Terror na Antártida (Whiteout)

Cinema quinta-feira, 01 de outubro de 2009

 Em Terror na Antártida, as coisas para a agente federal americana Carrie Stetko (Kate Beckinsale) estão para ficar ainda mais perigosas. Sendo a única representante da lei nesse território cruel, ela acaba de ser enviada para investigar um corpo encontrado no gelo. O primeiro homicídio da Antártida. Uma descoberta chocante que vai levá-la a um mistério ainda mais estranho e à revelação de segredos há muito enterrados no gelo infinito… Segredos pelos quais alguém acredita que vale a pena matar.
Enquanto Carrie se apressa a encontrar o assassino antes que ele a encontre, o inverno está apertando. No terrível território gelado da Antártida, Carrie só vai vê-lo quando ele estiver perto demais.

Tái uma premissa original. Ou pelo menos uma que não se vê todo dia: Assassinato na Antártida. Afinal, pra lá só vão os cientistas mais blá blá blá. Que ainda são seres humanos. Ou seja, ainda tem sentimentos. Os bons e os ruins. Mas chega de mimimi.

Somos apresentados à agente Carrie, uma representante da justiça dos EUA no continente gelado. E, obviamente, ela é a responsável pela investigação, quando encontram um corpo no meio do nada, num lugar que não deveria estar. Uma desova, como vocês, bons investigadores que são, já devem ter desconfiado.

 Botando a mão na massa. Ou no corpo…

Porém, entretanto, contudo, todavia, conforme a investigação prossegue, fica patente que não foi um simples assassinato. Não, mesmo porque foram vários assassinatos em série! E logo se descobre a razão que motivou tais crimes: Um achado arqueológico de uma carga muito preciosa, mais ou menos explicado pela cena inicial do filme [Puta que pariu, como é chato se segurar pra não mandar um spoiler na lata aqui].

 Mas o preto não morre no final!

Carrie recebe auxílio de Delfy, um piloto de avião, responsável por levar ela pra lá e pra cá, e de Robert, um agente de investigação da ONU, ou algo assim, que ela encontrou em uma das cenas de crime, além de receber conselhos do Dr. John, médico da estação. Mas poderá ela confiar em algum deles? Ou melhor conseguirá ela? Tudo por conta de um incidente do seu passado.

 Por que os bonzinhos sempre deixam a arma cair?

Mas, tirando a originalidade do local, a ideia é a mesma. Então, se você tá cansado de filmes de assassinos misteriosos, aviso logo: É aquela mesma coisa de sempre.

Terror na Antártida

Whiteout (101 minutos – Policial)
Lançamento: Canadá, EUA, França, 2009
Direção: Dominic Sena
Roteiro: Jon Hoeber, Erich Hoeber, Chad Hayes e Carey Hayes, baseados na graphic novel de Greg Rucka e Steve Lieber
Elenco: Kate Beckinsale, Gabriel Macht, Tom Skerritt, Columbus Short, Alex O’Loughlin, Shawn Doyle, Joel Keller, Jesse Todd, Arthur Holden, Erin Hickock

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito