Força Policial (Pride and Glory)

Cinema quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

 Os policiais seguem a vida obedecendo a um estrito código de honra: “proteja sempre os seus”. A família Tierney é uma dinastia de oficiais, começando pelo patriarca Francis, passando pelos filhos Francis Jr., Ray e Sean e chegando do genro Jimmy Egan. Para eles, o código não tem apenas a ver com trabalho, mas sim com família. Quando uma batida de rotina em um ponto de drogas dá terrivelmente errado, um escândalo de corrupção no coração da polícia acaba se tornando a principal manchete dos jornais. Nomeado investigador do caso, Ray descobre mais do que gostaria quando percebe que o rastro do crime aponta direto para a sua própria casa. Qualquer decisão que ele tome pode mudar para sempre sua vida e também daqueles que ama.

Confesso que tava com bastante vontade de assistir a bagaça, e talvez por isso criei expectativa em cima. Sempre gostei de filmes de poliça, mesmo que seja corregedoria investigando alguém. O que não é o caso aqui, já que Ray não é da corregedoria, mas tem de investigar o que aconteceu em uma batida da Narcóticos em um ponto de drogas que matou quatro policiais, subalternos de Jimmy.

 Isso enquanto o povo jogava futebol americano…

Mas perae, vocês nem sabem direito quem é o Ray ou o Jimmy, certo? Pois bem, Ray é um investigador da Polícia de Nova York, afundado na burocracia por conta de um episódio onde tomou um tiro de raspão na cara, deixando aquela cicatriz escabrosa ali, no pôster. Ele é irmão da mulher de Jimmy, tenente [Acho] da Narcóticos, divisão que investiga coisas relacionadas às drogas e tal. Porém, com o tal caso que resultou nas mortes dos policiais, Ray volta às ruas para investigar o caso.

 Por que o papai mandou…

Acontece que ele acaba mexendo no que não devia, já que o esquema é comandado por Jimmy, junto com outros policiais, só que a merda escorre de tal forma que nenhum deles sai bem. Não vou contar como o filme se desenrola, e aposto que vai ter nego pensando: “Mas você já contou o filme, porra!” como se a divulgação já não mostrasse essas coisas que eu falei.

 “Aqui é a polícia!”
“Aqui também, babaca!”

Mas o que eu posso dizer é que o final é decepcionante. Depois de um filme que, mesmo aos trancos e barrancos, vai por onde você queria, quando você acha que tudo vai terminar de um jeito mais ou menos bonito, cagam na sua cabeça com gosto. Mas com gosto mesmo! Eu diria que esse é um filme pra passar raiva. E isso não é legal.

Força Policial

Pride and Glory (130 minutos – Policial)
Lançamento: EUA, 2008
Direção: Gavin O’Connor
Roteiro: Joe Carnahan e Gavin O’Connor
Elenco: Colin Farrell, Edward Norton, Jon Voight, Noah Emmerich, Jennifer Ehle, John Ortiz, Frank Grillo, Shea Whigham, Lake Bell, Carmen Ejogo

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Ruda (Parana)

    Legal a resenha.. tava em outro site e acabei vindo parar aqui por indicação de uma amiga em comum. Ta todo mundo falando bem desse filme. apesar de ter dado nota 6.
    acho q vou ver.!

busca

confira

quem?

baconfrito