Top 10 – Trailers Clássicos

Clássico é Clássico segunda-feira, 03 de agosto de 2009

Bem estou aqui com mais uma lista para animar as férias de vocês (as outras você confere AQUI e AQUI). Inspirado pela seleção dos 50 melhores trailers da IFC (Voices of Independent Culture) eu resolvi montar o meu Top 10. Afinal… quem é que vai ter saco para assistir CINQUENTA trailers? Só eu mesmo.
A lista original é muito bem elaborada, mas não concordei com a ordem – além de ter sentido a falta de alguns trailers marcantes. Então depois de um trabalho exaustivo, trouxe para vocês a nata dos trailers. Eles variam de duração (de 30 segundos até SETE minutos), de gênero, de proposta. A única coisa em comum está a genialidade – todos atingem com louvor seus objetivos: vender o filme. Agora deixemos de papo.
Divirtam-se.

Melhor Fan Trailer – Green Lantern

Se utilizando de cenas de vários filmes, o fan trailer do personagem da DC é sem dúvida um dos melhores já feitos. Seguindo o “padrão” dos trailers de herói e demonstrando competência na edição e na montagem, a obra final consegue nos deixar com um gostinho de “queria que fosse verdade”. Acredito que a maior prova do sucesso do vídeo foi a quantidade gigantesca de blogs e sites que o lançaram como trailer oficial. Resta esperar se o verdadeiro vai ser tão bom quanto.

Trailer do Ano – Onde vivem os monstros

(Where the Wild Things Are, 2009)

Seria muita presunção eleger o melhor trailer de um ano que ainda nem acabou? Pouco importa – o filme de Spike Johnze é um dos mais esperados do ano, e muito disso se deve ao fantástico trailer lançado em março. A sintonia entre música e montagem faria Eisenstein orgulhoso.

10) Kill Bill: Vol.2

(Kill Bill: Vol.2, 2004)
Sem dúvidas o trailer mais padrão da lista – e nem por isso menos genial. Depois de fazer uma rápida retrospectiva da primeira parte da história, o trailer da obra de Tarantino opta por uma jogada inusitada: responder as principais perguntas deixadas pelo primeiro filme – uma espécie de spoiler. Mas isso é feito de uma forma tão competente que não afeta a vontade de assistir a continuação. Muito pelo contrário.

9) Dr. Fantástico

(Dr. Strangelove or: How I Learned to Stop Worrying and Love the Bomb, 1964)
Frenético, sarcástico e cômico. O trailer da obra prima de Kubrick faz jus ao longa, uma paródia da Guerra Fria, em meio a sua década mais dramática. Uma aposta subversiva e corajosa que acabou dando muito certo. Mas convenhamos – a imagem do jovem Kubrick fumando charuto, disposta de forma “escondida” ou escancarada durante todo o trailer é meio pertubadora…

8) Indiana Jones e a Última Cruzada

(Indiana Jones and the Last Crusade, 1989)
Voltemos a 1989. Você e o resto do mundo ansiosos para assistir o último capítulo de uma das trilogias mais empolgantes do cinema e chega o trailer. Você esperando um apanhado das melhores cenas embalados por aquela clássica música, e ao invés disso que você tem são os bastidores – tão divertidos e empolgantes quanto o próprio filme. Sensacional.

7) O Iluminado

(The Shining, 1980)
Poucas técnicas de filmagem são tão impactantes quanto a imagem estática (utilizada com perfeição por Hitchcock no filme Frenesi) – a inevitabilidade que algo vai acontecer. Ficamos hipnotizados vendo aquele hall, embalados por uma sinistra música, apenas esperando o desfecho da cena. E que desfecho.

6) A Bruxa de Blair

(The Blair Witch Project, 1999)
O filme em questão é facilmente o maior exemplo de como uma idéia criativa e bem executada pode superar um orçamento milionário. O trailer segue o mesmo esquema: apenas alguns textos contando sobre a história, com uma espécie de testamento ao fundo. Só isso já seria o suficiente para incluí-lo em uma lista de “melhores trailers”. Mas o ápice é deixado para o final na forma de uma cena de apenas dois segundos. E que congelou a espinha de espectadores do mundo inteiro, que na época acreditavam que se tratava de uma história real.

5) Cidadão Kane

(Citzen Kane, 1941)

Será que o “melhor filme já feito” tem um trailer à altura? Sem dúvidas. Sem precisar mostrar UMA cena do protagonista, o trailer de Cidadão Kane seduz justamente ao mostrar a qualidade da produção e elenco envolvidos. Coloque isso ao lado de um narrador (o próprio Orson Welles) que “não sabe” como descrever Kane, e uma sequência de personagens apontando aspectos contraditórios de Charles Foster Kane, e pronto hype mito criado.

4) South Park – Maior, melhor & sem cortes

(South Park: Bigger Longer & Uncut, 1999)
Já era de se esperar que uma das animações mais irreverentes da história tivesse um trailer escrachado. Mas não que isso se desse através de uma das mais genias quebras de expectativas já pensadas no ramo – mentir descaradamente deixando a entender que o “maior blockbuster” da história estivesse sendo produzido, para no fim se deparar com um personagem besta e de traços simples, fazendo uma dança alemã. Era Eric Cartman – um personagem que na época era tão icônico quanto Bart e Homer Simpson.

3) Alien

(Alien, 1979)
Em primeiro lugar na lista da IFC, o trailer de Alien é uma aula de como se criar expectativas. Começa com um silencioso tour pelo espaço (não há diálogos em nenhum momento), até que vemos um ovo chocando. De repente uma série de cenas cortadas de forma frenética ao som pertubador de um alarme. Então de forma explosiva uma série de cenas barulhentas – algo explodindo, um duto de ar, um ser alienígena saindo de algum lugar (embora em nenhum momento vejamos um Alien de fato), um gato desesperado – e voltamos ao silêncio total. A tagline é destruidora: No espaço ninguém pode ouvir seu grito.

2) Bastidores da Comédia

(Comedian, 2002)
A maior zebra da lista. Bastidores da Comédia foi um filme de Jerry Seinfield sobre a dificuldade de se reunir material para Stand Up Comedy. Percebendo que uma obra dessas não precisaria de um trailer para se vender, tamanha popularidade do comediante, os produtores resolveram fazer um brincadeira que (praticamente) nada tinha a ver com o filme. O resultado foi um dos trailer mais divertidos da história.

1) Psicose

(Psycho, 1960)

Hitchcock é um dos poucos diretores que merecem a qualificação de divindade no cinema. Ele é bonachão, irônico, divertido, perfeccionista, genial e além de tudo, sabia como vender seus filmes. E o trailer de 7 minutos de Psicose é um ótimo exemplo disso. Sim, isso mesmo SETE minutos – e NENHUMA cena do filme. O que temos é um “tour”, com o próprio diretor, pelos principais cenários do filme, mostrando até mesmo onde ocorrem os assassinatos e tudo. A forma com que ele descreve a morte na escadaria é de um sarcasmo, frieza e ironia inexplicáveis. Se você não sabe inglês, eis um belo motivo para aprender: aprecisar essa obra prima.

Espero que com essa lista eu tenha alcançado meu objetivo: fazer com que o nível de exigência de você por bons trailers aumente. Chega daqueles “enlatados” nos quais apenas as cenas e o nome do filme mudam, os trailers aqui mostrados são a prova de que quando existe vontade e competência, ótimos materiais podem ser produzidos. Não se esqueçam que ainda hoje eles são a forma mais efetiva de publicidade no meio cinematográfico – afinal, quantas vezes você não assistiu um filme meia boca depois de se deparar com um trailer épico?

Não que seja o caso de nosso último bônus (sim, temos mais um!). O trailer é o padrão de um filme desastre, mas o que fizeram com ele…

Melhor Trailer Alterado do Ano – 2012

(2012, 2009) -> Q?

E depois dessa enxurrada de trailers, adivinhem qual vai ser o assunto da próxima coluna? TRAILERS! Mas sob uma perspectiva totalmente diferente. Aguardem.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito