O primeiro Rock Star: Frank Sinatra

Música segunda-feira, 29 de novembro de 2010 – 5 comentários
 Badass Motherfucker…

continue lendo »

Músicas pra se ouvir no carro

New Emo quinta-feira, 04 de novembro de 2010 – 4 comentários

Quem mora na civilização vai se identificar muito com o que eu vou falar. Quem não mora em cidade grande, se fodeu. Eu, inclusive, moro na roça. Aqui não tem nem sinal, véis, é tudo na base do sinal de pare (Que é mais um sinal de FODEU), então faz um tempo que eu não vivo um engarrafamento.

Engarrafamentos fazem parte da mágica da vida. Cê tá lá, no carro, tá uma puta chuva e você anda no máximo uns dez centímetros. POR. HORA. Não há nada que você possa fazer pra melhorar a situação. É aí que você vira budista. O zen de quem se fode todo o dia no trânsito, mas considera o engarrafamento como uma hora de relaxamento. É só ligar o rádio, CD player, MP3, IPod e deixar a inércia te conduzir prum lugar melhor. Ou prum lugar menos fedido, se você estiver na Tietê. continue lendo »

Frank “The Voice” Sinatra

Música sábado, 27 de Março de 2010 – 3 comentários

Antes de mais nada, a boa educação manda eu me apresentar, já que este é o meu primeiro texto oficial pro Bacon… E eu já odeio todos vocês. Certo, não odeio todos, só vocês, leitores. Enfim, eu costumava participar do Inclusão Digital do finado AOE – Escrevi três textos pra bagaça, dos quais apenas dois foram publicados – e uma coisa leva a outra e estou aqui, como um dos mais novos escraviários. Aos que já tiveram o desprazer de ler um dos meus textos: Oi; Aos que não me conhecem ainda: VSF. continue lendo »

Vocais masculinos REALMENTE bons (parte 2)

New Emo quarta-feira, 15 de outubro de 2008 – 11 comentários

E não é que, pela primeira vez, vocês finalmente contribuiram para a continuação de uma coluna? Recorde duplo, afinal, pela primeira vez eu não fui xingado por aqui. E olha que eu falei, com sinceridade, que Simple Plan é melhor que Beatles. Tá certo que as indicações de vocês foram deprimentes, mas ainda assim valeu a intenção. Eu tinha uns nomes na manga.

Pra quem não viu, aqui tá a primeira parte dessa coluna. Continuemos então, sem a menor explicação:

Que Freddy Mercuri canta pra caralho todo mundo sabe, e por um momento pensei que ninguém ia citar o cara. Taí um exemplo clássico, Bohemian Rhapsody, que também conta com backing vocals espetaculares. Mas isso é assunto pra outra coluna.

Freddy é um dos poucos vocalistas desse gênero mais melódico que eu realmente admiro. A voz do cara não é irritante e nem constrangedora, se é que vocês me entendem. O cara ainda varia entre gritos, graves e até mesmo backing vocals. Pau pra toda obra, por mais que isso soe contraditório.

Como cês foram capaz de esquecer do King Fucking Diamond, porra? Give Me Your Soul é um dos sons novos do cara e, na minha opinião, essa fase solo é a que ele aproveita mais seu vocal… de melhor forma. Na época do Mercyful Fate, era meio PERTURBADOR ouvir o cara cantando. Mas enfim, continua sendo um vocalista respeitável, o que eu disse é apenas questão de gosto. Ololco, nunca fui tão bonzinho.

Um dos mestres do metal. O cara SABE usar a voz como um instrumento. Variando agudos, graves, gritos e tudo mais que você nem imagina que exista. O cara tem uma banda na garganta.

Evil, um exemplo mais crássico pra vocês.

Edu Falaschi teve suas bolas arrancadas pra cantar assim, é claro. Rebirth é o som, Angra é a banda. No Metal Melódico a gente pode achar muitos exemplos de vocalistas que cantam bem, mas também vai depender do sue gosto. Eu acho Metal Melódico uma porcaria, não suporto ouvir aqueles gritinhos. O Edu manda bem sempre que pode, isso é indiscutível.

É claro que o cara desafina um pouco de vez em quando. Fazer o quê?!

Eddie Vedder não pode faltar MESMO. Jeremy é só um exemplo do que o cara é capaz. O cara mistura o grave com o empolgante, sem causar nenhum clichê. Como assim? Manja todas essas bandas que vivem de covers em bares ou bailes de escola? Então, Eddie tinha tudo pra ser um vocalista daquele jeito. Felizmente o cara tinha empolgação no sangue.

Seguindo a linha, que tal Scott Weiland? O cara é bom. E Plush é um puta clássico. Na época de Stone Temple Pilots, o cara seguia uma linha mais grave. Na época do Velvet Revolver, ele seguiu uma linha mais rock ‘n roll:

Slither é um bom exemplo. Mas, lógico, ainda manteve a linha nas baladas, só que de uma forma menos crua:

You Got No Right, puta balada foda, por sinal. Eu já disse que o cara é bom? Nem precisava, né?

Fechando isso de uma vez por todas, como é que NINGUÉM citou um dos vocalistas mais espetaculares dos últimos tempos? You Know My Name não é só a música tema de Cassino Royale, mas também é uma das músicas mais espetaculares de Chris Cornell. Vai discordar?

Cochise, do Audioslave, é pura empolgação. Rock ‘n Roll do caralho, e Chris Cornell soltando a garganta em grande estilo.

E por que não citar Black Hole Sun, do Soundgarden? Chirs Cornell é um exemplo de vocalista, véi. Quando você for montar uma banda, chame-o.

Bom, é isso, falemos sobre vocais femininos na próxima coluna. Recomendem mais vocais, mas lembrem-se de uma coisa: Não recomendem quem vocês ACHAM que canta bem. Recomendem quem CANTA bem. Porra, falar que Ozzy Osbourne canta bem é sacanagem. Isso é cantar bem:

Deviam inventar uma lei em que os vocalistas têm que cantar Fly Me to the Moon para SEREM vocalistas. Caso contrário, devia dar cadeira elétrica.

busca

confira

quem?

baconfrito