Whedon pré Vingadores

Sit.Com quarta-feira, 14 de novembro de 2012 – 0 comentários

Depois que o tiozão cara de bolacha tomou conta do filme dos Vingadores, todos resolveram amar o cara. Mesmo a galerinha que sempre reclamou de Buffy começou a amar o cara. O que, não sabia que Joss Whedon era o criador de Buffy? Pois é amiguinho, racha essa tua cara, senta aí e bora aprender sobre um dos maiores gênios da televisão.

continue lendo »

Fábulas não são coisas de criança

HQs segunda-feira, 10 de Maio de 2010 – 3 comentários

Quem nunca ouviu falar na história de Chapeuzinho Vermelho, João e Maria, Cinderela, Bela Adormecida e Branca de Neve quando criança? As fábulas e contos de fadas sempre exerceram um fascínio sobre os jovens infantes, seja pela graça, seja pela magia, seja pela aventura, mas por mais perigo que os personagens principais passassem todos viviam no fim “Felizes para sempre.” Nos últimos anos temos visto na mídia diversas releituras das fábulas, seja no cinema com Shrek ou com a série Deu a louca na…, onde o humor se torna predominante sobre o encanto e a magia na história, agradando – ao menos na maioria das vezes – todas as idades.

Nos quadrinhos, porém, as história não se adequaram bem ao estilo infantil, sendo sua releitura mais voltada para os adultos. Como é o caso de Fables (Fábulas) lançada em 2002 pelo selo Vertigo da DC Comics. continue lendo »

Buffy, a Caça-Vampiros – Primeira Temporada

Televisão terça-feira, 23 de março de 2010 – 3 comentários

sarah michelle gellarSe foder esse povo que fica falando “GEI GEI GEI” quando o assunto é Buffy. Sério, cês ao menos já assistiram a série ou

a) ficaram sabendo dela porque sua prima não para de falar de “Angel e Buffy”, daí o mimimi;
b) assistiram ao filme, que não tem NADA A VER com a série;
c) cês só são chatos pra caralho, mesmo?

Eu fico com a C, cês são um pé no saco. Mas não vão me impedir de falar sobre a Primeira Temporada de Buffy, a Caça-Vampiros.

FLW

continue lendo »

Séries invadem as prateleiras

Televisão segunda-feira, 04 de agosto de 2008 – 5 comentários

Semana de Troca de Coluna no AOE, por isto nesta semana assumo a coluna Analfabetismo Funcional e New Emo. Como meus poucos conhecimentos se restringem ao meu obsessivo hobby, séries e filmes, vou linká-los com os temas da coluna.

Nos anos 90, o grande fenômeno televisivo, parecido com a repercussão de Lost, atendia pelo nome de Arquivo X. No entanto, recém chegava ao Brasil a tevê a cabo, não existia internet e muito menos banda larga. A repercussão de Arquivo X demorou mais ou menos até a 3ª temporada, depois disso explodiu em quase todo mundo. Com isto, fãs, inclusive este que vos escreve, iam atrás de qualquer informação que saciasse a curiosidade frente a temas, mistérios e personagens que iam surgindo nesta fantástica série de Chris Carter.

Em pouco tempo, surgiram os famosos livros Bastidores que na verdade eram um grande guia de episódios de cada temporada (o primeiro contou com o guia da primeira e da segunda temporada juntos, depois cada volume representava uma temporada), junto a entrevistas com os envolvidos na série, detalhes de cada episódios e diversas curiosidades, um verdadeiro deleite para os eXercers. Em seguida, as espertas editoras começaram a lançar outros materias com a grife da série, como novelizações de episódios, tramas independentes da série (claro que envolvendo os personagens) ou mesmo livros que tentavam explicar os mistérios envolvendo os fenômenos sobrenaturais da série (mais ou menos o que ocorre até hoje em livros baseados em séries famosas).

Alguns anos depois, outra série que possuía uma legião de fãs também recebeu livros envolvendo guias de episódios e novelizações com os personagens, Buffy – A Caça-Vampiros. Até mesmo a série mais assitida da tevê americana embarcou nesta categoria, CSI, foram lançados no Brasil algumas novelizações de tramas inéditas de série envolvendo investigações criminais; literalmente, literatura policial com todos os personagens da série. São eles: C.S.I Investigação na Cena do Crime: Morte no Gelo (único que tive oportunidade de ler, muito bacana, a série funciona também como leitura), CSI Jogo Duplo e CSI A Cidade do Pecado.

Uma recente novidade que chegou às livrarias foi A Ciência Médica de House, sendo House uma das séries americanas mais assistidas e elogiadas atualmente no Brasil, mas que sempre deixou as pessoas com dúvida quanto a veracidade dos casos médicos que House diagnostica. Andrew Holtz, ex-repórter de saúde da CNN, pesquisou as doenças incomuns e os tratamentos pouco ortodoxos com que o médico e sua equipe se deparam no programa. Será mesmo que existe malária no cérebro? O fumo poderia realmente auxiliar na cura de uma inflamação intestinal? Os fãs de House e curiosos poderão, finalmente, desvendar os misteriosos casos da série.

No entanto, atualmente, quem tem incentivado seu espectador a aprofundar seu contato com o universo televisivo é, obviamente, Lost, série mais idolatrada do momento. Você pode expandir seus conhecimentos sobre a famosa ilha e seus habitantes em livros que discutem as teorias mostradas nos episódios, principalmente da mitologia da série ou mesmo em livros que teriam sido escritos por passageiros do vôo 815 da Oceanic. São eles: Lost: Identidade Trocada, Lost: Risco de Extinção e Lost: Sinais de Vida e outros diversos livros tentando entender e jogar alguma luz sobre os diversos mistérios da trama.

Além disso, a cada episódio exibido na série, quando surge um personagem lendo ou comentando sobre algum livro, os fãs correm atrás do mesmo para ver se não há possibilidade de haver alguma resposta aos mistérios da trama no livro citado. Parece loucura, mas isto é coisa de fã.

confira

quem?

baconfrito