Os sete pecados musicais

Música sábado, 03 de abril de 2010

Eu não aguento gente que fala merda. Aliás, eu falo merda. O problema é quem fala merda a sério e pensa que tem razão, e eu não aguento isso. E é por isso mesmo que eu vou tentar SALVAR alguns de vocês de falarem as maiores besteiras que podem ser ditas sobre música e impedi-los de passar uma temporada inteira no inferno (E de graça). Este texto não vai fazer uma relação com os sete pecados capitais. O motivo? Dá trabalho demais. VSF.

Vale dizer que eu fiz essa lista pensando nas coisas que eu acho mais graves. Seria bacana que você, depois de ler tudo (Ou uma parte, apenas), colocasse nos comentários coisas que você já ouviu pra complementar o texto. Afinal, a participação dos leitores é bacana e eu prezo por isso (Apesar de parecer sarcasmo… E QUEM disse que NÃO é?).

Toca Hey Ho, Let’s Go
Todo mundo já ouviu um “toca Ramones!”. Pra alguém falar isso, quer dizer que você, no mínimo, conhece a banda. E conhece? Claro que não, porra. O nome da música que todo mundo fala é Blitzkrieg Bop, não Hey Ho, Let’s Go. Isso é o REFRÃO. Só porque a música é praticamente isso, não quer dizer que ela se chama assim. Também, Ramones tem músicas bem melhores que essas. Mas, pra começar a gostar, eu apoio. Não apoio falar errado. Quer ouvir? Ouve certo.

“Blitzkrieg” (Significa “relâmpago”, em alemão) foi um termo usado na Segunda Guerra Mundial para classificar o ataque dos batalhões nazistas: Rápido, preciso e destruidor. Assim como as músicas da banda, que são rápidas, fazem barulho e são boas – mesmo com três acordes na guitarra, apenas.

Eu escuto Eagles
Vamos deixar uma coisa bem clara aqui: Só porque você escuta uma música, não quer dizer que você escuta a banda e acompanha o seu trabalho. E todo mundo sabe do que eu estou falando: Você não pode dizer que escuta Eagles porque ouve Hotel California: É a música MAIS. CHATA. DA. BANDA. Além do começo extremamente longo, não é de longe o melhor trabalho do grupo. Não que seja ruim.

Eu era de falar que escutava Eagles por ouvir essa música e algumas outras de um álbum COVER em homenagem à banda. Agora eu tomei consciência: Nunca escutei Eagles. Pelo menos eu notei isso sozinho. E VOCÊ?1

Brian Johnson destruiu no álbum Highway To Hell
Esse álbum é foda, hein? Pena que Brian Johnson não foi o cantor original da banda e não gravou esse álbum. O primeiro vocalista do AC/DC – e o MELHOR, diga-se de passagem – foi Bon Scott, que resolveu morrer engasgado com o próprio vômito e parar de cantar pra banda. FDP.

O primeiro álbum que Brian atuou como vocalista da banda, mesmo, foi o Back In Black. Não que ele seja um cantor ruim, não dá pra cantar feito ele, mas é difícil se acostumar com a voz dele depois de escutar o vocal do Bon Scott. E olha que ele cantava aquilo tudo em início de carreira: Pensa como ele cantaria se ele estivesse vivo até hoje?

Stevie Wonder manja de jazz
Sabe o que Stevie Wonder e Ray Charles têm em comum? Eles são cegos. E uma diferença boba: Um VIVE e o outro não. Já vi gente confundindo os dois, sendo que eles não tem nada em comum, musicalmente falando.

Ray não nasceu cego. Stevie perdeu a visão devido a complicações no parto. Ray tocava jazz no piano, puxado a um blues. Stevie era do funk. Realmente, qualquer outra explicação é necessária? Eles não são a mesma pessoa, porra.

Que bateria fodida!!1
Manja aquela aula que te deixava de saco cheio na escola e qualquer coisa parecia melhor do que prestar atenção? Sem notar, você começava a bater o pé no chão ou o lápis contra os cadernos. Parabéns, você já sabe tocar igual à Meg White. Aliás, Seven Nation Army deixa isso bem claro. Eu nunca consegui imitar o som de uma bateria até ouvir essa música.

Sou suspeito pra falar sobre isso, já que eu acho a banda uma bosta. Mas tem sempre a chance de eu achar isso porque é a verdade. E não, Jack White também não é um bom guitarrista. Aliás, eles fazem música?

Canta pra caralho
Eu concordo com isso. O cara canta pra caralho, com uma tonelada de mixagem em cima. Cantar bem naturalmente pra quê? O estúdio pode te fazer virar uma pessoa que cantPORRA, O QUE EU TÔ FALANDO? Nem com o melhor estúdio esse cara vai cantar bem. Aliás, duvido até que ele saiba como respirar direito.

Banda direto da seção de colírios da Capricho não poderia fazer melhor que isso. Claro que nenhum integrante da banda sabe fazer música, mas o que mais chama atenção é o vocal. E tenho pena das meninas de 12 anos que escutam isso e pensam estar ouvindo coisa boa. Vocês estão ouvindo uma cabine de mixagem, não um viadinho cantando bem. Ah, pera. Ok, vocês estão ouvindo um viadinho cantando.

E essa música dos Beatles, hein?
THE. WHO. NÃO. É. BEATLES. Até porque, The Who é do caralho, e já é motivo pra não confundir as duas bandas. The Who teve uma fase meio Beatles no começo de carreira, mas a moda da época era imitá-los. Felizmente, com o decorrer dos trabalhos da banda, eles se separaram cada vez mais desse estilo e criaram um próprio.

Além do musical Tommy, o álbum Who’s Next é uma das obras primas da banda. E isso se deve quase que completamente à genialidade de Pete Townshend ao compor músicas. Não que eu não ache o cara um bosta: Roger Waters, por exemplo, fez música boa, mas é uma das pessoas que eu não suporto no universo musical. Ah, e já falei que The Who tem um baterista decente, ao invés de um… Mongo? Pois é, Keith Moon sabia tocar bateria de verdade e a banda soube aproveitar todo o seu talento.

Esse texto não doeu tanto assim, vai falar. E eu falei sério sobre comentar outros pecados musicais. Aproveita e comenta aí, véi. Vamos nos unir para livrar o mundo da Rita Repulsa.

 Q

Aliás, o Bacon está presente em praticamente todos os lugares da internet, feito um câncer, ó: Comunidade no Orkut, Twitter e até Last.fm, que beleza.

Leia mais em: , , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito