Saudades dos Almanaques Disney (Férias e Outros)

HQs sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Quando eu era garoto e iniciava minha jornada pela leitura eu aguardava ansioso por alguns gibis, e entre eles estavam os Almanaques Disney. Como bom leitor e fã de quadrinhos, os Almanaques serviam como um prelúdio de livro, já que traziam mais páginas e, consequentemente, mais histórias.

Nessa época de férias, me lembrei em especial dos Almanaques Disney Férias, que eram lançados bem no final do ano, em dezembro, e traziam divertidas histórias de Mickey, Donald, Pateta e companhia, em aventuras temáticas. Sim, todas as histórias eram ligadas a férias em si ou se passavam em locais ideais para férias como praias, campos, etc.

É claro que eu gostava de todos os personagens, pois as histórias da Disney tem sempre um humor carismático, mas como a maioria das pessoas, eram as histórias da família Pato que mais me divertiam, principalmente as que tinham o muquirana Tio Patinhas e o irritadiço Pato Donald.

Ainda hoje temos edições especiais de férias nas revistas Disney, mas elas ficam concentradas em cada personagem e não apresentam mais uma miscelância como ocorria antes. É verdade que o Almanaque Disney Férias teve apenas três edições “oficiais” publicadas entre 1982 e 1984.

Mas em edições “não oficiais” as histórias temáticas de férias continuaram saindo no Almanaque Disney, uma das séries de maior duração ininterrupta no Brasil, ao todo teve 372 edições publicadas entre dezembro de 1970 a agosto de 2005.

O princípio era o mesmo: Vários personagens estrelavam a revista com histórias que podiam estar ou não ligadas por um tema central como ocorre em edições cujas capas trazem um título em destaque como: Os Inventores, Os Professores, etc.

Outro ponto interessante da miscelânea dos Almanaques Disney é que ele contava também com uma diversidade de autores e histórias de origens diversas, contando inclusive com algumas histórias criadas no Brasil, Itália, Espanha e outros várias países além dos Estados Unidos, país de origem da maioria das histórias.

Além de suas 372 edições e das 03 de férias, o Almanaque Disney no Brasil contou ainda com edições especiais que adicionam a esse rol outras 110 revistas, algumas foco em certos personagens como o especial Almanaque Disney Zé Na Copa, na qual a temática é voltada para o futebol e a maioria das histórias é centrada no Zé Carioca, Almanaque Disney Especial Manual da Magia com foco em Maga Patalógika e Madame Mim.

Enfim, eram edições que me agradavam bastante, principalmente por misturar o clima das histórias, já que o Donald trazia toda a confusão, Mickey trazia o mistério, Zé Carioca a malandragem, Professor Pardal as maluquices, e Tio Patinha as aventuras.

Até para escrever esse artigo eu consegui desenterrar uma das minhas edições do Almanaque Disney Férias que estava até empoeirada. Trata-se da Edição 02, publicada em dezembro de 83. Ela apresenta 08 histórias, sendo elas: Eu Fui Um Canguru! (Com Donald e sobrinhos); Entrou Areia no Golpe da Praia (com Mickey e Sir Lock); Férias Feridas (Com Peninha e Biquinho); Amargo Pesadelo (Com Donald e Peninha); Uma Fera nas Férias (Com Mickey e Pateta); Uma Bruxa Surfando (Com Madame Mim); O Acampamento (Com Tio Patinhas), e Esta Casa é um Caso Sério (Com Donald e Sobrinhos).

Destas as que eu mais gostei após relê-las foram Férias Feridas, com Peninha tentando descobrir quando o Biquinho entraria de férias sem estar sequer estudando e Uma Bruxa Surfando, com Madame Mim tentando aprender a surfar surpreendendo a todos no final com manobras radicais na vassoura.

Leia mais em: , , , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Mirella

    Correu uma lágrima de nostalgia. Tinha uns da turma da mônica também, não tinha?

  • Deks

    Bacon só no clima de nostalgia!

busca

confira

quem?

baconfrito