Estreias da Semana – 26/07/2018

Cinema quinta-feira, 26 de julho de 2018 – 0 comentários

Missão Impossível – Efeito Fallout (Mission: Impossible – Fallout)
Com: Tom Cruise, Rebecca Ferguson, Henry Cavill, Vanessa Kirby, Simon Pegg, Michelle Monaghan, Angela Bassett, Alec Baldwin, Sean Harris, Ving Rhames e Caspar Phillipson
Depois que uma missão dá errado [Como sempre], Ethan Hunt e sua equipe do IMF vão ter de se virar pra resolver as tretas [Como sempre] que parecem não ser possíveis [Como sempre].
Vai fazer outra coisa, Tom Cruise. Ou não vai fazer nada, se aposenta, sei lá. continue lendo »

Estreias da Semana – 13/08/2015

Cinema quinta-feira, 13 de agosto de 2015 – 0 comentários

Missão: Impossível – Nação Secreta (Mission: Impossible – Rogue Nation)
Com: Tom Cruise, Jeremy Renner e Rebecca Ferguson
Ao descobrir que o Sindicato é real, e além de ser real ainda está tentando destruir o IMF, Ethan Hunt vai à luta. O problema é que é difícil combater um orgão tão secreto quanto a própria agência pra qual ele trabalha, ou seja, ele vai ter que confiar em gente que não é de confiança.
Eu não sei como ainda tem gente que aguenta ver os filmes do Tom Cruise. Acho que a única vantagem é que ele dispensa dublê, o que nos dá esperança que ele morra logo. continue lendo »

Estréias da semana – 23/12

Cinema quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 – 0 comentários

Missão: Impossível 4 – Protocolo Fantasma (Mission: Impossible – Ghost Protocol)
Com: Jeremy Renner, Paula Patton, Tom Cruise, Jonathan Rhys Meyers, Simon Pegg, Ving Rhames, Vladimir Mashkov, Léa Seydoux, Michael Nyqviste, Anil Kapoor
Continuação daquele filme crássico com a música mais crássica ainda [Que na verdade estreia nessa quarta feira, mas foda-se], em que o Tom Cruise tem que executar uma missão sem autorização da agência cujo nome ninguém liga. Será que ele vai conseguir? Será? Será?
Ouvi dizer que é tão bom quanto o primeiro. Quem sabe? Papai Noel pode ter te dado presente mais cedo esse ano. continue lendo »

Séries na Telona

Primeira Fila sexta-feira, 20 de junho de 2008 – 4 comentários

Depois da estréia de Sex and The City – O Filme, neste final de semana estréia Agente 86, outro filme baseado numa série televisiva, comprovando a difícil época de filmes originais pelas bandas de Hollywood. Se você acha pouco, ainda nesta temporada estréia, Arquivo X – Eu Quero Acreditar, segundo longa-metragem da já clássica dupla Mulder & Scully.

Estes filmes vão ser somados á longa lista de adaptações de séries televisivas para o cinema (ainda na moda junto ás adaptações de quadrinhos). Assim como ocorre em todos as febres hollywoodianas, enquanto alguns filmes caem em boas mãos e se transformam em filmes decentes, com direito a elogios de fãs, outros não servem nem como episódio especial (mais longo) e em casos de séries antigas, nem como homenagem.

Abaixo alguns bons exemplos de adaptações e outros que não valem nem para fã de carteirinha da série:

Filmes que ficaram tão bons quanto a série (ou melhor)

O Fugitivo – Excelente releitura da série dos anos 60, com direito a um Oscar para Tommy Lee Jones como melhor ator coadjuvante;
Jornada nas Estrelas – Se esquecermos á Maldição dos filmes ímpares, lembrem-se que os melhores filmes são os pares, torcendo os dedos para que J.J. “Lost” Abrams acerte a mão na nova aventura da Enterprise;
Miami Vice – Gosto da releitura de Micheal Mann (produtor da série) dando ares mais realísticos e abrindo mão do ar cafona dos anos 80 que ocupava cada minuto da trama praieira;
A Família Adams (os dois primeiros) – Por favor, nem vou comentar as continuações posteriores, as adaptações que valem são aquelas com Raul Julia, Angelica Huston e uma jovem Christina Ricci, como Vandinha;
Os Intocáveis – Outro excelente exemplo de releitura. Neste caso, Brian DePalma acerta a mão neste filme de gângster excepcional, com direito a um Oscar para Sean Connery;
Missão Impossível – Vale pela abordagem apesar de achar que Tom Cruise ofusca demais os outros personagens. Teve três diferentes diretores, obviamente, que o primeiro de Brian DePalma é o mais regular;

Filmes que ficaram pior que a série

Os Vingadores – Maior fiasco dos últimos tempos, acho que a pior adaptação até hoje. Nada funciona, nem mesmo os efeitos especiais e o brilhante elenco (fora do filme, pelo menos): Uma Thurman (de couro preto coladinho, somente o que vale a espiada), Ralph Fiennes (pagando o IPTU) e Sean Connery (também pagando o IPTU);
A Feiticeira – Não funciona porque ficou muito quadradinho na telona, sem graça e um pouco infantil, talvez tenha perdido a época (ficou nostálgico e ingênuo demais), mesmo tendo Nicole Kidman mexendo o narizinho;
As Loucas Aventuras de James West – Esqueça Os Vingadores, este sim é o pior de todos. Outro exemplo onde nada funciona, a não ser o ego de Will Smith, tudo é exagerado e o roteiro um fracasso total;
Perdidos no Espaço – Exemplo de como não adaptar uma série antiga na telona, elenco sem química, apesar dos nomes, filme sem emoção;
Starsky & Hutch – Perdeu quase toda abordagem policial e virou uma paródia (divertida, sim, em alguns momentos) de si mesmo;
S.W.A.T. – Peca por ter um roteiro muito fraco, principalmente o vilão, caricatural. O elenco também não segura as pontas e tudo se torna convencional demais;

Filmes com cara episódio especial (ou duplo)

Os Simpsons – Bem realizado com algumas boas piadas, mas não foge muito da estrutura da série, a não ser pela duração;
Arquivo X – O Filme – Filme para fãs porque o roteiro privilegiou quem acompanha a série nas primeiras cinco temporadas. O filme estreou entre a 5ª e a 6ª temporada, e conseguiu acrescentar fatos importantes na mitologia da série, no entanto, desta maneira dificultou aos não iniciados. Em julho, os fãs poderão matar a saudade do universo e personagens desta excelente série;
As Panteras – Só está aqui por não poder ser levado a sério, acerto da direção e do elenco que parecem se divertir mais do que nós que estamos assistindo. Além disso, Cameron Diaz sempre vale uma espiada;
A Grande Família – Não acrescenta nada de especial a série para justificar sua exibição nos cinemas e o pior é que como comédia o filme é muito dramático em diversos momentos;

busca

confira

quem?

baconfrito