Sim Senhor (Yes Sir)

Cinema sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Carl Allen é um desses caras comuns mau-humorados. Trabalha na área de empréstimos de um banco e leva uma vida pra lá de monótona. Um dia acaba parando numa palestra motivacional de um doido que diz que “sim” é a resposta pra tudo. Carl leva isso bem a sério e começa a dizer sim pra toda e qualquer roubada que aparece pela frente.

  Essa cena não existe.

Antes de qualquer coisa, como vocês devem ter percebido pelo poster, é um filme do Jim Carrey. Entenderam? JIM CARREY. Não esperem grandes tramas, cenas de muita emoção ou atuações dignas de um Oscar. Pense somente em rir com umas bobagens. É um daqueles filmes do gênero “desligue o cérebro e divirta-se”. Aliás, desligue o cérebro ao ler essa resenha também. Quem sabe assim terão menos comentários do tipo “má que mau gosto você tem, mimimi”.

 Porque momentos apalermados podem ser divertidos, vamos lá…

Pois bem, depois da palestra Carl torna-se um novo homem. Logo no estacionamento do lugar ele encontra um mendingo que pede carona pra um beco escuro parque sombrio distante. Ele diz sim. Então o mendigo pede pra usar o celular. Pois não. O mendigo pede um trocado. Claro! O mendigo pede logo o dinheiro todo que ele tem. Carl abre AQUELE sorriso e dá a grana toda. Lógico que isso só pode dar merda… Pois eis que o carro acaba a gasolina onde Judas perdeu os grampos do cabelo e nosso herói tem que andar meio mundo atrás de um posto. Pelo menos lá ele encontra uma mulher com cara de doida e acaba tudo bem.

 “Digam ‘sim’ pro tio, sim?”

Como tudo está bem quando acaba bem, Carl esquece que podia ter se fodido grandão se concentra só no beijo no final na mina e acha que essa história de “sim” pode mesmo dar certo. Nessas ele acaba pegando a vizinha velhinha, fazendo aulas de coisas estranhas, conhecendo uma paquistanesa (ou algo assim), planejando o chá de cozinha da noiva do amigo, evitando que um cara se jogue pela janela e indo numa festa temática do Harry Potter do seu chefe.

 Eu iria nessa festa, na boa.

Como eu disse lá em cima, o cara é o responsável pela área de empréstimos num banco. Essas devem ser as pessoas que mais falam “não” na vida. MAS Carl fez uma promessa e deve mantê-la a qualquer custo, então acaba financiando uma porrada de coisa que não tem como dar certo. Só que os chefões gostam da iniciativa do cara e acabam o promovendo. Só assim pra ter tanta grana quanto a que ele gasta, afinal, se você souber que um amigo seu só pode dizer sim, qual vai ser a primeira coisa que você vai pedir pra ele?

 Lembre-se de não passar na frente de quadros de aviso se resolver dizer só “sim” depois do filme.

No elenco, além de Jim Carrey, estão também John Michael Higgins (de “Todo poderoso“, “As loucuras de Dick e Jane” e mais uns 15 filmes com o Jim Carrey), Rhys Darby (de “Flight of the Concords“, série da HBO), Danny Masterson (de “That ’70s Show“), Terence Stamp (a voz do Jor-El de “Smallville“… Sabia que conhecia esse nome!), Bradley Cooper (profissional em fazer “o outro”, aquele xarope que namora a mocinha antes do looser protagonista do filme aparecer, apesar de não ser o caso de “Sim Senhor”. Mas ele interpreta um xarope de qualquer jeito) e Zooey Deschanel (uma cantora que só faz papel de mulher meio desequilibrada e que curte uma boa liberdade. Deve ser por conta da cara dela).

Sim Senhor

Yes Man (104 minutos – Comédia)
Lançamento: EUA/Austrália, 2008
Direção: Peyton Reed
Roteiro: Nicholas Stoller, Jarrad Paul e Andrew Mogel
Elenco: Jim Carrey, Zooey Deschanel, Terence Stamp, John Michael Higgins, Rhys Darby e Bradley Cooper

Leia mais em: , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Ches

    Filme desse gênero são bons de se ver…
    Passando no Cinema aqui,o único filme que presta pra ver é “O Curioso Caso de Benjamin Button”…
    O resto é tudo umma merda.Vou ver “Yes” pra quebrar a rotina,e rir um pouco…
    ; )
    Ah,a data que tá no poster aê,foi dá estréia lá dos EUA ?

  • To afinzão de ver esse filme. Curto os filmes do Jim Carrey.

    Só uma correção: O Terence Stamp foi o General ZOD nos filmes do Superman e não a voz do Jor-El =)

  • uiara

    @Ches

    Acho que é isso mesmo… Pra vc ver o tanto que as coisas chegam tarde aqui no Brasil.

    @Rafael

    Na verdade, ele foi o general Zod nos filmes do super-homem E a voz do Jor-El no Smallville.

  • Ches

    Assisti ao filme…
    É realmente muito hilário…
    Muito bom o filme!

  • Laos da Silva

    MENDINGO foi de f u d e r ein amigão??? Mataram o português!

  • @Laos
    Cê sabia que quando a palavra tá em itálico e tem um erro de escrita, é proposital?

busca

confira

quem?

baconfrito