Shrek Para Sempre (Shrek Forever After)

Cinema quinta-feira, 08 de julho de 2010

Em sua quarta aventura, Shrek se encontra numa crise de identidade. Rumplestiltskin, um gnomo fracassado, oferece ajuda para ele reviver seu tempo dourado como ogro temido. Assim, Shrek é passado para trás, precisando salvar sua esposa, seus filhos e o reino de Tão Tão Distante, e acertar as contas com um certo gnomo.

E ai, já fui demitido? Não? Beleça. Então vou falar do Shrek 4, Shrek Para Sempre, Shrek atrás do seu forévis (Shrek Forever After, pra quem num sacou a piadinha)… Tá, sem divagar agora.

Primeira coisa, que é sempre bom fazer num filme tão grande quanto os da franquia Shrek, é analisar o desenvolvimento dela. Mas eu sou do contra e vou fazer isso só no final, pra deixar gente na dúvida. PEGADINHA DO MALLANDRO!

Shrek é um titulo esperançoso, já que traz o nome da DreamWorks e sempre vem boas piadas junto. Mas não dessa vez. Não ficou como o Shrek Terceiro, que pra mim tem tanto “tempero” quanto comida do Bom Prato (A.K.A. lugar com comida de 1 real onde mendigo esquenta o bucho), mas também não ficou como o primeiro e o segundo, que pra mim tiveram sacadas muito boas, como a piada do Starbucks do segundo filme (Se não sabe qual é, reveja o filme que você encontra).

 “Maldita camisinha de posto”

A saga também traz todos os elementos que fizeram de Shrek o sucesso que é: Aventura, romance (Dessa vez exagerado), o Gato de Botas, o Burro, e todo aquele distorcido conto de fadas em que Shrek se passa. Mas dessa vez traz junto o Rumpel… Rumpel… Aquele gnomo que o nome parece de vodka barata… Rumplestiltskin, ou algo assim, que, de novo, é o vilão baixinho que quer dominar o mundo, e pra isso tem que fuder com o Shrek. O Rumpelxxxxxx (Assim fica mais fácil) não se mostra um vilão muita coisa, já que parece muito com o baixinho do primeiro filme. Mas, mesmo usando a mesma receita, o bolo chamado Shrek saiu meio murcho.

 Nem as bruxas coadjuvantes aguentam a tanguice do Rumpelxxxx

Dessa vez, a história também tem mais porrada que o último filme, o que traz um ponto a mais, mas se é piadas de rolar na poltrona do cinema que você tá esperando, bem… Não espere. No filme inteiro, tiveram apenas duas ou três piadas em que eu realmente ri. Fora que é um bom filme pra levar a namorada (Se for namorado, leva o cara para um Cinco Letras que ele fica mais feliz), já que a quantidade de romance no ar é crítico, o que é um ótimo motivo pra dar um amaços na menina e largar toda essa tanguice de lado.

 WAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAFFLEEEEEEEEEEEEEEEEEESSS

Então, fazendo a comparação dos Shreks, o vencedor é o primeiro filme, porque Shrek Para Sempre, além de mela cueca, não tem aquela gama de piadas que fazem de Shrek um filme ótimo, que você possa levar as crianças, sobrinho… Enfim, a pirralhada e rir junto.

 O Garfield faz uma ponta no filme

P.S.: Sinceramente, dá vontade de tirar um ponto da nota do filme, porque tem propaganda até no Tang, e isso já é putaria.

P.P.S.: Tenho que dar créditos à Brubassaura Bruna, que me ajudou com as fotos, e ela me bate se eu não falar dela.

Nota do editor: Não é a Bruna aqui do Bacon.

Shrek Para Sempre

Shrek Forever After (93 minutos – Comédia)
Lançamento: EUA, 2010
Direção: Mike Mitchell
Roteiro: Josh Klausner e Darren Lemke
Elenco:Mike Myers, Eddie Murphy, Cameron Diaz, Antonio Banderas, Julie Andrews, Jon Hamm, John Cleese, Craig Robinson, Walt Dohrn, Jane Lynch, Lake Bell, Kathy Griffin

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito