Manual de Quarentena: Como sobreviver ao Corona Vírus em casa – Ducentésimo trigésimo nono dia

baconfrito quinta-feira, 12 de novembro de 2020

Por motivos da minha alienação às notícias do país ainda não tinha falado nada acerca da falta de energia no Amapá, o que é muito doido de estar rolado em pleno 2020, e ainda assim faz total sentido considerando como o ano foi até agora. Pra mim, que estou tranquilo com energia em casa, isso é uma baita oportunidade de ver como as coisas podem piorar até 2021.

Péssimas ideias no dia de ontem.

Dia 239

Maaaais um dia e DIA TEMÁTICO DE FILME DE BRUXA, começando pelo clássico Abracadabra, filme lááá de 1993, que é praticamente impossível de não conhecer. A premissa é ridícula, o filme também e absolutamente tudo nele é maravilhoso: É um daqueles trecos que você passa sua vida inteira assistindo, descobrindo detalhes novos e simplesmente aproveitando o entretenimento. O treco deve ganhar uma continuação em breve, inclusive, com retorno de boa parte do elenco, e eu honestamente não sei o que pensar disso.

Em seguida eis outro clássico: Convenção das Bruxas, lá de 1990. Esse é um dos filmes que eu assisto numa boa mas aí não durmo à noite, mesmo sabendo que é tudo de mentira e os visuais estão datados. Por que? Bem, primeiro graças à Anjelica Huston, segundo porque o filme é totalmente errado pra uma criança assistir, o que só o torna melhor ainda. O negócio ganhou um remake agora em 2020 com a Anne Hathaway e já teve problemas graças à representatividade de deficiências físicas.

De 2015, fica o muito habilmente nomeado A Bruxa. A graça deste filme, contrastando com os dois primeiros, é justamente ele não se passar nos dias atuais ou nos dias de 30 anos atrás, mas sim lá no século XVII. O treco tem toda uma crítica social (Que fica a teu cargo decidir se tá bem feita ou não), mas vale dizer que eu curto bastante o arco de história do filme.

Ah, mas a terceirização…

Leia mais em: ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

confira

quem?

baconfrito