Top 5 piores tipos de pessoas que vão em shows

Música sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Em tempos de volta do Black Sabbath com formação quase original, nada melhor do que usar o momento único na vida em que se vai ver os caras ao vivo para dissecar a natureza humana em toda sua amplitude, com base no tipo de pessoa que decide ir pra um show internacional.

 “meudeus olha essa galera que vergonha”
Crédito: Néstor J. Beremblum/T4F


5 – Pessoas que ficam andando de um lado para o outro

Depois de horas de espera no meio de uma multidão suada, o momento que você esperou por toda a vida está prestes a começar. Você se esforça para ver o palco através do cabelo do cara da frente, que por sinal é o único cara usando black power em toda a plateia.

Eis que toca o primeiro acorde, todo o sofrimento parece ter valido a pena e… Cê sente alguém te empurrando. Um cara indo em direção ao banheiro. Beleza, você se concentra pra lembrar do momento imemorial em que ouviu aquela música pela primeira vez, finalmente entra no clima de novo e… Outro cara passa na direção do bar.

Taí uma coisa que não dá pra entender. O sujeito paga meio salário mínimo pra conseguir um lugar no show e prefere sair pra comer um cachorro-quente. Ao invés, de, quem sabe, ver o troço. Quase sempre o mesmo tipo de gente que para de ouvir determinada música quando ela deixa de passar no top 10 da MTV ou tocar no rádio.

4 – Pessoas que tentam chegar à grade de qualquer jeito

Mas voltando a momentos antes do show, com todo mundo ansioso pra a coisa começar e tal. E pouquíssimo espaço pra se mexer. Quando alguém ergue o braço pra coçar o nariz, já é olhado de cara feia pelo pessoal ao redor.

Eis que chega um rapaz com cara de não saber como foi parar ali, inocentemente tentando forçar passagem para frente. Ele empurra daqui, empurra dali, até achar um espaço por qual parece impossível que um mamífero atravesse e vai, agindo como se tivesse passado a vida toda habitando tais aberturas.

Caso alguém o encare mais incisivamente, o sujeito muda de direção e olha em volta como se tivesse acabado de contrair amnesia e esquecer o próprio nome. Na verdade, chegar à grade momentos antes de um show internacional é uma arte. Arte moderna, no caso.

 Ou seja, uma merda.

3 – Pessoas que deixam outras pessoas chegar à grade

Pior que o exemplar aí de cima é o que permite a ação do meliante. Principalmente quando você e mais um pessoal mal encarado fazem uma espécie de barreira pra não deixar ninguém passar e um elo fraco dá passagem pra alguém, geralmente um rapaz com cara de estar procurando alguém (Muitas vezes falando no celular ou segurando cervejas), ou uma guria mei gatinha.

E aí, já era. Abriram-se as portas do inferno e uma fila sem fim e ininterrupta se instaura rumo à frente do seu artista preferido.

2 – Pessoas que chegam cedo

Voltando mais ainda no tempo, você sai de casa às 14h pra um show que começa às 20h, pra garantir um lugar decente. Após horas num engarrafamento que nem deveria existir, você chega lá e… Uma fila interminável até a frente do seu artista preferido.

Na grade, um bando de pré-adolescentes de chapinha vestidas de preto. É a vida, então no próximo show, cê chega ainda antes e… Uma fila interminável até a frente do seu artista preferido. Então você amaldiçoa as malditas pessoas que não tem compromissos e podem passar a noite em uma fila de show e na próxima vez cancela todos os compromissos para passar a noite em uma fila de show.
Sem nunca notar o ciclo vicioso que está se formando e… Ok, não tem como piorar.

1 – TODOS

Mas a terrível verdade é que, no fundo, em um show internacional todos somos reduzidos a uma sombra desprezivel de nós mesmos, cujo único objetivo é chegar o mais próximo possível de outro ser um pouco menos desprezível que está em cima do palco.

Revelando assim, a nossa verdadeira e egoísta natureza, odiando as milhares de pessoas ao redor e momentos depois entrando em perfeita sintonia com todas elas durante alguns acordes de guitarra.

 O ser humano é um maldito paradoxo.
Fonte: Wilton Júnior/AE

E menção honrosa pra galera que filma a parada toda ao invés de aproveitar o show e toda aquela história. Mas essas dá pra perdoar. Afinal, elas exercem certa função social, ao permitir que vejamos novamente o show pelo Youtube, finalmente admitirmos que tudo valeu a pena e começar a guardar dinheiro pro próximo ingresso.

Mesmo assim, foi o Akon quem sacou a parada:

Lucas era funcionário no Bacon até o dia que arrumou uma vida. Brinks, ele só arrumou um trabalho melhor [Ou seja, que paga]. Quer escrever de graça pra gente também? PERGUNTE-ME COMO!

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Luigi Carlo

    Não vou a show nenhum, nem que me pagassem, quanto mais pagar para ficar feito um idiota idolatrando uma merda de cantor ou banda. Você falou uma coisa que mostra o porquê dessa minha atitude: quer dizer que não se pode nem mijar ou comer para ver o droga da música ? Tá me tirando é ? Se mijar ou ficar de boca seca, para escutar uma música ? Não, obrigado, fico em casa mesmo, e assisto a Paul McCartney, Michael Jackson, ou o artista mais foda que vocês acharem no conforto de casa mesmo.

  • Emma

    Tem gente que prefere ir a shows e tem gente que gosta de ficar em casa com a bunda sentada confortavelmente no sofá enquanto assiste à novela. Este segundo tipo de pessoa, não vai a um show nem que paguem a ela para isso. Ainda bem! Eu vou à shows.

  • Jo

    Claro, porque se você não vai a shows, você assiste novelas. Siga em frente amiga, a lógica está com você.

  • Ai amiga

  • Aline

    Aqui, presente! Gente que gosta muito mais de ficar em casa com a bunda sentada confortavelmente no sofá, ou deitada confortavelmente na cama, assistindo o que for que der na telha. Agora só uma perguntinha: qualé o problema de assistir novela? quem vai a show não assiste? Tenho que escolher um ou outro?

  • FooFighter

    Eu fui no show do Sabbath em POA com minha digníssima patroa. Momento alto da noite: quando enchi o saco de me digladiar lá no meio com homens, mulheres, idosos e crianças por alguns centímetros a mais ou menos de espaço, peguei a patroa pelo braço (ela que já não via porra nenhuma) e fomos praticamente para o fim da multidão e vimos a coisa toda como se fosse um cinema… aí a coisa ficou perfeita. Resumindo, do meio pra frente NUNCA MAIS.

    Agora, o que eu não conseguia acreditar era a quantidade de nego caindo de bêbado e vomitando nesse show… na boa, o cara espera a vida toda pra ver o Sabbath, gasta pelo menos 180,00 (esse era o mais barato em POA) pra chegar na hora e não ver nada e ainda atrapalhar os outros. Eu tomei minhas canas também, mas porra… se vai beber aguenta guri!!!

  • FooFighter

    Pra mim, Emma é Avestruz, RÁ!!!

busca

confira

quem?

baconfrito