Vida animada

Televisão quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Você já teve a sensação da sua vida estar num ritmo de desenho animado?

Pois é, ultimamente acredito que minha vida anda oscilando entre uma comédia animada ou alguma aventura que termina com intermináveis risadas.

Por exemplo, outro dia estava jogado no sofá da casa da minha mãe, no litoral, quando vi uma barata. Destas cascudas, grandes e bem envernizadas.

Como acredito que a existência de uma barata é para exterminarmos elas, fui lá, todo pimpão, acabar com a raça da desgraçada.

Acontece que a doida abriu sua carapaça e resolveu ameaçar um voo. Como todos sabem, até o maior homem dos homens corre de uma barata voadora.

Como estava inspirado, resolvi encarar a doida – com uma vassoura, baygon e chinelo.

Resumindo a história, ela voou, acertei a vassoura em tudo quanto é coisa, menos nela e, ao correr para um canto da casa, pensei que acabaria com a dita cuja e descobri o ninho.

  Não era simpática como essa

Juro que vi a maldita apontando no melhor estilo:

– É aquele, ataquem!

Esvaziei o tubo de baygon e fugi de medo saí triunfante. Apesar de um monte de baratas me perseguindo.

No dia seguinte, parecia que havia ocorrido uma baraficina, com cacos de vidro e bagunça para todos os lados.

Em outro dia estava esperando um ônibus e nada do dito cujo passar, horas no ponto e resolvi comer algo na lanchonete em frente ao lugar.

Foi entrar na lanchonete para aparecer o busão. Como já havia pago, pensei que outro viria logo em seguida.

Ledo engano.

Mais um tempão depois, resolvi andar até o ponto anterior. Lá poderia pegar um mais vazio e ter mais uma opção.

  Não era esse, mas tem tudo a ver

Exatamente no meio do caminho, passaram dois ônibus e, ao chegar ao outro ponto, a outra opção havia acabado de sair. Até dei sinal, mas fui ignorado solenemente.

Duas horas depois consegui subir em um ônibus, mais espremido que dia de jogo na final no Morumbi.

– Tá, mas o que isso tem a ver com desenhos?

Oras, tudo.

A situação anterior lembra um episódio memorável do Bob Esponja. A primeira lembra qualquer desenho que tenha perseguição ou tentativa de solucionar algo que a pessoa encasquetou e não vai sossegar enquanto não resolver.

Posso citar episódios de torneiras abertas (como em Pica-Pau e Tom & Jerry) ou de vizinhos barulhentos que não deixam você dormir (vários).

Falando em Pica-Pau, Walter Lantz diz que criou o personagem porque um destes bichos estava infernizando sua lua de mel, servindo de inspiração para muitas histórias. Há algumas controvérsias, como dizerem que o casamento do saudoso Lantz ter ocorrido depois da criação do personagem, mas, enfim, o que vale a idéia.

  Se eu contasse as histórias de bar…

Os melhores desenhos são aqueles que imitam a vida real – seja com uma pequena dose de fantasia ou grande exagero fantástico – como Os Simpsons.

Ou você não conhece vários Homers, Barts e Vovôs iguais da família mais famosa da TV?

Enfim, poderia contar mais histórias, mas gostaria de saber de vocês, qual história que ocorreu com vocês que parecia que vocês estavam em Springfield, mundo da Warner, Universal, Cartoon, Hanna-Barbera, entre outros?

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Onurb

    Putz… ri horrores, quase cai da cadeira com o episodio da barata lol.

    Pena q minha vida chata não se parece nada com uma animação ¬¬

busca

confira

quem?

baconfrito