Professora Sem Classe (Bad Teacher)

Cinema quinta-feira, 18 de agosto de 2011

 Alguns professores simplesmente não estão nem aí. Por exemplo, há Elizabeth: desbocada, cruel e inapropriada; ela bebe, fica alta e mal consegue esperar para receber seu vale refeição e dar o fora do seu trabalho entediante. Quando ela é abandonada por seu noivo, logo traça um plano para conquistar um professor substituto rico e bonito.

Eu não sei porque, mas hoje em dia, eu não consigo mais olhar pra Cameron Diaz e não ver nela o tipo de mulher que ela tá interpretando nesse Professora Sem Classe: Fútil, superficial, mesquinha, que só pensa em si. Longe de mim querer dizer que a Cameron Diaz é isso ou aquilo, que faz assim ou assado. Ela só me passa essa impressão, por algum motivo obscuro, alheio à minha percepção. E por conta disso, eu diria que ela casou perfeitamente com o papel. Se fosse outra atriz, é provável que o filme não saísse tão bom. Mas o pior mesmo é que, com todas essas características, não dá pra pegar raiva da personagem. Ela só fez o que todo mundo já planejou minuciosamente mas desistiu por não ter beleza/corpo nem que seja uma vez na vida: Casar com alguém rico[a].

Mas vamos ao que interessa: Eu comeria a Cameron, você comeria a Cameron, qualquer um que tenha interesse em corpos femininos comeria a Cameron sem pensar duas vezes. E o filme soube se aproveitar disso. A personagem, Elizabeth, é uma vadia sem coração, mas com um puta pulmão, porque a desgraçada fuma de tudo um pouco. Sem falar do álcool e das outras coisas. Mas tudo bem, esse não é um filme pra crianças. Não é nem focado nas crianças que tem aulas [Inicialmente ridículas] com Elizabeth. E esse é o grande trunfo do filme: Fodam-se as crianças, eles não sabem o que é dar duro.

 Claro que você pode entender o “duro” de outra forma, conforme lhe for conveniente.

Basicamente, a história gira em torno das mutretas de Elizabeth pra conseguir um noivo rico burro novo, já que o antigo, com o auxílio de sua querida mamãe-coruja, descobriu o desfalque que Elizabeth dava no mané. Ela lecionava [Muito má e porcamente] e seria seu último ano dando aulas, se não fosse por esse pequeno obstáculo no seu plano. Tendo que voltar pra sala, ela é totalmente relapsa com os alunos, fazendo o que todo mundo [Menos os CDFs] gosta: Passando filmes. Mas a concorrência no mercado do golpe do baú é muito desleal, as mocinhas de 20 anos tem peitos deliciosamente grandes. Ela então resolve orçar um par de próteses mamárias. Que ela não tem como pagar. Até que ela conhece o professor substituto riquinho que eu esqueci o nome e também não faz tanta diferença assim. Ele foi chutado pela ex-namorada, que tinha grandes tetas. Elizabeth, que já conhece o mercado, sabe que não tem como concorrer com isso na atual situação.

 “Cê não precisa disso, Elizabeth, valorize o que você tem de melhor…”

Acontece que o professor-substituto-riquinho-que-ama-o-que-faz [E chama Scott, olhei no IMDB lembrei] acaba se apaixonando pela professora-que-faz-tudo-certinho Amy Squirrel [Sim, o sobrenome dela é Esquilo, e isso não passa impune no filme]. O que Elizabeth faz? Se dá por vencida? Claro que não. Depois de descobrir alguns métodos pra arrecadar fundos não muito hortodóxos, ela acaba sabendo que a professora com maior nota num exame estadual [Tipo um ENEM] ganha um bônus que é tudo que ela precisa pra inflar o sutiã e concretizar seus planos de dominação mundial; digo, de casar com um ricaço e viver a vida boa.

 Se eu tivesse uma professora dessas…

É ai que ela se esforça mesmo. E quando eu digo se esforça, cês tem uma ideia do que eu tou falando. A única coisa que pode impedí-la é o professor de educação física, que é meio boçal. Mas é dos cafajestes que as mulheres gostam, não é mesmo? E essa é a minha maior crítica ao filme: Como sempre, tiveram que meter um romancezinho/lição de moral goela abaixo. Mas vale a pena, pelas risadas e pelas coxas da Cameron Diaz.

Professora Sem Classe

Bad Teacher (92 minutos – Comédia)
Lançamento: EUA, 2011
Direção: Jake Kasdan
Roteiro: Gene Stupnitsky e Lee Eisenberg
Elenco: Cameron Diaz, Justin Timberlake, Jason Segel, Lucy Punch, Eric Stonestreet, Thomas Lennon, Alanna Ubach

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito