The Gamers: Dorkness Rising (The Gamers: Dorkness Rising)

Filmes bons que passam batidos sexta-feira, 29 de abril de 2011

 Tudo que Lodge quer de seu grupo de jogo é terminar a aventura. Infelizmente, eles estão mais interessados em seduzir garçonetes, provocar inimigos e colocar fogo em vilas. Desesperado para colocar as coisas em ordem, Lodge coloca dois noobs no jogo: Um NPC controlado por ele, de quem os jogadores imediatamente desconfiam e o jogador mais raro de todos – uma garota. Poderá o grupo superar sua rivalidade para salvar o reino, ou triunfará o necromante Mort Kemnom sem oposição? Uma paródia de filmes de fantasia e da comunidade de jogos, The Gamers: Dorkness Rising é uma hilária brincadeira com o mundo de espadas e magia – nesse caso, um mundo de camponeses explodindo, gatos gigantes e de perus mortos-vivos. Bora Jogar!

Apesar de ter o mesmo nome, esse filme não é uma continuação de The Gamers e tem lado bom e ruim nisso… Seja como for, a sinopse oficial é ainda pior que a do primeiro.

Lodge (Nathan Rice) é o mestre de jogo. Pois é, nem isso a sinopse explica. Enfim, ele é um merda que quer escrever uma aventura de RPG, mas tudo que fez até o momento é o título do mesmo e como seu grupo é formado por vagabundos, ele não passa da primeira palavra (Uma vez que o grupo está jogando a história que Lodge quer escrever). Querendo mudar isso, ele chama a ex-namorada de um dos jogadores, que (Obviamente) mal entende do jogo.

Esse filme também é uma montanha de clichês sobre RPGs, e as melhores partes do filme ficam por conta do clichê de personagem que sempre morre (Flynn, o bardo – Scott C. Brown). O filme ainda mantém a troca entre o RPG e a “vida real” como no primeiro filme, mas agora conta também com uma história de background: A de Lodge tentando escrever sua aventura, a relação de Joanna (Carol Roscoe) com Cass (Brian Lewis) e a amnésia sexual de Gary (Christian Doyle e Jen Page).

Tecnicamente falando, Dorkness Rising é muito melhor que o primeiro filme: A qualidade de imagem é infinitamente melhor, a maquiagem e os efeitos especiais são bem melhores e há um elenco de apoio com pelo menos o dobro do tamanho que no primeiro filme. Em suma: A Dead Gentlemen (Produtora do filme) tava com dinheiro em caixa.

O filme também tem um final muito melhor, mas pessoalmente gostei mais dos personagens do primeiro filme… Pura implicância mesmo. Enfim, é um bom filme também, com uma história melhor que a do primeiro. Feliz ou infelizmente, este filme não está liberado pela produtora, mas aqui tem os sites para comprar o DVD.

The Gamers: Dorkness Rising

The Gamers: Dorkness Rising (105 minutos – Aventura e Comédia)
Lançamento: 2008
Direção: Matt Vancil
Roteiro: Matt Vancil
Elenco: Nathan Rice, Carol Roscoe, Brian Lewis, Christian Doyle, Jennifer Page, Scott C. Brown, Emily Olson, Don Early, Geoff Gibbs, Ed Gibbs, Tallis Moore e Chris Duppenthaler

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito