Capote

Cinema sexta-feira, 06 de maio de 2011

Sinceramente, nunca li nenhum livro de Truman Capote e sinceramente (De novo), este filme não me empolgou em nada para a tarefa. Eis mais uma prova de que o Oscar é de quem paga mais.

Capote começa de uma forma um tanto quanto entediante: Mostrando o cenário onde os Cuttler foram assassinados, e acreditem, poucas pessoas conseguiram fazer quatro assassinatos parecerem tão indiferentes quanto Bennett Miller (O diretor). Nos minutos seguintes (Lê-se “até os últimos 10 minutos do filme”) o filme retrata a busca de Capote por informações acerca do que ocorrera na noite em que os Cuttler morreram, falando com conhecidos da família e com o xerife da cidade (Sendo um folgado, abusando diversas vezes da hospitalidade do mesmo).

Catherine Keener, que  interpreta Nelle, amiga de infância de Capote, está no filme apenas porque estava ao lado do escritor na vida real, já que o longa a mostra como um chaveiro, um jogo de forca ao lado de um PS3. Clifton Collins Jr. e Mark Pellegrino (Que interpretam os assassinos Perry Smith e Richard “Dick” Hickock) trabalham bem em seus papéis, mas nada realmente digno de nota. O filme se divide em dois momentos: As conversas de Capote com Smith e as conversas de Capote com outras pessoas, sendo que neste último momento, Capote praticamente implora para que Smith e Hickock sejam mortos logo.

 Oh, rly?

Capote foi feito quase que ao mesmo tempo que Confidencial, sendo que ambos os filmes tem o mesmo roteiro: A vida de Capote desde a morte dos Cuttler até a execução dos assassinos. Não assisti Confidencial (Infamous, no original), mas este conta um elenco mais conhecido: Sandra Bullock (Como Nelle), Gwyneth Paltrow, Sigourney Weaver e Daniel Craig. E creio que o final de “Confidencial” também seja melhor, até porque Capote, na prática, não tem final.

De tudo nesse filme, a única coisa que realmente vale à pena é a atuação de Philip Seymour Hoffman, que ganhou diversos prêmios de melhor ator pelo filme. Não sei se a diferença de qualidade nas atuações foi proposital para dar destaque não merecido para Capote ou foi por realmente uma diferença de talentos, mas de fato Hoffman atua extremamente bem no filme.

 qijodjaodaosidhap eu dei pro Perry

Capote é um daqueles filmes que os “especialistas” em cinema acham maravilhosos, mas qualquer um com a mente no lugar e que não recebe nenhum pagamento para fazer críticas acha simplesmente horrível. O filme é parado, chato e sem grandes surpresas, sem falar no ódio que se passa a sentir de Truman Capote (Se bem que ainda não decidi se isso é um ponto contra ou a favor do filme…). Capote com certeza está na lista dos 50 melhores do Rubens Ewald Filho e do José Wilker, só falta descobrir o porque.

Capote

Capote (114 minutos – Drama)
Lançamento: EUA, 2007
Direção: Bennett Miller
Roteiro: Dan Futterman e Gerald Clarke
Elenco: Philip Seymour Hoffman, Catherine Keener, Chris Cooper e Clifton Collins Jr.

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Michel Pinto

    Capote é daqueles filmes que me deixam constrangido. Críticos e “especialistas” falam maravilhas, mas eu achei enfadonho.
    Enfim, achei o filme ruim mesmo.

  • Annie

    Caraca! Eu acabei de começar a ler esse livro, tava pensando como daria um ótimo filme. Bom, pelo jeito deu em dois, né? Agora tenho que assistir pra conferir a parte do ótimo.

busca

confira

quem?

baconfrito