Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras (Sherlock Holmes: A Game of Shadows)

Cinema sexta-feira, 20 de janeiro de 2012 – 5 comentários

 Sherlock Holmes continua desenvolvendo novos disfarces e maneiras de ludibriar seus oponentes, enquanto seu fiel escudeiro John Watson está prestes a se casar e sair numa lua de mel dos sonhos com sua amada Mary Morstan. A única coisa que o caro Watson não contava era que seu amigo Holmes apareceria com uma nova teoria conspiratória de que o ardiloso Professor Moriarty estaria por trás de uma série de assassinatos, que visam desestabilizar a paz mundial. Quando a amiga Irene Adler desaparece, depois de prestar um serviço sujo para Moriarty, Holmes descobre que a cigana Simza pode ser a chave para desvendar todo o mistério por trás das mortes. A questão é: conseguirá Holmes superar a esperteza do terrível Moriarty?

Então, eu fui no cinema pra ver o Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras esperando apenas encontrar uma versão piorada do primeiro. Mas pra minha surpresa, o que se sucedeu foi justamente o contrário. Ou não exatamente o contrário, mas cês entenderam. continue lendo »

Trailers, trailers e mais trailers

Cinema segunda-feira, 18 de julho de 2011 – 1 comentário

Como cês já devem ter ficado sabendo, essa última semana foi marcada pela revelação de uma porrada de material inédito de diversos blockbusters que vem por aí. Tanto por parte de alguns filmes já muito antecipados quanto de outros bastante surpreendentes (Pelo menos pra mim, que não acompanho porra nenhuma). Mas o destaque maior ficou por conta dos trailers, variando d’As Aventuras de Tintim do Spielberg até mais clipes do Capitão América. E como a falta de assunto tá pegando, vamos aos mais relevantes: continue lendo »

Assassinos Profissionais

Primeira Fila sexta-feira, 30 de abril de 2010 – 3 comentários

Em mais uma coluna temática porque eu tenho preguiça de pensar em algum assunto e acabo escolhendo de acordo com o calendário, teremos no próximo sábado o dia do trabalhador. No ano passado, como vocês provavelmente não lembram porque têm umas memórias de peixe dourado com Alzheimer, falei sobre a mais antiga profissão do mundo: trabalhadora liberal da área de copulação. A.k.a Puta. Esse ano falarei da segunda profissão mais popular em Hollywood. Aquela que sustenta diversas famílias ficcionais. Aquela que não é de Deus fora das telas. Aquela que qualquer pessoa com indecência o bastante pra ficar na torcida tem todo o meu respeito. São os facilitadores de encontros com São Pedro, digo, agricultores simpatizantes do adubo humano, digo, os produtores de presunto natural, DIGO, os assassinos profissionais. continue lendo »

Filme de Lobo com novo diretor

Cinema quarta-feira, 27 de janeiro de 2010 – 0 comentários

Lembram que, ano passado, foi publicada essa notícia informando que o filme do Maioral seria dirigido pelo Guy Ritchie? Bom, podem apagar as tochas e guardar os ancinhos e foices – por enquanto.

Joel Silver, produtor da bagaça, afirmou que Ritchie está fora da direção de Lobo, provavelmente porque vai produzir uma sequência de Sherlock Holmes. Enquanto não se decide o novo diretor, uma coisa, aparente e infelizmente, já foi decidida: a censura (PG-13) continua a mesma por enquanto. Ou seja, merda. Podem colocar o melhor direitor que encontrarem, seja o Tarantino ou o Rob Zombie: o filme NUNCA vai ficar bom com uma censura dessa. Provavelmente vai virar filme de Sessão da Tarde.

Eu avisei que os ancinhos e foices não iam ficar guardados por muito tempo, não avisei?

Fonte: Judão

Filme de Lobo já tem diretor.

Cinema quarta-feira, 02 de setembro de 2009 – 6 comentários

Lobo: O Maioral, “aquele que devora suas entranhas e ri enquanto isso”, o Flagelo da Galáxia, o Terror da Realeza, o Master Motherfucker. Só os títulos dão uma idéia de quão foda o cara é. Junto com Spider Jerusalem, Santo dos Assassinos e Deadpoool, é um dos maiores chutadores de bundas que existem, e não poderia deixar de ter suas carnificinas registradas pela galera de Hollywood, certo? continue lendo »

[PACOTÃO] Trailers de The Last Airbender e Bastardos Inglórios + Pôsters de Sherlock Holmes

Cinema terça-feira, 23 de junho de 2009 – 2 comentários

Muita novidade e pouco tempo para escrever. Então fiquem com o apanhado de material e divirtam-se!
continue lendo »

Saiu o trailer de Sherlock Holmes

Cinema terça-feira, 19 de Maio de 2009 – 6 comentários

Um dos poucos filmes que eu aguardo ansiosamente esse ano é a adaptação de Sherlock Holmes dirigida pelo ex da madonna Guy Ritchie (o moço que fez Jogos, Trapaças & Dois Canos Fumegantes, Snatch e Rock’n’Rolla). O motivo é facil de explicar: dificilmente eu consigo ler uma ficção que não seja protagonizado pelo detetive inglês ou por seu colega de profissão Hercule Poirot.
Mas assim como aconteceu na adaptação Assassinato no Expresso do Oriente do livro de Agatha Christie, eles não ficam tão legais quando colocados na telona seguindo a mesma linguagem investigativa. Então, que diretor melhor pra jogar tudo pro ar e tentar um coisa nova do que o homem que só faz comédias de ação envolvendo criminosos? A própria escolha do elenco já reflete isso: Robert Downey Jr. como Sherlock e JUDE LAW COMO WATSON. Perfeito!
Esqueçam toda aquelas formalidades inglesas e lentidão investigativa que só ficam legais no livro e acompanhe um dos trailers mais legais do ano.
continue lendo »

Diretor de um gênero

Primeira Fila sexta-feira, 31 de outubro de 2008 – 3 comentários

Como Hollywood é uma fábrica de produzir filmes, isto sem contar os demais filmes produzidos pelo mundo, vez por outra desponta nos holofotes algum diretor que acaba ganhando reconhecimento por seu trabalho, depois disso, vem outro filme, mais outro e quando se percebe, este diretor se especializa em filmes do mesmo gênero, virando referência dentro dele. Isto já aconteceu com Alfre Hitchcock, mestre do suspense; Steven Spielberg, cinema fantasia; Wes Craven, terror; Martin Scorsese, filmes sobre máfia, e outros diversos exemplos.

Estreando neste findi, RocknRolla – A Grande Roubada, é a mais nova incursão do promissor diretor inglês Guy Ritchie, hoje em dia mais conhecido como ex-marido de Madonna. Mesmo tendo uma filmografia ainda pequena, 5 filmes, Guy Ritchie já é referência dentro de um gênero bem específico, os filmes policiais, no caso, tipicamente ingleses, isto é, são filmes cheios de personagens à margem da lei como mafiosos, ladrões, trapaceiros, assassinos, policiais corruptos envolvidos em tramas com muita violência, dinheiro, humor e sarcasmo. O cineasta possui um enorme talento para extrair humor de situações particularmente violentas e de personagens bizarros, todos com roteiro de sua autoria.

Na verdade, RocknRolla – A Grande Roubada representa “a volta por cima” de Guy depois de dois fracassos estrondosos: Destino Insólito, onde o diretor refilmou uma comédia romântica italiana, como veículo para sua “musa”, Madonna, resultado, um equívoco sem tamanho e um fracasso tão estrondoso que Guy quase sumiu do mapa, acabou virando o marido de Madonna; e Revolver, filme que já apontava uma volta ao gênero que lhe consagrou, mas, não funcionou, fracassou nas bilheterias e, ainda, permanece inédito no Brasil, tanto nos cinemas quanto em dvd.

Se você ainda não ligou o nome à pessoa, talvez tenha visto seu filme mais popular, Snatch – Porcos e Diamantes, que trazia no elenco Brad Pitt como um pugilista irlândes que não se entendia uma palavra que pronunciava. Na trama, o fio condutor da história está na busca de uma pedra preciosa roubada de um joalheiro da Antuérpia. Daí em diante personagens diferentes se envolvem numa trama labiríntica em busca do diamante perdido. De um lado estão os amigos e sócios Tursky (Jason Statham) e Tommy (Stephen Graham), que se unem a Mickey (Brad Pitt), um pugilista irlandês decadente. Mickey ajuda os dois a se infiltrar na gangue do lunático Brick Top (Alan Ford), que também procura a tal pedra. Do outro lado estão os gangsteres Boris (Rade Shebedgia) e Frank Quatro Dedos, todos interessados em achar o diamante, mesmo que para isso sejam obrigados a usar de violência.

Este foi o segundo filme de Ritchie, já com uma produção maior (mais dinheiro), elenco mais reconhecido, mas o espírito da trama ainda é o mesmo do seu primeiro filme, o ótimo Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes.

Este acabou ficando mais conhecido entre o público cinéfilo, ainda da era do VHS, hoje também disponível em DVD. A estréia de Ritchie já está perto de fazer 10 anos, e mesmo assim, o filme permanece um verdadeiro achado de ação com muito humor, mas não do tipo besteirol, aquele humor mais inglês, irônico e negro. No filme, você pode encontrar nomes que hoje são facilmente encontrados em superproduções americanas como o careca fodão, Jason Stathan (Adrenalina e Carga Explosiva), Jason Flemyng (Liga Extraordinária e, no recente, Espelhos do Medo) e o grandão com cara de mau, Vinnie Jones (o Fanático de X-Men, 60 Segundos e Os Condenados). Se você ainda não viu este filme, não perca a dica!

Na trama de Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes, o charmoso e malandro Eddie (Nick Moran) e seus três amigos, Tom (Jason Flemyng), Bacon (Jason Statham) e Sabão (Dexter Fletcher), entram numa grande aposta, investindo todo o seu dinheiro. Eddie é o mais habilidoso jogador de cartas da praça, mas o jogo é uma armação e ele sai devendo meio milhão de libras ao proprietário da casa. Os quatro têm uma semana para aparecer com a grana, ou terão que se entender com gente que pega pesado. Tentando salvar suas peles, os amigos decidem roubar um traficante, mas a história dá muitas reviravoltas e eles se envolvem com malfeitores e personagens do submundo londrino, numa trama ágil e violenta.

confira

quem?

baconfrito