Veja o novo comercial de “Heroes”

Televisão quinta-feira, 20 de setembro de 2007 – 0 comentários

Pois é, a 2ª temporada se aproxima, e o pessoal da NBC continua na divulgação da série. confira abaixo o mais novo comercial da série:

Com data de estréia para dia 24 de setembro, espero ansiosamente o primeiro episódio

A Volta dos Seriados Americanos – 1ª parte

Sit.Com terça-feira, 18 de setembro de 2007 – 2 comentários

Então seriemaríacos já estão com o HD do computador desocupado? Pois se não, tratem de correr atrás disso, desde ontem voltaram a ser exibidos diversos seriados em novas temporadas nos EUA, e muito outros estrearão. Para quem não quiser esperar até Deus sabe quando para conferir os novos episódios ou os novos seriados, vou montar um guia de sobrevivência para estas semanas iniciais, até que cada um monte uma grade com seus seriados prediletos. Pegue caneta e papel.

Ontem (17/09), a Fox americana já iniciou as estréias com a terceira temporada de Prison Break. De seriado surpresa, Prison Break, fez um sucesso surpreendente pela fórmula a la 24 Horas (não se preocupem a série volta em Janeiro de 2008), onde a adrenalina e a tensão são contínuos, algumas vezes abusando da paciência, mas tudo bem. Nesta terceira temporada há uma volta ás origens, Scolfield, Mahone, Bellick e T-Bag estão em Sona, prisão do Panamá, um verdadeiro lixão, só quero ver como vão fazer para sobreviver lá dentro, muito mais que desta vez não há um plano de fuga, somente Lincoln estára solto. Além disso, a Dra. Sara Tancredi, paixão de Scolfield, não participa desta nova temporda segundo os produtores, uma perda para o seriado.

Fazendo dobradinha com Prison Break, estréia K-Ville, drama policial roteirizado e produzido por Jonathan Lisco (The District) que vai mostrar a rotina do departamento de polícia de Nova Orleans (e também os efeitos da passagem do furacão Katrina pela cidade), argumento bastante interessante se pensando no cenário de caos que até hoje a cidade apresenta. Com Anthony Anderson (The Shield), Cole Hauser (do filme Mais Velozes e Mais Furiosos), John Carroll Lynch (Close to Home) e a bela Tawny Cypress (Heroes).

Na quarta-feira (19/09), volta para a segunda temporada o seriado cômico da Fox Til Death (exibido aqui pelo Sony), que quase chegou a ser cancelado pela baixa audiência, mas em função de ser exibido em dobradinha com American Idol a partir de janeiro, garantiu uma sobrevida, vamos ver o que acontece nesta nova temporada.

Bastante comentada pela mídia é a nova série da CW, Gossip Girl, adaptação dos romances infanto-juvenis de Cecily Von Ziegesar. Com produção executiva do elogiado Josh Schwartz, o criador de The O.C., a série é narrada por uma garota que escreve um weblog anônimo revelando fofocas dos estudantes de uma escola de elite em Nova York. A série tem a bela Leighton Meester (Surface, House) no elenco e narração da ex-Veronica Mars, Kristen Bell. Mais um seriado teen, para quem gosta, sou fã de Kristen Bell por isto vou conferir o primeiro episódio para ver como ficou, o canal Warner exibe a série em Novembro quando estréia sua nova programação.

Outra estréia de quarta-feira, é o reality show da CBS, Kid Nation, que já vem causando polêmica na mídia por mostrar um grupo de 40 crianças, de 8 a 15 anos, tentando habitar uma cidade fantasma ao longo de 40 dias. Os garotos terão que aprender a gerenciar negócios, criar uma estrutura de governo e cozinhar sua própria comida. O programa não terá eliminação e só sairão as crianças que pedirem para voltar para casa.

Já no domingo (23/09), pelo canal Fox americano volta o bloco de animações adultas The Simpsons, Family Guy e King of the Hill. Enquanto isso, no canal CBS, voltam os dramas Cold Case, onde algumas semanas depois de ser baleada, Lilly (Kathryn Morris, que acaba de receber um gordo aumento de salário) retorna ao trabalho e tenta convencer si mesma e a seu chefe de que está emocionalmente recuperada. Já em Shark, série estreante com maior audiência da temporada passada, volta para a segunda temporada com a promotora Jessica (Jeri Ryan), que perdeu a eleição na temporada passada, ajudando Sebastian (James Woods) em um caso de duplo homicídio. Kevin Pollak (do filme Meu Vizinho Mafioso) e Kevin Alejandro (Ugly Betty, Sleeper Cell) terão papéis regulares na série, que teve um episódio final chocante. Cold Case é exibido pela Warner deve estrear em Novembro por aqui já, Shark, exibido pela Fox, deve estrear a nova temporda somente em 2008.

As grandes estréias começam na semana seguinte, na segunda-feira (24/09) pelo canal ABC, estreiam as novas temporadas dos realitys shows The Bachelor (aquele que um guri escolhe a namorada em meio a mais de trinta mulheres e, ainda, ganha um dinheirão, sortudo ele) e Dancing with Stars, realizado de maneira tupiniquin no Domingão do Faustão, nesta temporada tem até brasileiro na dança, o piloto Helio Castroneves.

Já o canal CBS, volta com o bloco de sitcom de segunda, com as novas temporadas de Rules of Engagement, que estreiou no mid-season e garantiu uma temporada completa agora, será exibida no canal Sony, How I Met your Mother, uma das minhas comédias favoritas atualmente, Two and a Half Man, a série cômica de maior audiência nos EUA, e a estréia de The Big Bang Theory, o seriado gira em torno dois amigos que são verdadeiros gênios, mas sem nenhuma habilidade social, que passarão a conviver com uma sexy vizinha. No elenco Johnny Galecki (Roseanne), Jim Parsons (coadjuvante em A Juíza) e a bela Kaley Cuoco (Charmed, 8 Simple Rules). A série foi adquirida pelo canal Warner Channel, deve estrear em novembro por aqui. Fechando a noite de segunda-feira da CBS, volta C.S.I. Miami, com o mais cafona protagonista da televisão, Horatio Sanz (David Caruso) e seu inconfundível óculos de sol.

As demais estréias vêm do canal NBC, que volta com a segunda temporada do baladíssimo seriado Heroes, estreando na tevê aberta domingo dia 23 na Record, as novidades de Heroes você encontra aqui e aqui. Chuck, nova série, é dos produtores executivos de The O.C., Josh Schwartz e McG. Nela, Zachary Levi (Less Than Perfect) faz o papel de um nerd especialista em computadores que se torna agente secreto de um organização governamental. Adam Baldwin (The Inside), Julia Ling (ER) e Sarah Lancaster (What About Brian) estão no elenco. O episódio piloto vazou na internet e pude conferí-lo, é uma comédia com toques de drama e suspense, o episódio é bacana apresenta os personagens e a história central, vamos ver como se desenvolve na temporada, o seriado foi adquirido pela Warner devendo estrear em novembro.

A última estréia da segunda (23/09) é o drama Journeyman, também da NBC, nele o ator Kevin McKidd, de Roma, faz o papel de um jornalista de San Francisco que inexplicavelmente descobre que pode viajar no tempo, mudando a vida das pessoas. Durante as viagens ele poderá se reencontrar com sua ex-noiva – apesar de ser casado com outra mulher. A série tem produção executiva do roteirista Kevin Falls e do diretor e produtor Alex Graves, ambos vencedores do Emmy por The West Wing. Ainda sem exibição garantida aqui no Brasil.

Esta é somente a primeira semana de estréia do fall season, na próxima coluna comento as estréias a partir de terça-feira (25/09). Até lá ótimos seriados.

Vencedores e comentários sobre o Emmy 2007

Televisão segunda-feira, 17 de setembro de 2007 – 3 comentários

Neste domingo (16/09) à noite, foram entregues os Emmy, principal premiação da televisão americana. Exibido pelo canal Fox americano, aqui no Brasil pelo canal Sony, em áudio original sem legendas, o show foi apresentado por Ryan Seacrest, apresentador do American Idol, numa premiação que durou mais de três horas.

Como todo bom série maníaco, sim, eu aguentei as três horas, e trago para vocês os premiados, os injustiçados e alguns comentários sobre esta noite. Além das categorias para séries, divididas entre drama e comédia, o Emmy premia especias, musicais, programa de variedades, minisséries e filmes para tevê.

Série dramática: The Sopranos – Como eu previa a despedida garantiu o prêmio principal para o seriado de mafiosos da HBO, claro que merecidamente, não pela minha opinião, pois acabei de adquirir os primeiros episódios da série para começar a acompanhá-la. Me surpreendi, pois achava que nas categorias de elenco The Sopranos levaria alguma coisa, o que não ocorreu, apesar da inúmeras indicações;

Ator em série dramática: James Spader (Boston Legal) – Por aqui conhecido como Justiça sem Limites, exibido pela Fox, não era o favorito (James Gandolfini) nem meu predileto (Hugh Laurie), até porque considero seu personagem mais cômico do que dramático;

Atriz em série dramática: Sally Field (Brothers & Sisters) – Série que estréia em outubro no Universal Channel, é na verdade um drama familiar, Sally é uma ótima atriz, mas acredito que seu prêmio se deve mais à sua fama no cinema do que pelo seu papel no drama, torcia por Kyra Segdwick, de The Closer;

Ator coadjuvante em série dramática: Terry O’Quinn (Lost) – Única categoria onde o elenco de Lost (meu seriado predileto) concorria, mas torcia mais por Michael “Benjamin Linus” Emerson, mesmo assim é merecido;

Atriz coadjuvante em série dramática: Katherine Heigl (Grey’s Anatomy) – A maior injustiça da noite, apesar da beleza da atriz, sua colega de elenco Sandra Oh era quem merecia. Acredito que este prêmio se deva ao sucesso de público e crítica que seu filme Ligeiramente Grávidos, que estréia na próxima semana aqui no Brasil, alcançou nos últimos meses, deixando a atriz em destaque na mídia;

Roteiro em série dramática: David Chase (The Sopranos) – Episódio Made in America, episódio final da série;

Direção em série dramárica: Alan Taylor (The Sopranos) – Pelo episódio Kennedy and Heidi;

Série Cômica: 30 Rock – Queridinha da crítica acabou levando o prêmio principal como previsto deixando para trás The Office e Ugly Betty, sua criadora e atriz Tina Fey agradeceu às duas dezenas de telespectadores que assistem á série, tirando sarro da baixa audiência do programa;

Ator em série cômica: Rick Gervais (Extras) – Azarão da categoria, Gervais é um ator inglês que coincidentemente criou o seriado The Office, posteriormente adaptado para os Eua, inclusive Steve Carrell concorria contra Gervais pelo seu papel em The Office. Extras foi exibido no Brasil pelo canal HBO;

Atriz em série cômica: America Ferrera (Ugly Betty) – Minha favorita, Ferrera é muito divertida no papel principal de Betty, latina desajeitada que trabalha numa grande revista de moda, baseada na novela já exibida por aqui, Betty, a Feia. No Brasil, a série estreará em novembro junto com a nova programação do canal Sony;

Ator coadjuvante em série cômica: Jeremy Piven (Entourage) – Ator bicampeão da categoria, levou o mesmo prêmio no ano passado, faz parte do elenco do divertido seriado sobre os bastidores de um astro e seus amigos em Hollywood. Piven é o agente do astro, meu favorito era Neil Patrick Harris, da comédia How I Met Your Mother (no futuro falo sobre esta divertida comédia na coluna Sit.com);

Atriz coadjuvante em série cômica: Jaime Pressly (My Name is Earl) – Única premiação desta série sempre elogiada pela mídia, atriz estava supresa e emocionada;

Roteiro em série cômica: Greg Daniels (The Office) – Episódio Gay Witch Hunt;

Direção em série cômica: Richard Shepard (Ugly Betty) – Episódio piloto da série;

Filme para tevê: Burry My Heart at Wounded Knee;

Minissérie: Broken Trail – Já lançado no Brasil em dvd com o título Rastro Perdido;

Ator em minissérie ou filme para tevê: Robert Duvall (Broken Trail);

Atriz em minissérie ou filme para tevê: Helen Mirren (The Prime Suspect: The Final Act) – Helen Mirren foi a vencedora do Oscar neste ano pelo filme A Rainha;

Ator coadjuvante em minissérie ou filme para tevê: Thomas Harden Church (Broken Trail);

Atriz coadjuvante em minissérie ou filme para tevê: Judy Davis (The Starter Wife);

Roteiro em minissérie ou filme para tevê: Frank Deasy (The Prime Suspect: The Final Act):

Direção em minissérie ou filme para tevê: Philip Martin (The Prime Suspect: The Final Act);

Reality Show:The Amazing Race – Exibido pelo canal AXN, aqui no Brasil;

Especial humoristíco, musical ou variedades: Tony Bennett: An American Classic;

Performance individual em musical ou programa de variedades: Tony Bennett: An American Classic;

Direção em musical ou programa de variedades: Rob Marshall (Tony Bennett: An American Classic) – Rob Marshall é diretor de filmes como Chicago e Memórias de um Gueixa;

Programa de variedades: The Daily Show with Jon Stewart – O canal Sony deve começar a exibir o programa a partir de novembro e seu apresentador, Jon Stewart, será o mestre de cerimônias no próximo Oscar;

Roteiro em programa de variedades: equipe de roteiristas do Late Night with Conan O’Brian

Obs.:com a entrega dos prêmios Emmy está dada a largada para o início do Fall Season, outono americano, a partir desta segunda-feira, quando os principais seriados estréiam ou voltam a ser exibidos em suas novas temporadas. Nos próximos dias, divulgo as datas de estréia dos principais seriados e comento alguns que já assiti.

Smallville e Desperate Housewives – Saiba o que vai acontecer na estréia da nova temporada

Televisão quinta-feira, 13 de setembro de 2007 – 1 comentário

****contém spoiler****

Se você ainda não sabe, após a premiação do Emmy neste domingo, dia 16, está dada a largada para as novas temporadas dos principais seriados americanos (época conhecida como fall season). Aqui você encontra notícias sobre Heroes e Grey’s Anatomy, divulgadas anteriormente. Hoje é a vez de Smallville e Desperate Housewives.

Smallville: Mesmo não sendo fã, assisto ocasionalmente e acho alguns personagens (como Lana e Clark) muito chatos e entediantes. O episódio inicial da sétima temporada se chamará Bizarro e vai ao ar dia 27. Aqui no Brasil, o seriado exibido pelo canal Warner deve estrear a nova temporda em Novembro. Sobre os acontecimentos, sabe-se que Lex Luthor será visto em uma sepultura de água, mas será salvo pela nova personagem, Kara, a Supergirl, prima kriptoniana de Clark, que acordará com a explosão da represa. O colunista Michael Ausiello, da Tv Guide, revelou que no meio do episódio uma mulher será oficialmente declarada morta (suspeita-se que seja Lana Lang, mesmo assim a personagem continuaria como um clone!?).

Pelo menos um novo colírio em Smallville

Outra novidade seria uma aproximação suspeita entre Lois e o Clark Bizarro, aquele que surgiu no episódio final da sexta temporada, e um novo poder “quente” para Clark. Além disso, foram confirmadas as participações de Dean Cain, o Superman do seriado dos anos 90, e a Supergirl original do filme homônimo dos anos 80 (como a tia kriptoniana de Clark).

Desperate Housewives: O seriado original americano (não aquela cópia desnecessária da RedeTV), estréia no domingo, dia 30, iniciando a quarta temporada do seriado. O canal Sony deve iniciar a exibição somente em fevereiro de 2008. Nesta volta, parece que alguma das donas-de-casa ficará viúva (suspeita-se que seja a personagem Gabrielle, recém casada no final da temporada anterior, pois parece que o ator que interpreta Victor não permanecerá muito tempo no seriado). Ausiello também revelou que a senhora McClusky, aquela velhinha metida que cuida dos filhos de Lynette, salva uma das donas-de-casa da morte.

Quem será a nova viúva de Wisteria Lane

Outras revelações dão conta que um dos mistérios da nova temporada será o passado da personagem Dylan, a filha adolescente de Katherine, a nova dona-de-casa de Wisteria Lane. Além disso, vamos conhecer a irmã mais velha de Lynette e um casal gay deve chegar na vizinhança.

Heroes e Grey’s Anatomy – Saiba o que vai acontecer na estréia da nova temporada

Televisão quarta-feira, 12 de setembro de 2007 – 1 comentário

****contém spoilers****

Heroes, exibido pela rede americana NBC, volta dia 24 com o chamado Volume Dois: Generations, título dado pelos produtores para esta nova temporada, o episódio de estréia tem o título de Four Months Later.

“Quando o segundo volume de Heroes começar, os destinos de Peter (Milo Ventimiglia), Nathan (Adrian Pasdar) e Matt (Greg Grunberg) serão revelados, seguindo o horrível encontro com Sylar (Zachary Quinto) e incontrolável detonação nuclear de Peter, milhas acima de Nova York.

À medida que todo mundo tenta seguir adiante, uma nova força sinistra começa a caçar e matar os heróis. Com a família escondida no Sul da Califórnia, H.R.G. (Jack Coleman) e Claire (Hayden Panettiere) tentam levar uma vida sem levantar suspeitas – o que se prova algo mais fácil de falar do que fazer.

Enquanto isso, no Japão feudal, Hiro (Masi Oka) encontra o seu herói, Takezo Kensei (David Anders). Os gêmeos Maya (Dania Ramirez) e Alejandro Herrera (Shalim Ortiz) ansiam por cruzar os Estados Unidos pelo México, na esperança de encontrar ajuda para curar as suas mortais habilidades.”

A sinopse promete e seria melhor ainda se no preview abaixo pudéssemos ter certeza que personagens chatos, como Mohinder e Nikki, simplesmente sumissem, o que não acontece.

Já em Grey’s Anatomy, que se recuperou com um ótimo episódio final de temporada, retorna dia 27 iniciando a quarta temporada com o episódio A Change is Gonna Come.

“Novos residentes, novos chefes e as vítimas de um acidente com vários carros. Recém-chegada da sua lua-de-mel com Meredith, Cristina procura por Burke, mas ele não está em lugar algum.

Aprovados no exame, Meredith, Cristina, Izzie e Alex passam o seu primeiro dia acompanhados de seu próprio grupo de residentes – entre eles, George, repetindo o processo depois de ter sido reprovado no exame, e Lexie Grey (Chyler Leigh), a meia-irmã que Meredith nunca conheceu.

Agora que a relação com Meredith chegou a um impasse emocional, Derek busca ombro em seus amigos doutores; Bailey luta por espaço agora que os residentes responderão á nova chefe, Callie; e Richard reassume sua posição como cirurgião-chefe.”

A colunista do E!Online, Kristen Veitch, divulgou que George, que rodou no exame será residente de Meredith e Lexie Grey será residente de Cristina.

Obs.: As novas temporadas destes seriados devem estrear no Brasil somente no ano que vem, viva o download!!.

Comentários para acompanhar o Emmy – Dramas

Sit.Com terça-feira, 11 de setembro de 2007 – 2 comentários

Retificando neste domingo (16) ocorre a grande premiação dos serie maníacos, o Emmy, que será exibido pelo canal Sony ao vivo. Na coluna passada destaquei os seriados cômicos, hoje, é a vez da categoria drama. A versatilidade é a marca desta categoria, neste ano, tivemos surpresas, injustiças e uma despedida. Inclusive, esta despedida, o seriado The Sopranos, deve ser a grande questão da noite, será que os votantes irão premiar o seriado pela sua despedida como homenagem, se isto acontecer não tem pra ninguém, The Sopranos deve levar a maioria dos prêmios e os demais concorrentes ficarão a ver navios.

Os cinco indicados a melhor drama e alguns destaques:

Família Soprano (The Sopranos): seriado aclamado pela crítica, já o considero hour concurs, encerrou sua história na sexta temporada (recém exibida pelo canal HBO). Nestes anos acumulou dezenas de prêmios e indicações ao mostrar a vida e os dramas existenciais de Tony Soprano, um poderoso chefão da máfia contemporânea de New Jersey. Com tantas pressões em casa (com sua família e sua mãe) e nos negócios decide que precisa da ajuda médica e procura a psiquiatra Jennifer Melfi. Além da indicação de seriado, concorre como ator (James Gandolfini), atriz (Edie Falco), ator coadjuvante (Michael Imperioli), atriz coadjuvante (Lorraine Bracco e Ainda Turturro), entre outras indicações técnicas.

Grey’s Anatomy: uma das supresas do ano passado, Grey’s Anatomy nesta terceira temporada retificou sua audiência junto ao público, dividindo-a com o seriado policial C.S.I. (seriado mais assistido na temporada passada), com um mistura de elementos novelescos (drama, romance e comédia), junto a uma trilha infalível, Grey’s conta os dramas e dilemas de uma equipe de residentes no hospital Seattle Grace. Se a crítica questiona a protagonista Meredith, as coadjuvantes Sandra Oh (dra. Cristina) e Chandra Wilson (supervisora dos residentes Dra. Bailey), dão um show a cada semana, tanto que estão indicadas a melhor atriz coadjuvante. Ao mesmo tempo cômica e emocionante, a terceira temporada teve altos e baixos, no entanto deixou um gancho interessante para a quarta temporada, além disto, o sucesso é tanto que a personagem coadjuvante Dra. Addison, ganhou um seriado só seu, Private Practice, que estréia nesta nova temporada que inicia a partir de segunda que vem (nos próximos dias revelo as datas das estréias para quem quiser acompanhar os seriados).

House: assim como Grey’s Anatomy, House está indo para sua quarta temporada, é um dos meus seriados prediletos pelo incrível personagem principal e sua interação com os demais médicos de sua equipe e os inusitados casos de saúde que trata. Apesar de ser considerado um seriado com fórmula (cada semana envolve o tratamento de um paciente), House, o seriado, evoluiu a partir do momento que guardou espaço para as vidas dos personagens, principalmente, o comportamento destrutivo e egoísta do Dr. House. Obviamente, o ator Hugh Laurie é favorito ao lado de Gandolfini para levar o prêmio de melhor ator. Se quiser saber detalhes da terceira temporada clique aqui.

Boston Legal: uma surpresa a presença de Boston Legal, ou Justiça sem Limites como é exibida pelo canal Fox, pois o seriado é uma mistura de comédia com toques dramáticos, e quando isto acontece, normalmente, o seriado é deslocado para a categoria comédia (assim ocorre com Desperate Housewifes e Ugly Betty). Se como seriado a indicação de Boston Legal surpreende, as indicações de James Spader (melhor ator) e William Shatner (ator coadjuvante) são rotineiras. Para quem não conhece o seriado ele conta as aventuras de um grupo de advogados, liderados por Alan Shore e Denny Crane, em milionários casos de processos civis em Boston, se você acha que conhece esta história é que o seriado foi criado por David E. Kelley, marido de Michelle Pfeiffer e criador de seriados como Ally McBeal e O Desafio.

Heroes: já comentei sobre Heroes aqui, considero certo exagero de o Emmy indicar Heroes pela sua irregular primeira temporada, acredito que sua aura moderna e cool, seja o que tenha garantido sua presença nesta categoria. Tanto isto é verdade, que nas demais categorias Heroes somente foi indicado por ator coadjuvante, o carismático Masi Oka, por Hiro Nakamura.

Outros Indicados:

Na categoria de melhor ator, além dos citados, Kiefer Sutherland (24 Horas), ganhador do prêmio no ano passado, e Denis Leary (Rescue Me), que está sendo exibido pelo canal Fox ás segundas-feiras;

Na categoria de melhor atriz, além de Edie Falco, Mariska Hargitay (ganhadora do último ano, pelo ótimo Lei & Orden: Unidade de Vítimas Especiais), Kyra Sedgwick (ótima em The Closer ou Divisão Criminal, seu nome no SBT), Sally Field (Brothers & Sisters, que estréia em outubro no Universal Channel), Minnie Driver (The Riches, exibido pelo canal Telecine Light) e Patrícia Arquette (Medium);

Na categoria de melhor ator coadjuvante, além dos citados no texto, Terry O’Quinn (o Locke, de Lost), Michael Emerson (Benjamin Linus, de Lost), são os meus favoritos para ganhar até porque a não indicação da terceira temporada de Lost como melhor seriado está sendo bastante criticada pela imprensa;

Na categoria de melhor atriz coadjuvante, também foram indicadas Rachel Griffiths (Brothers & Sisters) e Katherine Heigl (Grey’s Anatomy);

Na segunda-feira comento os vencedores, curiosidades e surpresas da premiação do Emmy.

Novos personagens em Lost

Televisão quinta-feira, 06 de setembro de 2007 – 2 comentários

Mesmo estando longe de estrear a quarta temporada, nos Eua em fevereiro de 2008, os produtores de Lost, Damon Lindelof e Carlton Cuse, parece terem fechado o período de contratações para o elenco, por enquanto. Pouco foi revelado sobre os novos personagens, nem mesmo os boatos sobre seus nomes foram confirmados pelos produtores que preferiram manter o mistério até o início da temporada.

De cima para baixo: Jeremy Davies, Ken Leung, Rebecca Mader, Lance Reddick e Jeff Fahey

Para os fãs do seriado (eu!eu!eu!) , Cuse e Lindelof apenas  comentaram que nenhum desses atores irá participar de apenas um episódio. Alguns terão histórias contadas ao longo da temporada, alguns vão aparecer muito no início da temporada e depois podem ou não continuar, alguns têm potencial para virarem personagens fixos no futuro. Resumindo: tudo é muito vago ainda. Nesses próximos meses muitas notícias ou boatos devem surgir até a estréia ano que vem.

Comentários para acompanhar o Emmy – Comédias

Sit.Com terça-feira, 04 de setembro de 2007 – 1 comentário

Impressionante o momento pelo qual passa a televisão americana no que se refere aos seriados, acredito que poucas vezes houve uma diversificação de temas e uma qualidade de roteiros tão boa. Para premiar os melhores seriados exibidos de 2006 até metade de 2007, há o prêmio Emmy, considerado o Oscar da televisão americana, que premia seriados subdivididos em drama e comédia, atores, programa de variedades, realitys shows, além de filmes e minisséries especiais para a televisão.

Apesar da polêmicas sobre os indicados a premiação se realiza no domingo dia 16 com transmissão pelo canal Sony. Se você não acompanha todos os seriados, aí vão alguns comentários sobre as categorias principais, primeiramente sobre as comédias, semana que vem, será a vez dos dramas.

São cinco os indicados ao prêmio de Melhor Comédia:

1. 30 Rock: seriado criado pela atriz/roteirista Tina Fey, está em sua primeira temporada, bastante elogiada pela crítica especializada, no entanto, a audiência é baixa. Foi renovada para uma segunda temporada por ser uma aposta do diretor do canal. Se destaca por mostrar os bastidores de um programa televisivo com bastante irreverência, bons personagens e um bom elenco, Tina Fey e Alec Baldwin (impagável, divide o favoritismo com Steve Carell) estão indicados para melhor atriz e ator, respectivamente.

2. Entourage: seriado que tem entre os seus produtores o ator Mark Wahlberg, está em sua quarta temporada e conta as aventuras do astro em ascenção Vincent Chase e suas amigos pelos bastidores de Hollywood, inclusive por retratar este universo o seriado possui diversas participações especiais como o cineasta James Cameron. Seriado exibido pela HBO, um canal a cabo bastante conceituado nos Eua, também possui duas indicações por ator coadjuvante em comédia com Jeremy Piven e Kevin Dillon.

3. The Office: versão americana para um seriado inglês que assim como 30 Rock é um queridinho da imprensa (acredito que seja o favorito na categoria principal), mas não possui o mesmo êxito em audiência, tem o ator Steve Carell, já bastante conhecido dos filmes A Volta do Todo Poderoso e O Virgem de 40, como o gerente comercial Michael Scott. O enredo do seriado é retratar o dia-a-dia de um escritório, através da relação entre o chefe e os funcionários, é um verdadeiro humor por constrangimento. The Office está em sua terceira temporada e também garantiu indicações a quase todo elenco, Steve Carell (melhor ator), Rainn Wilson (o estranho Dwight, como melhor ator coadjuvante) e Jenna Fisher (a graciosa Pam, como melhor atriz coadjuvante).

4. Two and a Half Man: o seriado com maior audiência deste segmento (após o término do já clássico Everybody Loves Raymond), conta a história dos irmãos Charlie e Alan, o primeiro um solteirão convicto e o outro recém saído de um divorcio, juntos criam Jake, o filho de Alan em meio a inúmeros namoros de Charlie e a mãe controladora deles. No têve aberta, o SBT exibe o seriado como Dois Homens e Meio. Está indicado por melhor ator (Charlie Shenn), melhor ator coadjuvante (Jon Cryer) e duas indicações para melhor atriz coadjuvante (Holland Taylor e Conchata Ferrell).

5. Ugly Betty: uma das supresas desta temporada, um dos seriados estreantes com melhor audiência, Ugly Betty é uma adaptação produzida pela atriz Salma Hayek (que, inclusive participou do seriado), da novela mexicana exibida aqui no Brasil com sucesso, Betty, a Feia. Nos Eua, Ugly Betty se passa nos bastidores de uma revista de moda e mostra Betty, filha de mexicanos, se aventurando pelo mundo de aparências quando é contratada para ser secretária do filho do dono da revista Mode. Tendo um formato diferenciado, já que seus episódios possuem uma hora, na verdade a série mistura comédia com toques de drama, assim como Desperate Housewifes. Cheia de participações especiais, mistérios, muito exagero e humor auto-depreciativo, é estranho ainda não ter sido exibido aqui no Brasil. Concorre também por melhor atriz (a carismática America Ferrara, deve ser a favorita junto a Julia Louis-Dreyfus) e melhor atriz coadjuvante (Vanessa Williams).

  • ainda indicados, além dos citados acima, como melhor atorTony Shaloub (por Monk) e Rick Gervais (pelo seriado inglês Extras);
  • na categoria de melhor atriz, Julia Louis-Dreyfus (The Adventures of Old Christine), Felicity Huffman (Desperate Housewifes) e Mary-Louise Parker (Weeds);

Heroes

Sit.Com terça-feira, 28 de agosto de 2007 – 6 comentários

Aproveitando a chegada do Box da 1ª temporada de Heroes, prevista agora para o dia 29/08, comento alguns detalhes desta primeira temporada, informações especiais do Box e algumas novidades da próxima temporada.

“Gente demais pra roteiro de menos”

A estréia de Heroes, criação de Tim Kring, responsável pelo seriado Crossing Jordan (exibido no canal USA, assim como o próprio Heroes), veio cercada de expectativa, pois um seriado televisivo sobre pessoas comuns que descobrem poderes gera um gasto óbvio com efeitos especiais que, normalmente, são exceção neste formato em função do orçamento, e utilizar efeitos com qualidade duvidosa com certeza afastaria a audiência principal do seriado que são os jovens.

Mas ao situar a trama de Heroes nos dias atuais favoreceu no controle do que se refere ao uso de efeitos especiais e ainda colaborou para ocorrer uma identificação imediata entre público e personagens, os perfis dos personagens são facilmente identificados por todos, há um nerd e seu fiel parceiro (Hiro e Ando), uma menina cheerleader e sua família (Claire), uma mãe que trabalha fazendo strip-tease para sustentar o filho (Niki e Micah) e um jovem que busca nas pesquisas do pai descobrir o porquê de seu assassinato (Mohinder). Ainda há alguns personagens principais, como Nathan e Peter Petrelli, o policial Matt e o assassino “sugador de poderes” Sylar, juntamente com uma dezena de personagens que participaram desta primeira temporada.

Uma característica de Heroes são seus chamados arcos, um conjunto de episódios envolvidos numa questão maior. Por exemplo, nos primeiros episódios temos a famosa frase “Save the cheerleader, Save the World”, que ficou marcado como primeiro arco de Heroes. Outra característica estrutural dos episódios são os cliffhangers. Explico, é aquela cena final onde ocorre um grande gancho para o episódio posterior (Heroes é um grande usuário deste método, assim como Lost). Além disso, o visual de Heroes é moderno e sua estrutura de narrativa lembra quadrinhos, tanto que o canal NBC, que produz e transmite Heroes, lançou no site do seriado, os episódios no formato de HQ.

No entanto, Heroes possui um grande problema em sua primeira temporada, seus roteiros são bastante irregulares com diálogos previsíveis. Isto se deve, principalmente, a dois motivos: 1) Heroes possui muitos personagens, sendo a maioria fracos ou pouco desenvolvidos (nem estou me referindo aos atores), como por exemplo, Mohinder e o núcleo da família de Niki, além disso, esta quantidade de personagens gerou durante quase toda temporada uma segmentação de situações que desperdiçou muito do conteúdo dos episódios (e da paciência do espectador); 2) o tamanho no qual Heroes se transformou após os primeiros episódios gerou uma repercussão muito grande por parte de fãs (principalmente na internet) sobre Heroes, criando uma expectativa positiva em cima do seriado que acabou por entregar um episódio final fraco (How to Stop an Exploding Man), onde os conflitos de toda uma temporada foram resolvidos de maneira decepcionante.

No entanto, é inegável a maneira como o seriado seduz o espectador, sua aura “cool” e “hypada” (claramente, dirigido para o público jovem) também conquista o espectador comum á procura de uma história que tenha aventura, suspense, comédia e drama. Tenho esperança que pelas notícias desta quarta temporada (ler tópico abaixo) tanto no que se refere ao elenco como por alguns eventos já citados no episódio final, Heroes pode crescer mais ainda, principalmente, se Kring e sua equipe cuidarem melhor dos roteiros dos episódios, como ocorreu no melhor episódio da temporada, “Five Years Gone”.

Informações especiais sobre o box em dvd:

Making of da Série (espero que eles mostrem como fazem um episódio desde sua criação no papel até as gravações e pós-produção / Efeitos Visuais (não poderia deixar de ter aquela cena na qual Claire acorda no necrotério já sendo autopsiada, esta palavra existe?)/ Tim Sale e os Desenhos de Isaac Mendez (este deve ser bem interessante, a qualidade dos desenhos eram bastante impressionantes) / Perfil dos Personagens / Making Of de Dublês (vamos conhecer a ou o dublê da personagem Claire?) / Cenas Deletadas (não podem esquecer de colocar os erros dos atores)

O que está por vir na 2ª Temporada:

  • Quanto ao elenco principal parece que somente D.L. corre o risco de não voltar novamente (que pena, poderia citar mais uns cinco personagens nesta lista);
  • De novidades no elenco, a última aquisição foi a lindíssima Kristen Bell (a adorável protagonista de Verônica Mars) como a vilã Elle, Jessica Collins (a assassina das miniaturas desta última temporada de C.S.I.), David Anders (o vilão Sark, de Alias), entre outros;
  • A confirmação da minissérie Heroes: Origins, onde seriam apresentados novos heróis a cada semana, parece que a minissérie teria seis episódios, e já tem como diretor do primeiro episódio o nerd oficial de Hollywood, Kevin Smith (bastante conhecido do mundo das HQs), diretor de filmes como O Balconista e que, recentemente, participou de Duro de Matar 4.0 como hacker Worlock;
  • O episódio de estréia da nova temporada será dia 24 de setembro nos Eua (e nos computadores do resto do mundo) com o título “Four Months Later”;

Abaixo um promo da segunda temporada:

Caminhos do Coração estréia amanhã

Televisão segunda-feira, 27 de agosto de 2007 – 8 comentários

Ei, você, está com aquele sentimento de que está faltando algo? Suas séries preferidas entraram no período que todo fã odeia, o intervalo. Heroes, você está contando os segundos para o próximo episódio, que será exibido dia 24 de setembro, e se não sabe o nome dele será ” Four Months Later”. O box da primeira temporada, será lançado em breve, e você está acampado em frente a loja, só esperando chegar…
Se você está nessa, sossega um pouco, e liga na Record amanhã, pra ver a estréia de “Caminhos do Coração”. Sim, os mutantes que irão aparecer ali serão meio que previsíveis, você terá aquela sensação de que já viu eles em algum lugar, o que pode ser algo bom, ou ruim, dependendo de seu grau de fanatismo pelo universo mutante.
Enfim, a novela estará estreando amanhã. E tem 2 clipes que mostram os principais mutantes da trama em ação. Você pode ver eles aí em baixo:

Bom nesses trailer, tivemos uma amostra de o que pode acontecer nessa novela. Só sei que o cara que lê mentes, não marquei o nome dele ainda, é pentelho pra cacete, e o cara mau, o Taveira, (esse eu marquei o nome) é o cara legal da série.
Estréia amanhã, as 22 horas. Assista, para que a Globo pelo menos tenha alguma competição. E espero que fique pra trás.

confira

quem?

baconfrito