Sete Dias com Marilyn (My Week With Marilyn)

Cinema segunda-feira, 01 de abril de 2013

 A musa Marilyn Monroe (Michelle Williams) está em Londres pela primeira vez para filmar O Príncipe Encantado. Colin Clark (Eddie Redmayne), o jovem assistente do prestigiado cineasta e ator Laurence Olivier (Kenneth Branagh), sonha apenas em se tornar um diretor de cinema, mas logo viverá um romance com a mulher mais sexy do mundo. O que começa como uma aventura amorosa mudará a vida do ainda inocente Colin e revelará uma das várias facetas de um dos maiores mitos do século 20.

Taí um filme que eu queria ver desde que foi lançado, mas nunca fui atrás. E como o filme estava começando, e não tinha nada melhor na TV, resolvi assistir o troço aí… E não é que não fez feio?

Então, antes de tudo, este filme é baseado em dois livros escritos pelo próprio Colin Clark, que bateu as botas em 2002. Nem eu nem ninguém jamais saberá se o que está estes livros, e consequentemente neste filme, é verdade, mas uma coisa todos sabemos: Colin Clark era cagado pra caralho.

 RESPECT.

Ao filme então: Tá lá o Colin (Eddie Redmayne), sem porra nenhuma pra fazer e sonhando em trabalhar com cinema. Após umas semanas se arrastando atrás de Laurence Olivier (Kenneth Branagh), ele finalmente consegue o serviço de “terceiro ajudante do diretor” (“Ou só ‘terceiro'”), que “na verdade é só um garoto de recados”. Um detalhe disso? Olivier é a personagem principal e diretor do filme O Príncipe Encantado (The Prince and the Showgirl, de 1957). Outro detalhe? A outra personagem principal é Marilyn Monroe putz surpresa né.

E tá lá o cara, trabalhando com o que quer, e de cara conhece uma das minas do figurino, Lucy (Para minha ligeira surpresa, Emma Watson). Pois é, pega a mina do figurino, depois a estrela… not bad, not bad at all. Mas claro que nada na vida é tão bonito: Olivier odeia as “frescuras” de Marilyn, Marilyn acha Olivier DO MAL, as filmagens (Por culpa dos dois) estão atrasadas e mais uma caralhada de problemas… Sabem como é, aquele famoso “mal de celebridade”.

 Às vezes eu entendo perfeitamente o Kirk

Como sem Marilyn não tinha filme, alguém tinha que fazê-la trabalhar, e já que o diretor estava prestes a pular no pescoso dela, sobra pro terceiro. Saquem só a situação: A molér tá na merda. O (Terceiro) marido, que devia protegê-la, voltou para os EUA e a largou na Inglaterra; os fãs não a deixam em paz, e nem os reporteres; ela é mantida na base de remédio o tempo todo; e ainda tem a “consultora de atuação” dela, que na real é quem impede ela de ter um ataque total.

Pois bem, tá lá a gostosa, sozinha, cheio de gente enchendo o saco, e tem um pirralho que se arrasta por ela. Por que não chamá-lo para ir visitá-la? E que tal um passeio no Castelo de Windsor? Topa nadar NU/PELADO/SEM ROPA no Tâmisa?

E o filme segue assim, com Marilyn passando horas e horas com o cara, indo de um lado para o outro com ele… IF YOU KNOW WHAT I MEAN… Aliás, não se fala nada nesse sentido no filme… Mas com isso o filme começa a dar certo: Marilyn para de ter crises, consegue atuar, Olivier fica mais satisfeito… Enfim, o filme é feito.

 Não rola peito… MAS ROLA BUNDA.

No fim das contas, Sete Dias com Marilyn é filme legalzinho. Não espere revelações, acontecimentos, ação e nem nada disso… Aliás, por via das dúvidas (E são muitas…), sequer considere que é uma biografia. As atuações são bem legais, e não me refeiro só aos personagens principais: A Judi Dench manda bem pra caralho, a Emma Watson também. A Zoë Wanamaker, o Eddie Redmayne e o Kenneth Branagh também são dignos de nota…

Mas quem estamos enganando? Só uma atuação realmente importa aqui, e é a da Michelle Williams. Ela inclusive ganhou uns prêmios por causa desse filme. E porra, ela, de fato manda muito bem. Em momento nenhum representou que não cabia ao papel, e das várias pessoas que eu já vi interpretando Marilyn Monroe, creio que ela foi a melhor. Na real, só faltou mais carne.

 Mas não que eu negasse né.

Enfim, é um filme legal se você não esperar grande coisa dele. Tem cenas legais BEM LEGAIS MESMO, boas atuações e um excelente trabalho de reconstituição da época (Principalmente nos cenários do filme e do filme que o filme fala)… E para ser totalmente sincero, fiquei sim com vontade de ler os tais livros escritos pelo Colin…

 Aquele arrombado.

Sete Dias com Marilyn

My Week With Marilyn (99 minutos – Drama/Biografia)
Lançamento: Inglaterra, 2011
Direção: Simon Curtis
Roteiro: Adrian Hodges (Baseado na obra de Colin Clark)
Elenco: Michelle Williams, Eddie Redmayne, Kenneth Branagh, Zoë Wanamaker, Judi Dench, Dominic Cooper

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito