusitada surpresa, Debra esta de visual novo e uma nova postura (não deixando de lado seus furos e palavrões, é claro!) e, principalmente, fiquei curioso com o estranho caso que abriu a série, uma morte acidental que trouxe para o elenco fixo da série nesta temporada o ator Jimmy Smith (de série Cane e Nova York contra o Crime), irmão do morto e promotor da cidade, porém, ainda não consegui antecipar de que forma será trabalhado ao longo dos episódios. Clima de dúvida no ar e episódios inéditos agora só em Outubro!

confira

quem?

baconfrito