Lollapalooza 2013

Música quarta-feira, 03 de abril de 2013 – 2 comentários

Pois é galera, finalmente um festival me fez levantar dessa cadeira e ir conferir a parada ao vivo, sem o filtro das já famigeradas transmissões do Multishow. E te falar, apesar desse ser o primeiro festival de grande porte que eu fui, acho que dá pra dizer que o Lollapalooza se saiu melhor que os seus equivalentes no Brasil. Ou vão dizer que cês preferem o line up vergonha alheia do Rock in Rio e toda aquela sustentabilidade panfletária do SWU?

 continue lendo »

20 anos de Pearl Jam

Música segunda-feira, 14 de novembro de 2011 – 7 comentários

O Pearl Jam é uma banda curiosa. Teve uma trajetória inusitadamente tranquila pra uma banda que saiu de Seattle no início dos anos 90 e vem tentando desesperadamente não fazer sucesso desde o lançamento do Ten, com discos cada vez mais intimistas e diferentes entre si. Ao mesmo tempo, é uma das poucas bandas remanescentes do último grande movimento do rock e conseguiu pegar o melhor que o grunge tinha a oferecer pra criar um estilo único, que continua evoluindo em 20 anos de carreira. E faz anos e anos que eu ouço e nunca lembro de mencionar quando me perguntam as minhas bandas favoritas. Coisa que provavelmente não se repetirá depois dessa última passagem dos caras pelo Brasil. Sim, depois de passar os últimos anos lamentando por ter perdido o show de 2005, no fatídico dia 11/11/11, eu finalmente pude comprovar de uma vez por todas. O Pearl Jam é, indiscutivelmente, a maior banda em atividade do mundo.

 continue lendo »

Como ouvir música

Música terça-feira, 18 de janeiro de 2011 – 5 comentários

Na época do LP, o camarada trabalhava um mês para comprar uma bolachona preta. Saía da loja com aquela sacola quadrada fantástica e ficava pensando “comprei, eu comprei!” até chegar em casa. Chegando, abria o álbum (Disco não, ÁLBUM) e colocava na vitrola. O rapaz não tinha computador ou videogame, então deitava na cama ouvindo o cloreto de polivinila gritar.

Hoje o guri está batendo papo no MSN e ouve uma porcaria qualquer na rádio, curte a porcaria e enfrenta uma barreira antipirataria quase intransponível (Claro…) e baixa um MP3. Então ele continua no MSN e a música fica de fundo. Ou o cara vai ao shopping, lembra de uma música que ouviu na novela ou na balada e compra um CD, que põe pra ouvir logo que entra no carro como música de fundo. Obviamente o CD não é apreciado, afinal se você aumentar o volume do som não consegue escutar a buzina do motoboy que está mirando seu espelho.

 Ambiente ideal para audições.

continue lendo »

CDS #43 – Do The Evolution (Pearl Jam)

Clipe da Semana domingo, 30 de Maio de 2010 – 3 comentários

Eu não sou o entendido quando se trata de Pearl Jam. Aliás, eu não manjo de nada, mas eu sei de uma coisa: Esse clipe é OURO, véis. OURO!!1 continue lendo »

Vocais masculinos REALMENTE bons (parte 2)

New Emo quarta-feira, 15 de outubro de 2008 – 11 comentários

E não é que, pela primeira vez, vocês finalmente contribuiram para a continuação de uma coluna? Recorde duplo, afinal, pela primeira vez eu não fui xingado por aqui. E olha que eu falei, com sinceridade, que Simple Plan é melhor que Beatles. Tá certo que as indicações de vocês foram deprimentes, mas ainda assim valeu a intenção. Eu tinha uns nomes na manga.

Pra quem não viu, aqui tá a primeira parte dessa coluna. Continuemos então, sem a menor explicação:

Que Freddy Mercuri canta pra caralho todo mundo sabe, e por um momento pensei que ninguém ia citar o cara. Taí um exemplo clássico, Bohemian Rhapsody, que também conta com backing vocals espetaculares. Mas isso é assunto pra outra coluna.

Freddy é um dos poucos vocalistas desse gênero mais melódico que eu realmente admiro. A voz do cara não é irritante e nem constrangedora, se é que vocês me entendem. O cara ainda varia entre gritos, graves e até mesmo backing vocals. Pau pra toda obra, por mais que isso soe contraditório.

Como cês foram capaz de esquecer do King Fucking Diamond, porra? Give Me Your Soul é um dos sons novos do cara e, na minha opinião, essa fase solo é a que ele aproveita mais seu vocal… de melhor forma. Na época do Mercyful Fate, era meio PERTURBADOR ouvir o cara cantando. Mas enfim, continua sendo um vocalista respeitável, o que eu disse é apenas questão de gosto. Ololco, nunca fui tão bonzinho.

Um dos mestres do metal. O cara SABE usar a voz como um instrumento. Variando agudos, graves, gritos e tudo mais que você nem imagina que exista. O cara tem uma banda na garganta.

Evil, um exemplo mais crássico pra vocês.

Edu Falaschi teve suas bolas arrancadas pra cantar assim, é claro. Rebirth é o som, Angra é a banda. No Metal Melódico a gente pode achar muitos exemplos de vocalistas que cantam bem, mas também vai depender do sue gosto. Eu acho Metal Melódico uma porcaria, não suporto ouvir aqueles gritinhos. O Edu manda bem sempre que pode, isso é indiscutível.

É claro que o cara desafina um pouco de vez em quando. Fazer o quê?!

Eddie Vedder não pode faltar MESMO. Jeremy é só um exemplo do que o cara é capaz. O cara mistura o grave com o empolgante, sem causar nenhum clichê. Como assim? Manja todas essas bandas que vivem de covers em bares ou bailes de escola? Então, Eddie tinha tudo pra ser um vocalista daquele jeito. Felizmente o cara tinha empolgação no sangue.

Seguindo a linha, que tal Scott Weiland? O cara é bom. E Plush é um puta clássico. Na época de Stone Temple Pilots, o cara seguia uma linha mais grave. Na época do Velvet Revolver, ele seguiu uma linha mais rock ‘n roll:

Slither é um bom exemplo. Mas, lógico, ainda manteve a linha nas baladas, só que de uma forma menos crua:

You Got No Right, puta balada foda, por sinal. Eu já disse que o cara é bom? Nem precisava, né?

Fechando isso de uma vez por todas, como é que NINGUÉM citou um dos vocalistas mais espetaculares dos últimos tempos? You Know My Name não é só a música tema de Cassino Royale, mas também é uma das músicas mais espetaculares de Chris Cornell. Vai discordar?

Cochise, do Audioslave, é pura empolgação. Rock ‘n Roll do caralho, e Chris Cornell soltando a garganta em grande estilo.

E por que não citar Black Hole Sun, do Soundgarden? Chirs Cornell é um exemplo de vocalista, véi. Quando você for montar uma banda, chame-o.

Bom, é isso, falemos sobre vocais femininos na próxima coluna. Recomendem mais vocais, mas lembrem-se de uma coisa: Não recomendem quem vocês ACHAM que canta bem. Recomendem quem CANTA bem. Porra, falar que Ozzy Osbourne canta bem é sacanagem. Isso é cantar bem:

Deviam inventar uma lei em que os vocalistas têm que cantar Fly Me to the Moon para SEREM vocalistas. Caso contrário, devia dar cadeira elétrica.

Bandas genéricas

New Emo quarta-feira, 25 de junho de 2008 – 46 comentários

Você também fica confuso em alguns casos, pensando que está escutando uma banda quando, na verdade, você está escutando OUTRA? Pois é, rapaz, são as bandas genéricas. Bandas que seguem o sucesso de alguma banda específica – e bota específica nisso -, ou apenas se parecem tanto com alguma banda que você FICA cismado e grita PLÍGIO sem dó.

Vamos a cinco exemplos, então. Cito uma banda e uma ou duas bandas genéricas. Sigam-me:

Green Day

Começando aí com um exemplo clássico de banda devidamente copiada.

She, a mais clássica, a mais… copiada. O Green Day, ao contrário do que dizem, não mudou o estilo musical. Porra, eles continuam a mesma merda, a diferença é que o vocalista não tem mais a voz fina e que agora eles têm grana pra comprar maquiagem. Enfim, vamos ao mais óbvio agora:

Blink 182

First Date, VOCÊ já decorou essa letra. O clipe é sensacional. Enfim, exemplo claro de banda genérica; mas obviamente o Blink 182 parte pro lado mais CHEGAY da coisa. Eu diria que o Blink 182 reciclou o Green Day, da pior forma possível, e conseguiu criar bandas genéricas do genérico. Incrível. Outro exemplo:

Good Charlotte

The Anthem, uma beleza de… porcaria. Enfim, não conheço muita coisa dessa banda e não sei se ela reciclodestruiu o Green Day ou é um genérico da banda acima. Sei que é uma merda, e que também teve seus genéricos

Bom, definitivamente, o Green Day é uma das bandas que mais influenciou outras bandas que surgiram na época, e que surgem até hoje em dia. Beatles? Não, Green Day é melhor que Beatles. Fato.

Nirvana

Uma das bandas mais espetaculares de todos os tempos, e outra que influenciou banda pra carái.

Breed, puta sonzeira. Ganhou o dia, véi. Enfim, qualquer um copiava Kurt Cobain, mas ninguém, NINGUÉM tinha a manha de fazer como o cara. TODOS sempre, SEMPRE falharam miseravelmente. E posso citar exemplos mais contemporâneos, o que é pior.

The Vines

Get Free, um som bacana porém “valeu pela tentativa, véi”. Aliás, essa banda só tem essa música, basicamente. Quer mais?

Puddle of Mudd

Famous, chega a ser apelativo. Não há muito o que se falar dessa banda, ela é uma… vergonha. Aliás, ainda não consegui descobrir se o cara tenta dar uma de Kurt ou…

Acho que dava pra passar umas cinco colunas citando bandas “mamãe eu quero ser o Kurt” – poderia citar até a Cássia Eller, véi -, mas… nah. Paremos por aqui. Ou por aqui.

Pearl Jam

Outra banda que fez um sucesso do carái, é claro que mais um motivo para cópias. Principalmente o estilo de cantar.

Black, até seu tio axézeiro conhece essa. Mas enfim, podemos citar exemplos IDÊNTICOS á voz de Eddie Vedder. Como, por exemplo…

Creed

One Last Breath, e eu bem que poderia ter dado outro exemplo, mas esse clipe é MUITO constrangedor pra passar batido. Mas enfim, em relação á voz, genérico TOTAL. Se eu não me engano, o Vedder até deu umas fisgadas nos caras dessa banda, não me lembro muito bem o que foi, mas acho que eles estavam cansados de serem comparados ao Creed, que ESTOROU na época, e decidiram chutar o balde. Ololco!

Esse exemplo é tão FORTE que eu nem preciso citar mais nada. Aliás, taí, Creed. Caramba, que banda ruim.

Radiohead

Radiohead, grande banda indie do mainstream (?).

Fake Plastic Trees, baladinha clássica. Cara feio pra cacete, esse vocalista. Enfim, o exemplo que eu vou citar pode até ser polêmico, mas alguém precisava fazer isso:

Coldplay

The Scientist. Se foder, Coldplay e Radiohead se parecem musicalmente e vocalistamente falando. Se eu tivesse a memória boa e me lembrasse de mais sons, PROVARIA CIENTIFICAMENTE que Coldplay e Radiohead, na verdade, são a MESMA banda.

E, falando em polêmica, essa é pros fãs de…

Beatles

Como eu poderia deixar de lado a banda que mais influenciou outras bandas na história? Beatles, véi! São tantos exemplos que fica IMPOSSÍVEL achar o ideal.

Help!, lá vem. O momento que vocês esperavam. Vamos citar um exemplo não tão inusitado, mas quem sabe inesperado:

The Wonders

That Thing You Do! é o one hit wonder mais espetacular de todos os tempos. A influência de Beatles é CLARA, óbvio. Como eu disse, é simplesmente IMPOSSÍVEL citar um exemplo mais claro de banda genérica, então optei por citar uma banda genérica que, com apenas um som, consegue ser MELHOR que Beatles. É claro que a maioria das bandas genéricas de Beatles são melhores que Beatles, mas essa vence com apenas UMA MÚSICA, véi. Enfim, o grande lance da coluna, infelizmente, não é falar mal de Beatles, mas sim falar de bandas genéricas. Então, fica aí o exemplo.

Até os Ramones são um genérico de Beatles (e, mesmo eu detestando Ramones, os acho melhores que Beatles, é claro). Pra vocês que são noobs, segundo alguns boatos (verídicos para muitos fãs), o nome Ramones foi inspirado em Paul McCartney, que usava o nome “Paul Ramon” em alguns registros de hotéis. Não precisa nem ter o mesmo estilo musical, ISSO já é ser genérico pra carái.

Bom, é isso, cinco exemplos. Até posso fazer uma parte 2 se eu lembrar de mais coisa (relativamente boa), ou se vocês citarem exemplos aí. Noobs.

confira

quem?

baconfrito