Bruno (Brüno)

Cinema quinta-feira, 13 de agosto de 2009

 A comédia Bruno é o novo filme de Sacha Baron Cohen, o criador de Borat. Bruno é um repórter gay especializado em moda que leva seu programa de TV da Áustria para os Estados Unidos.

Antes de mais nada, para os desocupados que só estão lendo essa resenha pra ler isso: Bruno é mais ofensivo e divertido que Borat. Durante a sessão eu consegui imaginar como as pessoas há 40 anos atrás se sentiram ao assistir Pink Flamingos no cinema, e isso talvez seja o maior sinal de sucesso do filme. Por esse mesmo motivo, muita gente vai acusar o filme de ser um apanhado de cenas escatológicas e/ou ofensivas, que tentam conseguir o riso ao deixar o espectador desconfortável. E elas estão certas, mas some isso a piadas realmente geniais e uma crítica ferrenha a sociedade americana e mundial. São piadas com homossexuais, fetiches sexuais, racismo, moda, celebridades, religiosos, terroristas, Hitler…

 Humor grosseiro e irresponsável ou crítico e divertido?

O mais assustador não é ver aquela série de coisas em tom de ironia, mas saber que muitos dali mostrados estão manifestando opiniões sinceras. De padres tentando converter homossexuais ao dizer que Village People é coisa do demo ou mães permitindo que seus filhos de dois anos operem máquinas pesadas. Inclusive, a quantidade de cenas expondo esses aspectos deploráveis da sociedade seja o único aspecto “negativo” do filme, digno de nota – já que poderiam ter explorado mais esse recurso. Algumas vezes o filme parece se focar muito “na fake história”, mas nada que comprometa a película. Ah, claro, fora que o novo “assistente”, Lutz, não é nem de perto tão carismático quanto o gordão Azamat.

 Uma das grandes cenas do filme.

Não há muito o que se acrescentar. Poucos filmes tem a coragem de deixar um close em um “pênis dançante” durante alguns bons segundos. Se você não for tanga achar que consegue rir com um filme tão repulsivo, você terá acesso a um dos filmes mais divertidos do ano. De entrevistas com terroristas à lutas com consolos, Sacha Baran Cohen conseguiu fazer um filme bem mais absurdo que Borat. E ainda conseguiu lhe dar um final épico.

Bruno

Brüno (83 minutos – Comédia)
Lançamento: EUA, 2009
Direção: Dan Mazer
Roteiro: Sacha Baron Cohen
Elenco: Sacha Baron Cohen

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito